Ir para o conteúdo LAS Ir para o menu LAS Ir para a busca no site LAS Ir para o rodapé LAS
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Armazenamento de sementes

Na produção de sementes, as diferentes etapas não devem ser consideradas de forma isolada, pois é o conjunto de práticas ou a associação de etapas que determinam a obtenção de sementes de alta qualidade.

As diferentes etapas estão interligadas como elos indissociáveis de uma corrente, influenciando uma nas outras.

O armazenamento depende das etapas anteriores, pois somente o material produzido de maneira correta e de boa qualidade deve ser armazenado, assim como a semeadura depende do bom armazenamento, onde a qualidade das sementes é preservada.

O armazenamento tem por objetivo principal conservar as sementes de plantas de valor econômico, preservando a qualidade física, fisiológica e sanitária, para posterior semeadura no ano seguinte. Para tanto é necessário um local apropriado, seco, seguro, passível de aeração e de fácil combate a roedores, insetos e microrganismos.

O armazenamento inicia após a maturidade fisiológica, ainda no campo, quando inicia também a deterioração.

Deterioração

A deterioração inclui toda e qualquer transformação degenerativa irreversível, após a semente ter atingido seu nível de máxima qualidade. A deterioração é:

  • Inevitável
  • Irreversível
  • Variável entre espécies
  • Variável entre lotes de uma mesma espécie
  • Variável entre sementes do mesmo lote.

A deterioração da semente não pode ser evitada, porém a sua velocidade pode ser controlada até certo ponto, pelo emprego de técnicas adequadas de produção, colheita, secagem, beneficiamento e armazenamento. A redução do processo de deterioração a nível mínimo depende basicamente da espécie e das condições as quais cada lote foi submetido antes do armazenamento. Como conseqüência do processo de deterioração, podem ocorrer nas sementes as seguintes alterações:

  • Redução da velocidade de crescimento das plântulas
  • Aumento da permeabilidade da membrana citoplasmática
  • Redução da atividade de algumas enzimas
  • Maior susceptibilidade a estresses
  • Mudanças na respiração
  • Alteração nas reservas alimentícia
  • Alteração na cor
  • Alteração na velocidade de síntese dos compostos

Princípios gerais do armazenamento

  1. O armazenamento não melhora as qualidades do lote de sementes, apenas as mantêm.
  2. Temperatura e umidade são os dois fatores mais importantes no armazenamento. Quanto maiores esses fatores, maior será a atividade fisiológica da semente.
  3. A umidade é mais importante do que a temperatura.
  4. A cada 5,5°C de decréscimo de temperatura aumenta o dobro no potencial de armazenamento, no intervalo de 0 a 45°C.
  5. A cada 1% de decréscimo na umidade, dobra o potencial de armazenamento, na faixa de 4 a 14%.
  6. A umidade da semente é função da umidade relativa e em menor escala da temperatura.
  7. As melhores condições para o armazenamento de sementes ortodoxas são clima frio e seco.
  8. Sementes imaturas e danificadas não armazenam bem, enquanto as sementes maduras e não danificadas armazenam bem.
  9. O potencial de armazenamento varia com a espécie.

Mais informações sobre métodos de armazenamento de sementes: veja cartilha em  http://www.epamig.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=1519.