Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

10 coisas curiosas que você encontra na Biblioteca Central



O acervo da Biblioteca Central (BC) da UFSM possui cerca de 96 mil itens, mas apenas dois terços deles são livros. Conforme dados do Sistema de Informações para o Ensino (SIE), o restante da coleção inclui obras e objetos que podem surpreender a muitos no campus: mapas, livros em braile, jogos de tabuleiro e itens históricos.

Segundo a bibliotecária Ana Paula Guimarães da Silva, “a biblioteca busca ser referência de conhecimento e um local de convivência e acolhimento”. Além disso, de acordo com a também bibliotecária Deisiré Amaral Lobo, “a BC tem o objetivo de fazer com que o público ‘se sinta inserido’ no seu ambiente, e, aliado a isso, busca-se acompanhar a evolução dos suportes da informação para cumprir o seu papel de coletar, organizar e disseminar conhecimento”.  Nesse sentido, apresentamos, a seguir, uma lista com 10 coisas curiosas que podem ser encontradas na BC:

 

1- Livros em braille

A BC possui 173 exemplares de livros em Braille, acessíveis a pessoas cegas. Todos eles foram distribuídos pela Fundação Dorina Nowill – ONG sediada em São Paulo que atua na inclusão social de deficientes visuais. O Inep, órgão vinculado ao Ministério da Educação que estuda e avalia o sistema educacional brasileiro, determina que as bibliotecas universitárias devem oferecer obras acessíveis.

Os livros em Braille podem ser retirados para empréstimo assim como os demais livros. A maior parte dos exemplares é de obras literárias, como os clássicos Harry Potter e Robinson Crusoé. Também há vários títulos relacionados à educação e à legislação.

 

2- Jogos de tabuleiro

Exemplares dos jogos de xadrez e damas também fazem parte do acervo da BC. Duas mesas com o quadriculado branco e preto do xadrez servem de tabuleiro para as peças que são emprestadas para jogos no local. Periodicamente, o Setor de Atendimento Integral ao Estudante (Satie) da UFSM promove, na Biblioteca, campeonatos de xadrez entre alunos do campus.

 

3- Mapas

Egito Antigo, municípios gaúchos e países balcânicos são exemplos de territórios representados nos cerca de 900 mapas que podem ser consultados na Biblioteca Central – muitos com quase um metro de largura e, alguns, raros. A maior parte dos mapas  é das décadas de 1960 e 1970, e a região mais retratada é o território brasileiro. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) costumava enviar suas publicações cartográficas para o acervo da UFSM.

 

Décadas atrás, militares da Aeronáutica costumavam consultar mapas na BC. Hoje, eles são procurados principalmente por alunos do curso de Geografia e, eventualmente, por topógrafos.

 

4- CDs, DVDs, fitas VHS, fitas cassete e disquetes

Estão registrados no acervo da Biblioteca Central 935 CDs e CD-ROMs, 249 DVDs, 132 fitas VHS, 63 disquetes e 12 fitas cassete. Muitos dos CDs são audiolivros, que garantem que deficientes visuais tenham acesso a obras como As Crônicas de Nárnia e Memórias de Minhas Putas Tristes. Entre os itens audiovisuais, também há vários que acompanham livros disponíveis no acervo. A coleção inclui ainda cursos de idiomas, músicas, filmes, anais de eventos e materiais relacionados à anatomia – que facilitam com que o aluno visualize estruturas corporais.

 

5- Mesa de luz

Uma mesa de luz, como a que os arquitetos utilizam para desenhar sobre plantas baixas, é um dos artefatos que podem ser encontrados no subsolo da BC. A mesa, cujo tampo emana luz, permite que uma pessoa desenhe em uma folha em branco visualizando o desenho que está sob a folha. Atualmente, a mesa é mais utilizada por alunos de Geografia para consultar os mapas da Biblioteca.

 

6- Teses e dissertações

A BC reúne todos os trabalhos de conclusão de cursos de pós-graduação produzidos na UFSM desde a criação da biblioteca, em 1972. Encadernadas em capas azuis, seguindo padrão da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), as teses e dissertações ocupam uma sala no andar mais alto do prédio.

O Ministério da Educação exige que as produções científicas de pós-graduação sejam armazenadas pelas instituições de ensino. As teses e dissertações podem ser retiradas para empréstimo assim como os livros.

 

7- Exposições

Ocasionalmente, a BC também sedia exposições artísticas. Em agosto, foi promovida a exposição Atlas, em vários ambientes da Biblioteca, com obras de alunos do Centro de Artes e Letras (CAL) da UFSM. Uma mostra de fotografias tem previsão para ocorrer em novembro. 

Além disso, no andar superior ficam expostas permanentemente pinturas de Débora Dimussio, uma das bibliotecárias do local.

 

8- Coleção de edições do Diário Oficial da União

A atual Constituição do Brasil foi promulgada em 5 de outubro de 1988. A edição do Diário Oficial da União (DOU) da data informa, logo na primeira página, que, durante a cerimônia de promulgação, o texto da nova lei fundamental circularia em uma edição especial da publicação. Esse e outros episódios da história do Brasil podem ser consultados na coleção de edições do DOU da Biblioteca Central. O acervo possui todas as edições publicadas desde 1943.

 

As edições do DOU fazem parte da categoria de obras de referência – que inclui enciclopédias e demais exemplares que abordam uma grande variedade de temas. As obras de referência podem ser consultadas apenas dentro da Biblioteca.

 

9- Salas multiuso

Estão à disposição do público da UFSM três salas na BC. As duas que ficam no  subsolo – o mesmo andar onde ficam os livros – possuem iluminação natural abundante e vista panorâmica. Nelas, o projeto Esporte Universitário promove, periodicamente, sessões de pilates, yoga e meditação para alunos da UFSM.

No andar superior fica a sala Multimídia, destinada a apresentações e reuniões. O ambiente é equipado com data show, cadeiras e uma mesa de reuniões. O uso dos três espaços pode ser agendado na secretaria da biblioteca.

 

10- Acervo especial

Cerca de 200 obras estão reunidas em um acervo especial mantido pela BC à espera de estudos que confirmem se possuem características excepcionais de antiguidade, caráter histórico, edição esgotada ou clássica para determinada área de conhecimento. Os itens do acervo especial se caracterizam por serem considerados antigos, históricos, esgotados ou clássicos para determinada área de conhecimento. Alguns podem ser raros, e a Divisão de Processos Técnicos assegura que são obras de relevância institucional e importantes com relação a áreas de pesquisa da Universidade. Os itens do acerco especial “são parte da memória bibliográfica dos acervos e contribuíram para o conhecimento gerado na UFSM, ou seja, são patrimônio cultural institucional”, segundo o diretor da Biblioteca Central, Fernando Leipnitz. A preservação da coleção especial em um espaço próprio permite que os itens sejam mantidos em condições controladas de ventilação, umidade e segurança.

 

Além do acervo especial, a Biblioteca possui a Coletânea UFSM, uma coleção de obras produzidas pela Universidade que inclui periódicos e publicações das unidades de ensino. A Coletânea UFSM está em um local isolado do restante dos itens.

 

A criação de uma sala de coleções especiais com climatização adequada é um objetivo da Biblioteca Central.

 

Reportagem: Rossano Villagrán Dias, acadêmico de Jornalismo

Edição: Andressa Motter, acadêmica de Jornalismo

Fotografia: Rafael Happke



Publicações Recentes