Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Estudantes projetam entrada de novo campus da UFSM



Planejar a infraestrutura de um campus universitário não é uma missão simples. Demandas locais, como fluxo de veículos e de pessoas são detalhes importantes a serem considerados, pensando, inclusive, a longo prazo. Este foi o trabalho desenvolvido por um grupo de acadêmicos do curso de Engenharia de Transportes e Logística e integrantes do Laboratório de Mobilidade e Logística (Lamot) da UFSM de Cachoeira do Sul. O grupo estudou de que maneira a entrada da nova sede do campus deveria ser construída.  

 

A mais recente unidade da UFSM, fundada em 2014, estava instalada provisoriamente no centro da cidade, em prédios alugados ou cedidos. Desde o início de 2019, o campus funciona no Passo d’Areia, localizado a sete quilômetros do espaço anterior e às margens da rodovia VRS-809 e a maioria dos estudantes e servidores se deslocava a pé ou de bicicleta. Na estrutura atual, o carro, motocicleta e ônibus são utilizados.

 

Isso foi constatado pela pesquisa desenvolvida no Lamot, em 2018, que estimou o possível tráfego até as instalações definitivas do campus. O estudo foi feito mediante questionário aplicado com membros da comunidade acadêmica sobre a maneira como iam ao campus antigo e quais eram as intenções a partir da mudança, já que 70% reside próximo às instalações anteriores.

O número de veículos deve ser estudado, pois “influencia no tipo de cruzamento e dimensões geométricas, que devem ser desenhados na rodovia de acesso às instalações do campus, assim como no cálculo do pavimento”, explica o professor Alejandro Padillo, que coordena o projeto juntamente com Brenda Medeiros, docente do curso de Engenharia de Transportes e Logística da UFSM/CS. Ainda participa do estudo a pesquisadora Tânia Batistela Torres, do doutorado em Engenharia de Produção pela UFRGS.

 

Em 2019, depois da conclusão da pesquisa, o Lamot e os docentes do curso de Engenharia de Transportes e Logística auxiliaram na proposta de desenho do acesso ao campus, além do acompanharem das obras. Alejandro conta que “o papel do campus em todo este processo está sendo fundamental, assim como a parceria e ajuda da Prefeitura de Cachoeira do Sul, que aceitou a responsabilidade de executar as obras mediante convênio com o Daer [Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem]”.

 

Para a obra, foram levadas em conta características do terreno, como a topografia, a visibilidades no ponto de acesso, os obstáculos e outros elementos presentes na área, necessidade de entroncamento com a via já construída dentro do Campus e, sobretudo, razões de segurança no trânsito, que nortearam todo o desenho. Apesar de se tratar de um acesso provisório – a estrutura definitiva prevista é uma rotatória – as questões de segurança estudadas na pesquisa levaram os alunos a otimização do desenho da obra proposto à Prefeitura e ao Daer, responsável pela rodovia.  

 

Outros resultados destacados no estudo foram em relação à necessidade de um planejamento adequado dos deslocamentos. O professor conta que essa é uma questão importante “para alcançar os objetivos de sustentabilidade que a sociedade atual exige, mais ainda sendo uma instituição de ensino de referência como é a UFSM”. Sendo assim, os integrantes do Lamot perceberam que um sistema de transporte público coletivo até o local seria o mais adequado. Com os resultados do relatório, foi possível solicitar à Prefeitura e à empresa de ônibus da cidade uma nova linha, que sirva ao Campus, assim como planejar os horários, intervalos e itinerários.

 

Engenharia de Transportes e Logística

 

Criado no segundo semestre de 2014 – período em que o campus da UFSM em Cachoeira do Sul foi inaugurado – o curso é o único do estado e um dos poucos no país. Os profissionais da área atuam em sistemas de transportes rodoviário, ferroviário, aquaviário, aéreo e dutoviário, além de veículos não motorizados. Também podem exercer funções nas fases de planejamento, construção, gestão, conservação e manutenção desses serviços.

 

Reportagem: Paulo César Ferraz, acadêmico de Jornalismo

Edição: Andressa Motter, acadêmica de Jornalismo

Ilustração: Yasmin Faccin, acadêmica de Desenho Industrial





Publicações Recentes