Ir para o conteúdo Revista Arco Ir para o menu Revista Arco Ir para a busca no site Revista Arco Ir para o rodapé Revista Arco
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Está caro ou está barato viver em Santa Maria? O ICVSM te responde



Fundado em 2006 pelo professor José Maria Pereira, o projeto de extensão Índice do Custo de Vida de Santa Maria (ICVSM), do Centro Universitário Franciscano (Unifra), é uma iniciativa que visa produzir e divulgar boletins mensais , a partir dos pesos calculados na Pesquisa de Orçamentos Familiares, elaborada pelos pesquisadores vinculados ao Laboratório de Práticas Econômicas (LAPE) da instituição.

O ICVSM  ajuda a comunidade santa-mariense a ter conhecimento da evolução dos preços praticados no município. Isso é importante como forma do cidadão verificar seu real poder aquisitivo, ou seja, dada a variável renda, para poder verificar, quais produtos os santa-marieneses podem adquirir de acordo com o seu orçamento.

Para o professor Mateus SangoiFrozza, que coordena o projeto desde 2012, a iniciativa tem como objetivo principal calcular a inflação no município de Santa Maria. “Num universo de 3.000 preços, verificamos o que mais aumentou e o que desacelerou. Os itens pesquisados são para pessoas com renda de até oito salários mínimos e apenas residentes em áreas urbanas”, relata Frozza.

O projeto é integrado por alunos dos cursos de Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Administração e Jornalismo do Centro Universitário Franciscano, que coletam mensalmente dados de preços referentes a 9 grupos: Alimentação, Habitação, Artigos de Residência, Vestuário, Transporte, Saúde e Cuidados Pessoais, Despesas Pessoais, Educação e Comunicação. Os grupos que apresentam maior peso no ICVSM são Habitação (26,07%) e Alimentação (25,12%). Posteriormente, os valores são analisados pelos pesquisadores do ICVSM e divulgados até o décimo dia de cada mês.

Frozza destaca a participação dos alunos no projeto, pois segundo ele, além de poderem aplicar a economia na prática, os alunos têm entendimento de planejamento, controle, finanças e comportamento do mercado municipal. A acadêmica do 5º semestre de ciências econômicas e integrante do ICVSM, Francine May, reforça a importância do projeto, do ponto de vista da formação profissional: “Além de termos a oportunidade de conhecermos os gerentes, administradores dos estabelecimentos, de termos relações diretas com os profissionais, o mais importante é perceber o quanto a economia é fundamental para a população, como ela afeta diretamente as famílias. O projeto, para nós alunos, pesquisadores, nos oferece muitas oportunidades tanto acadêmicas quanto profissionais”.

A acadêmica destaca ainda que o projeto é relevante, pois “serve de base tanto para novas pesquisas mais específicas, como também para informar a população santa-mariense sobre a inflação da cidade. Somos a única instituição de Santa Maria que realiza esta pesquisa”.

Ainda neste sentido, os boletins, que são divulgados mensalmente, são interessantes para a população santa-mariense, principalmente neste momento em que se vive uma ampla instabilidade econômica no país, quando a atenção precisa ser redobrada na hora das compras. O coordenador do projeto destaca também que a atenção na hora de pesquisar os preços para o relatório é fundamental: “Neste momento que a inflação está disseminada na economia, a pesquisa de preço tem que ser mais cuidadosa e atenta, já que temos hoje uma infinidade de marcas e produtos diferenciados, sendo assim não é raro que os professores acompanhem os alunos nas pesquisas, nos mais diversos estabelecimentos”, destaca Frozza.

Para conhecer um pouco mais sobre o projeto, assista ao vídeo:


Publicações Recentes