Ir para o conteúdo Íntegra Ir para o menu Íntegra Ir para a busca no site Íntegra Ir para o rodapé Íntegra
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Professora explica o porque não devemos parar de ver notícias



Em live a professora Alice Panvanello, docente no curso de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Maria, explicou a importância de continuarmos informados em tempos de pandemia

Na terça-feira, dia 04, em uma live no Instagram da Agência Íntegra, a professora Alice Panvanello, docente nos cursos de jornalismo e relações públicas na Universidade Federal de Santa Maria, campus Frederico Westphalen debateu a importância de continuarmos informados neste momento de pandemia. Além, Alice enfatizou que mesmo com as numerosas notícias tristes, a informação é uma maneira de nos mantermos protegidos e informados, diminuindo o caos e o risco de contágio.

Na live intitulada “Por que não podemos parar de ver notícias?” a professora discutiu sobre o processo de produção das notícias, o objetivo do jornalismo de informar os fatos reais dos acontecimentos, sendo transparente com a realidade.

“O jornalismo tem que passar a realidade dos fatos, ele não pode minimiza-los. Os critérios de noticiabilidade fazem com que justamente o grande números de mortos estejam estampados nos noticiários todos os dias enquanto essa situação isso se repete. Faz parte da funcionalidade do jornalismo, ele têm essa função de mostrar a pluralidade de pensamentos na sociedade e também é um pilar importante que mantém essa democracia para todos”.

Para a professora, a informação promove a divulgação de notícias verídicas e diminui o aumento da desinformação, além de contribuir para com as escolhas que os cidadãos tomam diariamente, na política ou socialmente.”Quando não nos sensibilizarmos com as mortes diárias, quando essas mortes se tornarem apenas números contabilizados teremos um problema grave”.

Outro ponto enfatizado pela professora foi como ingerir essas notícias diárias sem nos tornarmos alienados ou prejudicar a própria saúde mental de forma que afete o nosso humor. Para ela, o equilíbrio é uma maneira de evitar que a nossa saúde seja afetada, e compartilhou sugestões de como ingerir essas notícias e continuar se mantendo atualizado em meio à pandemia.

“Escolha um site, algum canal que você goste. Escolha um horário específico para acompanhar as notícias e últimas informações que estão sendo divulgadas, não precisa que seja no café da manhã. Conheça esse site, esse veiculo e veja se ele é confiável, escolha ou acompanhe mais de um, como quiser. Mas, que haja essa busca de pluralidade de fontes, muitos contendo humor, críticas. E uma outra dica muito importante é que as pessoas não acreditem em notícias com fontes estranhas que constam nas redes sociais, em boatos, em fofocas”.

A live é a oitava promovida pela agência em meio à pandemia e também íntegra o Projeto de ensino MovimentAção, que busca divulgar conhecimento científico e de qualidade para sociedade de uma maneira segura e criativa para debater assuntos que envolvem as temáticas sobre o Coronavírus e seus impactos sociais, ambientais e econômicos. Além de abordar temas que estão em destaque no mundo atual e questões sociais e políticas.

A primeira foi realizada pela professora e Chefe do Departamento de Ciências da Comunicação Cláudia Moraes, e abordou sobre a Educomunicação Socioambiental; a segunda com o professor Reges Schwaab, que debateu o tema “Jornalismo em Tempos de Incerteza”, a terceira com o professor Jones Machado, debatendo o tema “Crise, Relações Públicas e Comunicação”, a quarta com a professora Vera Martins intitulada “Comunicação para Transformar”, a quinta com o Joel Guindandi “Comunicação também é arte?”, a sexta com o professor Tainan Pauli Tomazetti, intitulada “Das Representações para Além: Visibilidades e Reconhecimento LGBTPIQA+ na Comunicação”, e a sétima com a professora Patrícia Milano Pérsigo, que debateu o tema “Para pensar a comunicação estratégica: do perfil profissional ao mapeamento de mercado”.

Todas as lives estão disponíveis no IGTV da Íntegra.


Publicações Recentes