Ir para o conteúdo SAI Ir para o menu SAI Ir para a busca no site SAI Ir para o rodapé SAI
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

UFSM promove seminário internacional sobre América Latina e os desafios da Era Nuclear

Evento reunirá autoridades e especialistas internacionais para debater o papel de governos, universidades e sociedade no uso pacífico da energia nuclear



A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a organização Pugwash Conferences on Science and World Affairs e a Fundation Non-Proliferation for Global Security (NPSGlobal) promovem, no dia 16 de novembro de 2021, o seminário América Latina na Era Nuclear – da Zona Livre ao Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares: próximos passos. O evento reunirá autoridades, embaixadores, pesquisadores e representantes de grandes instituições de diversos países da América Latina. O seminário será realizado de forma online, com transmissão ao vivo pelo Youtube da UFSM e aberta a todos os interessados. Não é necessário fazer inscrição prévia.

Passados três anos da realização do Seminário Internacional – América do Sul na era nuclear: riscos, desafios e perspectivas, que reuniu mais de mil pessoas entre estudantes, professores e comunidade, a UFSM traz mais uma vez ao debate esse tema. Segundo o secretário geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, o aquecimento global e as armas nucleares são as duas grandes ameaças à continuidade da vida no planeta Terra. Diante disso, o seminário busca oferecer um espaço de troca de ideias e experiências dos diversos atores envolvidos nessa temática.

As inúmeras aplicações pacíficas da energia nuclear representam um potencial no encaminhamento de possíveis soluções para as duas ameaças. As inovações advindas de tecnologias nucleares apropriadas, quando inseridas nos processos produtivos e na saúde pública, tendem a melhorar a qualidade de vida das populações, atacando a fome endêmica e as doenças, diminuindo, em consequência, as tensões sociais e as probabilidades de guerras. Por outro lado, a energia nuclear poderá desempenhar um papel de grande importância na luta contra o aquecimento global, sendo uma fonte energética economicamente viável, tecnicamente factível e com a menor repercussão possível, tanto no uso de recursos naturais como na produção de resíduos danosos ao meio ambiente.

Embora a América Latina tenha um histórico positivo na defesa dos usos pacíficos de tecnologias nucleares, a expansão de sua utilização dependerá do enfrentamento de um conjunto de fatores adversos. O primeiro deles é a necessidade de modificar a percepção negativa que a opinião pública tem sobre o tema. O uso como arma com grande poder de destruição, somado a mitos e lendas urbanas dissociadas das verdades científicas, acabam afetando a aceitação pública das tecnologias nucleares, criando uma narrativa desfavorável que muitas vezes é repercutida pela mídia e pelo cinema.

Card cinza com ilustração laranja da América Latina e texto: Por que discutir América Latina na era nuclear? América Latina na Era Nuclear. 16 de novembro, 9h às 17h20, YouTube da UFSMEsta percepção pública negativa tem ofuscado o papel construtivo de inúmeras aplicações pacíficas da energia nuclear. Assim, o seminário internacional virtual América Latina na Era Nuclear – da Zona Livre ao Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares: próximos passos, vai discutir o papel dos governos, das universidades e da sociedade civil na construção de possíveis caminhos que incentivem as utilizações pacíficas da energia nuclear em benefício de toda a humanidade e que levem ao entendimento da necessidade de banimento total dos arsenais nucleares. O seminário reunirá especialistas de instituições de diversos países da América Latina, que apresentarão a situação atual, assim como as tendências e perspectivas para os próximos anos.


Organizações participantes
 – Pugwash BrasilAssociação das Universidades Grupo Montevideo (AUGM), Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares (ABACC), Latin American Section/American Nuclear Society (LAS/ANS), Women In Nuclear Global (WiN Global), Fundation Non-Proliferation for Global Security (NPSGlobal), Brasil Soka Gakkai Internacional (BSGI), Agência Internacional de Energia Nuclear (AIEA). Destaca-se a presença de três organizações que receberam o Prêmio Nobel da Paz: Conferências Pugwash sobre Ciência e Negócios Mundiais (laureada em 1995), Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares – ICAN (laureada em 2017), Médicos Internacionais para a Prevenção da Guerra Nuclear – IPPNW (laureada em 1985).


Programação – 
A abertura do seminário será realizada às 9h, com participação do reitor da UFSM, Paulo Burmann, do ex-reitor da UFSM Odilon Marcuzzo do Canto, do Embaixador Sergio de Queiroz Duarte (Presidente honorário da Pugwash Brasil) e do Embaixador Rafael Mariano Grossi (Diretor Geral da Agência Internacional de Energia Atômica). Às 9h30 tem início o primeiro painel, que tem como tema “América Latina no Setor Nuclear: papel dos governos”. A partir das 11h30, será realizada homenagem aos 30 anos da Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares (ABACC), completados neste ano. Haverá mensagens do secretário-geral da ONU, dos governos do Brasil e da Argentina, além da Secretaria da ABACC. Após o intervalo, o seminário retorna às 13h30 com o painel “América Latina no Setor Nuclear: papel das universidades”. Às 15h10 ocorre homenagem aos 30 anos da Associação das Universidades Grupo Montevideo (AUGM), com participação da Andifes e de representantes da AUGM. às 15h30, o painel final traz a discussão “América Latina no Setor Nuclear: papel da sociedade civil”, e o evento terá seu encerramento às 17h20. 

A programação detalhada e a lista completa dos conferencistas podem ser acessada na página do evento.


Confira mais informações

– Nota conceitual sobre o evento América Latina na Era Nuclear, por Odilon Marcuzzo do Canto

– Saiba como foi o Seminário América do Sul na Era Nuclear, em 2018

– Revista Arco: Energia nuclear só serve para a guerra?

– Revista Arco: 11 utilidades da energia nuclear


Serviço:

O quê: Seminário online “América Latina na Era Nuclear – da Zona Livre ao Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares: próximos passos”

Quem: Universidade Federal de Santa Maria, Pugwash Conferences on Science and World Affairs e a Fundation Non-Proliferation for Global Security (NPSGlobal)

Quando: 16/11/2021, a partir das 9h

Transmissão: www.youtube.com/c/UniversidadeFederaldeSantaMariaUFSM

Inscrições: não é necessário fazer inscrição prévia, a transmissão será aberta a todos via Youtube. Quem desejar certificado de participação deverá registrar a presença por meio de link que será disponibilizado durante o evento, via chat.

Notícia publicada originalmente em https://www.ufsm.br/2021/10/27/ufsm-promove-seminario-internacional-sobre-america-latina-e-os-desafios-da-era-nuclear/

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes