Ir para o conteúdo SAI Ir para o menu SAI Ir para a busca no site SAI Ir para o rodapé SAI
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

UFSM recebe prêmio internacional de excelência pelo QS Ranking América Latina

Premiação ocorreu após divulgação do ranking, no Espírito Santo



Premiação ocorreu na Universidade Vila Velha nesta quinta (22)

Nesta quinta-feira (22), durante o QS Higher Education Summit: Americas 2022, na Universidade Vila Velha (UVV), no Espírito Santo, a UFSM recebeu o prêmio na categoria “Recognition of Improvement”, um reconhecimento à excelência institucional. A Universidade esteve representada pelo reitor, Luciano Schuch, e pelo assessor do Gabinete do Reitor na Secretaria de Apoio Internacional (SAI), Júlio César Cossio Rodriguez.

Durante o congresso também foi feita a publicação oficial do Ranking de Universidades da América Latina 2023 da companhia britânica Quacquarelli Symonds (QS). A UFSM obteve destaque, avançando 12 posições em relação ao ano anterior: passou da 93ª colocação para a 81ª. No Brasil, está entre as 20 melhores universidades, tanto públicas quanto privadas.

Júlio César Cossio Rodriguez e Luciano Schuch representaram a UFSM

Schuch lembrou que desde 2018 era meta da UFSM estar entre as 20 melhores universidades do país de acordo com o ranking da QS para a América Latina, e destacou o esforço de toda a comunidade, como a Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan), Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP), Secretaria de Apoio Internacional (SAI), Pró-Reitoria de Graduação (Prograd). “Graças ao trabalho de toda nossa comunidade, conseguimos atingir nossa meta em 2022. É um motivo de muito orgulho. Temos que agradecer a todos os pesquisadores e corpo técnico da Universidade por esse objetivo, ou seja, a Universidade cada vez mais representada na sociedade, através da nossa reputação, da empregabilidade dos nossos egressos, da relevância da nossa pesquisa para a sociedade”, avalia.

Além do resultado exitoso obtido no ranking britânico QS, o reitor lembra outras conquistas recentes da UFSM, como a avaliação quadrienal da Capes e o resultado do Enade, “que mostram nossa Universidade cada vez mais próxima de ser de excelência”. Agora, a expectativa é pelo resultado do Índice Geral de Cursos (IGC), cuja meta da UFSM é o conceito 5, também de excelência. “A Universidade não se resume a rankings, mas são importantes porque ajudam a nos posicionar perante nossos pares, outras universidades do Brasil e do mundo”, salienta Schuch, lembrando que a conquista é resultado do trabalho de gestões anteriores.

O QS Higher Education Summit visa reunir líderes e profissionais da área da educação para debater acerca do ensino superior nas Américas. A conferência, que segue até sexta-feira (23), possibilita a troca de experiências e conhecimento de profissionais de diferentes locais do mundo e fomenta novas alianças estratégicas. Também são realizadas palestras e painéis, com transmissão ao vivo, que têm como objetivo discutir o rumo das universidades, com foco no planejamento estratégico, pesquisas, parcerias e novos fluxos de alunos. A programação completa do evento está disponível no site.

Texto: Agência de Notícias 

Fotos: Divulgação

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-402-3539

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes