Ir para o conteúdo CAED Ir para o menu CAED Ir para a busca no site CAED Ir para o rodapé CAED
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Caefi lança obra sobre acessibilidade que dá voz a alunos com deficiência



A Coordenação de Acessibilidade Educacional, Física e Informacional (Caefi), em ação conjunta com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), lança nesta quarta-feira, dia 21, o livro “Eu faço parte dessa história: Inclusão na Universidade Federal de Juiz de Fora” – primeiro livro a dar voz aos alunos com deficiência que retratam suas histórias pessoais e acadêmicas.

 

O livro foi organizado pela professora Tereza Cristina Bellosi – que leciona na UFJF – e a coordenadora de Acessibilidade, Educacional, Física e Institucional, Eliana Lucia Ferreira. O projeto ainda contou com a participação dos bolsistas e dos colaboradores da coordenação que entraram em contato com os alunos deficientes, realizaram as entrevistas-narrativas e fizeram de suas vidas algo memorável que merece ficar na história desta instituição.

Segundo as organizadoras, foi um trabalho complexo já que muitos alunos com medo de se expor ou por alguma insegurança se recusaram a participar. Em contrapartida, aqueles que toparam contar suas histórias se dedicaram e contribuíram integralmente para que o livro retratasse de maneira fiel suas vidas. “A diferença – de gêneros, classes e pensamentos – tem que existir no ambiente acadêmico, pois todo indivíduo só se reconhece nas diferenças. Assim, temos que transformar o exótico, ou seja, aquilo que não é considerado padrão, em algo familiar e próximo de nós”, conclui Tereza.

Histórias de superação
O livro traz dez histórias, dez casos, dez formas de superação e um mesmo laço: a busca por uma Universidade mais acessível. A obra apresenta a história de dez alunos com deficiência da UFJF, que relatam como conseguiram não apenas ingressar na instituição, mas também como foi possibilitada a permanência deles até a conclusão do ensino superior.
Cada um deles possui uma história diferente. Alguns possuem deficiência desde que nasceram, outros descobriram a deficiência já adultos, e alguns se tornaram deficientes através de acidentes, mas nada disso foi empecilho para que eles pudessem se superar e realizar o tão aguardado sonho de estar na Universidade Federal de Juiz de Fora.
Fonte: UFJF


Publicações Recentes