Ir para o conteúdo CAED Ir para o menu CAED Ir para a busca no site CAED Ir para o rodapé CAED
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL: INTERFACE ENTRE SAÚDE E EDUCAÇÃO COM FOCO NA RESILIÊNCIA – ENSINO COVID Psiq



Título: Promoção da saúde mental: interface entre saúde e educação com foco na resiliência
Área temática: Educação e Saúde
Número do projeto: 054712
Número do processo: 23081.028456/2020-39
Classificação principal: Ensino
Resumo
Estudantes de instituições de ensino superior comumente apresentam transtornos mentais que, não raro, impactam no rendimento acadêmico, que por vezes impossibilitam a própria conclusão do curso. Alinhada ao Plano de Desenvolvimento Institucional da UFSM (2018-2021), a Coordenadoria de Ações Educacionais (CAEd) vem proporcionando atendimento psicológico, psicopedagógico e psiquiátrico, entre outros, para discentes da instituição no intuito de reduzir essas dificuldades que se refletem no campo acadêmico. Dado o contexto da pandemia, a qual prejudicou ainda mais o suporte psiquiátrico da rede SUS à comunidade (incluindo nossos estudantes), este projeto objetiva ampliar o alcance das ações da CAEd, promovendo ações de ensino em abordagens de promoção da saúde mental, que incluem da prevenção ao tratamento, voltadas para o manejo de situações de estresse. A importância do projeto nesse momento é possibilitar a difusão de conhecimento na área, no que tange ao ensino de estratégias de enfrentamento dos problemas de ordem psicológica, práticas que promovem a saúde mental, psicoeducação sobre transtornos mentais, e técnicas de reforço da resiliência. O projeto de ensino é alinhado aos projetos de pesquisa e extensão do autor, veiculados sob o apônimo COVIDPsiq, que se tratam de uma pesquisa de abrangência nacional sobre a evolução dos sintomas emocionais durante a pandemia e ações de orientação, voltadas para o público externo à universidade (lives, teleorientação e capacitações em saúde mental). Para isso, serão empregadas metodologias inovadoras na área, que incluem o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação, integradas à abordagens práticas. As ações propostas no projeto são: palestras, cursos de curta duração, Disciplina Complementar de Graduação, monitoria, disciplina optativa para cursos de pós-graduação nas áreas da saúde, treinamento em serviço (atividade para os residentes médicos em Psicoterapia), e vivências extracurriculares (para alunos do curso de Medicina). O projeto será executado de setembro de 2020 a dezembro de 2021, podendo ser prorrogado conforme a avaliação. O orçamento inclui bolsas de estudo e materiais de expediente, totalizando R$ 21.500,00. Espera-se com o projeto, que o aprendizado obtido pela pesquisa e pela expertise dos pesquisadores possa beneficiar diretamente aos alunos de graduação e pós-graduação da instituição, ao promover ações que terão impacto positivo na saúde mental dos estudantes, e com isso melhorar os índices de desempenho acadêmico.
Objetivos
OBJETIVO GERAL Promover ações de ensino com foco em abordagens de promoção da saúde mental, que incluem da prevenção ao tratamento, voltado para o manejo de situações de estresse. OBJETIVOS ESPECÍFICOS – Ofertar cursos teóricos de curta duração para alunos de graduação e pós-graduação; – Promover estágios práticos extracurriculares para alunos do curso de Medicina para atendimentos focais de alunos da instituição, nas modalidades presenciais e telemedicina; – Proporcionar o treinamento em serviço de atendimento psicoterápico presencial ou online para alunos da Residência Médica em Psiquiatria; – Promover palestras no formato de “lives” (transmissão online via streaming) com foco na promoção da saúde mental para discentes; – Disponibilizar aos acadêmicos o serviço de telemedicina com ênfase em saúde mental. ofertar cursos e oficinas de revisão e acompanhamento da aprendizagem acadêmica; – Elaborar material didático-pedagógico para a orientação aos estudantes com vistas a aprimorar a aprendizagem dos estudantes que necessitem de apoio; – Oferecer cursos de curta duração com certificado de horas complementares aos acadêmicos participantes do projeto da pesquisa COVIDPsiq, a fim de aprofundar o conhecimento em Psiquiatria; – Promover a integração do acadêmico à realidade do seu campo de atuação profissional, com vistas à integração com ferramentas promissoras, como a telemedicina;
Justificativa
Os estudos sobre a resiliência humana mostram consistentemente que a presença de fatores de risco não é determinante para o desenvolvimento de transtornos psiquiátricos (BONANNO, 2004). O conceito vem sendo muito utilizado em pesquisas relacionadas a eventos traumáticos, pois mostram que mesmo indivíduos com elevada carga de estresse podem ter um curso de vida saudável, com pleno desenvolvimento.(MASTEN AS; REED, 2002) Atualmente estão sendo desenvolvidas propostas de reforço da resiliência, que têm por objetivo a promoção da saúde mental e a prevenção dos transtornos.(HORN; FEDER, 2018) Esse assunto vem sendo extensivamente estudado com sobreviventes da boate Kiss, mostrando a relação entre psicopatologia, personalidade e resiliência, apontando na direção de intervenções promissoras que não se limitam ao consultório.(CALEGARO, 2019) Especificamente, alguns aspectos da resiliência, que envolvem competências pessoais, podem ser desenvolvidos no contexto da educação, pois envolvem o ensino de técnicas específicas para o enfrentamento das adversidades. Na verdade, algumas delas vêm sendo utilizadas no contexto das psicoterapias, como a Psicoeducação, a Terapia Cognitivo-Comportamental, e mais recentemente, o Mindfullness. Mas outras abordagens surgem a partir de áreas biomédicas, como a higiene do sono, exercícios físicos, e uso de psicofármacos. Sendo o foco na promoção da resiliência, atualmente é possível integrar abordagens cientificamente validadas para aplicação no contexto universitário, através do atendimento individual e de diversos recursos de ensino. A proposta surge no momento de enfrentamento de uma pandemia, onde houve mudanças na metodologia educacional. A pesquisa “COVIDPsiq”, coordenada pelo autor deste projeto, vem mostrando que houve uma percepção de piora na saúde mental da população, ao mesmo tempo em que muitos pacientes tiveram seus tratamentos interrompidos.(CALEGARO et al., 2020) A partir desse estudo estão sendo investigados fatores importantes para a manutenção da saúde mental na pandemia, sendo um dos focos, estudantes universitários. Aliado à pesquisa, criou-se também um projeto de extensão que objetiva prestar suporte psicológico aos participantes da pesquisa por meio da teleorientação, utilizando a Psicoeducação e os Primeiros Cuidados Psicológicos como principais ferramentas. A presente proposta compreende o ensino do conhecimento teórico-prático gerado a partir das pesquisas desenvolvidas, unindo pesquisa, ensino e extensão.
Resultados esperados
Espera-se que este projeto possa agregar conhecimento à prática clínica dos acadêmicos no campo da Psiquiatria, ampliando o horizonte de atuação dos futuros médicos. As oportunidades que serão abertas possibilitarão uma compreensão da realidade vivenciada dentro da Instituição, com objetivo de oportunizar uma formação adicional e instigadora de conhecimento, ultrapassando as paredes da sala de aula e do laboratório de pesquisa. Espera-se que os participantes apropriem-se de tecnologias inovadoras para a atuação profissional, integrando saúde e educação, e que sejam multiplicadores de informações relevantes para a manutenção das saúde mental. Espera-se que todas as ações tenham impacto direto ou indireto no melhoramento da saúde mental dos acadêmicos aos quais serão ofertados os atendimentos e ações de ensino.
Projeto superior: 054563 – Psicoeducação e primeiros cuidados psicológicos como estratégias de prevenção e promoção da saúde durante a pandemia de covid-19 – Extensão COVIDPsiq
Palavra-chave 1: Saúde Mental
Palavra-chave 2: Pandemia.

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes