Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Orientações

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE DADOS DO NÚCLEO DE ACESSIBILIDADE PARA PESQUISA:

  • Apresentação do projeto com identificação da instituição, do pesquisador e do orientador (com telefone e e-mail de ambos para contato);
  • Projeto/minuta, de preferência, com aprovação do comitê de ética;
  • Solicitação do orientador de pesquisa, com justificativa;
  • Documento com a data de entrega dos resultados para divulgação no site.
  • Após a entrega dos documentos, o pedido será analisado pela equipe do Núcleo de Acessibilidade e a resposta será dada em até 10 dias úteis.

 LIVROS FALADOS, EM BRAILLE, LIBRAS ETC

Biblioteca Louis Braille de São Paulo:  http://www.centrocultural.sp.gov.br/Biblioteca_Louis_Braille.html 

Coleção Traça Traço – Braille – 4 volumes
Ana Carmem Franco Nogueira
Mais informações:  http://www.saraiva.com.br/colecao-traca-traco-braille-4-volumes-2681065.html 

Fundação Dorina Nowill – Livros Acessíveis:  http://www.fundacaodorina.org.br/o-que-fazemos/livros-acessiveis/ 

Gráfica Braille Civiam – livros, extratos e cobranças bancárias, cardápios, etiquetas, apostilas, folhetos, cartazes e diversos impressos em Braille:  http://www.graficabraille.com.br/ 

IBC – Instituto Benjamin Constant – Livros-falados e Audiolivros:  http://www.ibc.gov.br/?catid=100&blogid=1&itemid=382

 INES – Instituto Nacional de Educação de Surdos – Histórias infantis narradas em LIBRAS:  http://www.ebc.com.br/infantil/voce-sabia/2012/11/assista-os-contos-infantis-narrados-em-libras 

    Libras Gerais – Materiais Inclusivos:  http://www.librasgerais.com.br/materiais-inclusivos/livros.php

Atual trâmite após o ingresso do Estudante com deficiência

1 – DERCA disponibiliza nome, deficiência e os contatos dos estudantes aprovados pela COTA B 
2 – Núcleo de Acessibilidade encaminha memorando às Coordenações de Curso informando o ingresso dos estudantes cotistas especificando a deficiência. 
3 – Na semana que antecede ao início das aulas o Núcleo de Acessibilidade entra em contato com os estudantes ingressantes no semestre letivo vigente, para agendamento de entrevista inicial. 
4 – Os estudantes são recebidos pela equipe do Núcleo de Acessibilidade para um contato inicial. Nessa entrevista são apontadas as necessidades em sala de aula, suportes pedagógicos, Atendimento Educacional Especializado (AEE), outros. 
5 – Caso necessário, o Núcleo de Acessibilidade encaminha novo memorando às Coordenações de Curso, informando sobre as adaptações necessárias para cada estudante.

Dossiê “Inclusão e acessibilidade: desafios da Educação Superior”, publicado pela Educar em Revista (UFPR) (2)

O volume encontra-se disponível online e é possível acessá-lo pelo link a seguirhttp://revistas.ufpr.br/educar/issue/view/2257/showToc

Publicação sobre a Tradução e Interpretação de LIBRAS na UFSM:

NORMATIZAÇÃO E ATUAÇÃO DO TRADUTOR/INTÉRPRETE DE LIBRAS (TILS) NA UFSM
Sílvia Maria de Oliveira Pavão (Org.) 2ª edição rev. e Atual. Santa Maria/RS, Universidade Federal de Santa Maria, Núcleo de Acessibilidade, Anima, 2016. 

Artigo sobre Pista Multiuso

Pista Multiuso do Campus da UFSM:: Métodos de análise de uso e
percepção do espaço

Autoria de Luis Guilherme Aita Pippi, Alice Rodrigues Lautert, Letícia de Fátima Durlo Coutinho, Paula Gabbi Polli 

 

Aprendizagem e Acessibilidade: Travessias do Aprender na Universidade
Sílvia Maria de Oliveira Pavão, Bruna Pereira Alves Fiorin, Ana Cláudia Pavão, Fabiane Vanessa Breitenbach (Orgs.) Santa Maria: UFSM, 2015

“Discutir a relação da universidade com a aprendizagem, com a educação inclusiva, com a acessibilidade e com a escola pode, em tempos de discursos inclusivos, remeter ao senso comum, ao já sabido. Contudo, debater essas temáticas é cada vez mais urgente se considerarmos que muitos estudantes ainda encontram dificuldades para a sua aprendizagem, seja na escola ou na universidade.”

Baixar em:  http://coral.ufsm.br/anima/images/Livro%20-%20aprendizagem%20e%20acessibilidade.pdf

(Obs: Se o arquivo não abrir, verifique em sua pasta de downloads)

Ações de Atenção à Aprendizagem no Ensino Superior
Sílvia Maria de Oliveira Pavão (org.) Santa Maria: UFSM, 2015

“No nível superior, a presença da Educação Especial é ainda necessária e fundamental, pois este nível educacional, por suas raízes etiológicas, é um campo em que parece ter sido construída para a “nata” socialmente intelectualizada. No entanto, é este contingente que mais influencia à formação de opiniões em toda a sociedade, portanto, podem estes profissionais e cidadão possuírem vastos e importantes conhecimentos, mas se estes não estiverem associados à promoção da melhoria do convívio em sociedade, construiremos que tipo de sociedade?”

Baixar em:  http://coral.ufsm.br/anima/images/Aes%20de%20Ateno%20%20Aprendizagem%20no%20Ensino%20Superior.pdf

A Construção de Práticas Educacionais para Alunos com Altas Habilidades/Superdotação
Ministério da Educação, Brasil 
Brasília: Seesp, 2007

Baixar em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12679%3Aa-construcao-de-praticas-educacionais-para-alunos-com-altas-habilidadessuperdotacao&catid=192%3Aseesp-esducacao-especial&Itemid=860

A Inclusão de Pessoas com Deficiência no Mercado de Trabalho
Ministério do Trabalho e Emprego – TEM, Brasil
Brasília: MTE, 2007

Baixar em: http://portal.mte.gov.br/data/files/FF8080812CCDAEDE012CD0A2B79F70B3/inclusao_pessoas_defi12_07.pdf

As Tecnologias nas Práticas Pedagógicas Inclusivas
GIROTO, C. R. M.; POKER, R. B.; OMOTE, S.. (Org);
São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012

Baixar em:  http://www.galvaofilho.net/noticias/livro2.htm

Atendimento Educacional Especializado: Orientações gerais e educação a distância
Ministério da Educação – MEC, Brasil
Brasília: Seesp, 2007

Baixar em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/aee_ead.pdf

Audiodescrição – Transformando Imagens em Palavras
Lívia Maria Villela de Mello Motta, Paulo Romeu Filho (Orgs)
São Paulo: Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado, 2010

Baixar em:  http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/usr/share/documents/LIVRO_AUDIODESCRICAO_TRANSFORMANDO_IMAGENS_EM_PALAVRAS.pdf

Condições de Acesso das Pessoas com Deficiência aos Bens Sociais do Estado do Rio Grande do Sul
Clarissa Meira F. de Castro, Idília Fernandes, Rosane Arostegui de Azevedo (orgs.)
Porto Alegre: FADERS, 2014

Baixar em:  http://www.faders.rs.gov.br/

Deficiência Intelectual: Realidade e Ação
Maria Amélia Almeida (org.) – Secretaria da Educação de São Paulo
São Paulo : SE, 2012.

Baixar em: http://cape.edunet.sp.gov.br/textos/textos/Livro%20DI.pdf

Educação Inclusiva, Deficiência e Contexto Social: Questões Contemporâneas;
GALVÃO, N. C. S. S.; MIRANDA, T. G.; BORDAS, M. A.; DIAZ, F (Org);
Salvador: EDUFBA, 2009;

Baixar em:  http://www.galvaofilho.net/noticias/livro.htm

Estudantes com Deficiência no Ensino Superior
PIMENTEL, S. C. (Org)
Cruz das Almas: NUPI, PROGRAD, UFRB, 2013

Baixar em:  http://www.galvaofilho.net/noticias/ufrb2.htm

Grafia Braille para a Língua Portuguesa
Ministério da Educação – MEC, Brasil
Brasília: Seesp, 2006

Baixar em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12670%3Agrafia-braille-para-a-lingua-portuguesa&catid=192%3Aseesp-esducacao-especial&Itemid=860

História do Movimento Político das Pessoas com Deficiência no Brasil
Secretaria de Direitos Humanos – SDH, Brasil
Brasília: SDH, 2010

Baixar em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/publicacoes/Hist%C3%B3ria%20do%20Movimento%20Pol%C3%ADtico%20das%20Pessoas%20com%20Defici%C3%AAncia%20no%20Brasil.pdf

Inclusão Digital e Social de Pessoas com Deficiência
GALVÃO FILHO, T. A.; HAZARD, D.; REZENDE, A. L. A.;
Brasília: Unesco, 2007

  1. em:  http://unesdoc.unesco.org/images/0016/001600/160012POR.pdf

NBR 15599: Acessibilidade-Comunicação na prestação de serviços
Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT
Rio de Janeiro: ABNT, 2008

Baixar em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/arquivos/%5Bfield_generico_imagens-filefield-description%5D_21.pdf

NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos
Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT
Rio de Janeiro: ABNT, 2004

Baixar em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/arquivos/%5Bfield_generico_imagens-filefield-description%5D_24.pdf

Orientação e mobilidade: Conhecimentos básicos para a inclusão da pessoa com deficiência visual
Ministério da Educação – MEC, Brasil
Brasília: Seesp, 2003

Baixar em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12666%3Aorientacao-e-mobilidade-conhecimentos-basicos-para-a-inclusao-da-pessoa-com-deficiencia-visual&catid=192%3Aseesp-esducacao-especial&Itemid=860

O Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa
Ministério da Educação – MEC, Brasil
Brasília: Seesp, 2004;

Baixar em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12677%3Ao-tradutor-e-interprete-de-lingua-brasileira-de-sinais-e-lingua-portuguesa&catid=192%3Aseesp-esducacao-especial&Itemid=860

Pesquisa Nacional de Tecnologia Assistiva
GALVÃO FILHO, T. A., GARCIA, J. C. D.;
São Paulo: Instituto de Tecnologia Social – ITS BRASIL e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI/SECIS, 2012;

Baixar em:  http://www.galvaofilho.net/noticias/pesquisa_TA.htm

Relatório Global UNESCO – Abrindo novos caminhos para o empoderamento: TIC no acesso à informação e ao conhecimento para as pessoas com deficiência
UNESCO [tradução DB Comunicação]
São Paulo : Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2014

Baixar em:  http://cetic.br/publicacao/relatorio-global-unesco-abrindo-novos-caminhos-para-o-empoderamento-tic-no-acesso-a-informacao-e-ao-conhecimento-para-as-pessoas-com-deficiencia/

Saberes docentes para a inclusão do aluno com deficiência visual em aulas de Física
Eder Pires de Camargo
São Paulo: Editora Unesp, 2012

Baixar em: http://www.ufpb.br/prape/conteudos/Livro__Saberes_docentes_para_a_inclusao_do_aluno_Camargo_2012_Acessibilidade.pdf

Síndrome de Williams – Orientações para promoção de saúde mental e qualidade de vida em pais e seus filhos com Síndrome de Williams;
Maria Aparecida Fernandes Martin, Maria Cristina Triguero Veloz Teixeira, Luiz Renato Rodrigues Carreiro;
São Paulo: Memnon Edições Científicas Ltda, 2014;

Baixar em:  http://www.memnon.com.br/swilliams/

Sustentabilidade e Acessibilidade: educação ambiental, inclusão e direitos da pessoa com deficiência – práticas, aproximações teóricas, caminhos e perspectivas!
Jorge Amaro de Souza Borges
Brasília: 2014

Baixar em:  http://www.jorgeamaro.com.br/

Tecnologia Assistiva
Secretaria de Direitos Humanos
Brasília: CAT, 2009

Baixar em: http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/publicacoes/livro-tecnologia-assistiva.pdf

Tecnologia Assistiva nas Escolas – Recursos Básicos de Acessibilidade Sócio-Digital para Pessoas com Deficiência
Instituto de Tecnologia Social (ITS Brasil)
2008

Baixar em:  http://www.itsbrasil.org.br/sites/itsbrasil.org.br/files/Digite_o_texto/Cartilha_Tecnologia_Assistiva_nas_escolas_-_Recursos_basicos_de_acessibilidade_socio-digital_para_pessoal_com_deficiencia.pdf

Tornar a educação inclusiva
Osmar Fávero, Windyz Ferreira, Timothy Ireland e Débora Barreiros (orgs.)
Brasília : UNESCO, 2009

Baixar em:  http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=7&ved=0CEwQFjAG&url=http%3A%2F%2Funesdoc.unesco.org%2Fimages%2F0018%2F001846%2F184683por.pdf&ei=_0E6VZf0OqjHsQShwIHACA&usg=AFQjCNG1pgomPhsO54mjuRmJO8cHtJV-iA&sig2=L9aEpNmckF-08VQRPhGFXA

2. DICAS DA EDITORA UFSM:

Atualidades e Diversidades na Formação de Professores
Guacira de Azambuja (org.)
Santa Maria: Editora UFSM, 2007

Mais informações:  https://editoraufsm.com.br/educacao/atualidades-e-diversidades-na-formac-o-de-professores

Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais
David Rodrigues, Ruy Krebs, Soraia Napoleão Freitas (Org.)
Santa Maria: Editora UFSM, 2005

Mais informações:  https://editoraufsm.com.br/educacao/educac-o-inclusiva-e-necessidades-educacionais-especiais

Excluídos e Marginalizados na Literatura: Uma estética dos oprimidos
David W. Foster, Lizandro Carlos Calegari e Ricardo André Ferreira Martins (Orgs.)
Santa Maria: Editora UFSM, 2013

Mais informações:  https://editoraufsm.com.br/artes-e-letras/excluidos-e-marginalizados-na-literatura

 Formação de Conceitos em Crianças com Necessidades Especiais: Contribuições da teoria histórico-cultural
Fabiane Adela Tonetto Costas
Santa Maria: Editora UFSM, 2012

Mais informações:  https://editoraufsm.com.br/educacao/formac-o-de-conceitos-em-criancas-com-necessidades-especiais

Informática e Educação Inclusiva: Discutindo Limites e Possibilidades
Eliana da Costa Pereira de Menezes
Santa Maria: Editora UFSM, 2006

Mais informações: https://editoraufsm.com.br/educacao/informatica-e-educac-o-inclusiva

Tendências Contemporâneas de Inclusão
Soraia Napoleão Freitas (org.)
Santa Maria: Editora UFSM, 2008

Mais informações:  https://editoraufsm.com.br/educacao/tendencias-contemporaneas-de-inclus-o

3. MAIS BIBLIOTECAS VIRTUAIS

CETIC.br – Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação – Publicações:  http://cetic.br/publicacoes/indice/

Galvaofilho.net – Livros e pesquisas sobre Tecnologia Assistiva e Educação Inclusiva para download gratuito:  http://www.galvaofilho.net/noticias/livros_gratuitos.htm

IBC – Instituto Benjamin Constant – Publicações:  http://www.ibc.gov.br/?catid=192&blogid=3&itemid=10411

Jorge Amaro – Livros:  http://www.jorgeamaro.com.br/livros.htm

MEC – Ministério da Educação – Publicações:  http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=12814&Itemid=872

Ministério Público do Estado de Goiás – Cartilhas, livros e manuais sobre pessoas com deficiência: http://www.mpgo.mp.br/portal/conteudo/cartilhas-livros-e-manuais-pessoas-com-deficiencia#.VRq42Y4oFh8

Os 100 Livros Fundamentais sobre Deficiência – Revista Sentidos: http://www.bengalalegal.com/100livros

SECADI – Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão – Publicações:  http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=13165&Itemid=913

Secretaria Nacional da Pessoa com Deficiência – Publicações:  http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes

Atualmente a UFSM tem em seu quadro 24 alunos surdos matriculados em diferentes cursos de graduação e 04 professores surdos de Língua Brasileira de Sinais (Libras). A Libras foi oficializada no Brasil no ano de 2002, pela Lei 10.436. Os alunos e professores surdos da UFSM contam com o trabalho de 09 Tradutores/Intérpretes de Língua de Sinais (TILS) atuantes na instituição.Os alunos são acompanhados pelos TILS em todas as atividades que realizam na Universidade, como em aulas, palestras, seminários, entre outras. O profissional TILS é responsável pela tradução/interpretação do português oral e escrito para a língua de sinais bem como da língua de sinais para a língua portuguesa oral. 
Em sala de aula o TILS é responsável pela tradução/interpretação de explicações, explanações, diálogos entre professor-aluno, aluno-aluno, recados e demais atividades que sejam ministradas em língua portuguesa oral e/ou sempre que o surdo desejar se pronunciar. Os surdos possuem uma diferença linguística perante aos ouvintes, diferença esta que precisa ser respeitada em aulas, trabalhos e avaliações garantindo a ele a presença do TILS em todas as atividades anteriormente citadas para que este possa realizar a tradução/interpretação respeitando a condição de diferença da pessoa surda que acessa os conteúdos através de uma língua de modalidade visual/espacial, a língua de sinais. 

Em sala de aula o TILS é responsável pela tradução/interpretação de explicações, explanações, diálogos entre professor-aluno, aluno-aluno, recados e demais atividades que sejam ministradas em língua portuguesa oral e/ou sempre que o surdo desejar se pronunciar. Os surdos possuem uma diferença linguística perante aos ouvintes, diferença esta que precisa ser respeitada em aulas, trabalhos e avaliações garantindo a este a presença do TILS em todas as atividades anteriormente citadas para que este possa realizar a tradução/interpretação respeitando a condição de diferença da pessoa surda que acessa os conteúdos através de uma língua de modalidade visual/espacial, a língua de sinais. 

Para acessar a Normatização e Atuação do Tradutor Intérprete de Libras na UFSM

Vídeo sobre o trabalho desenvolvido na UFSM