Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Tecnologia – Telas touchscreen e limitações

Uma tecnologia cada vez mais presente no dia a dia das tecnologias da informação e comunicação é a possibilidade de interação entre o usuário e a tecnologia (celular, monitor) utilizando-se o contato dos dedos com as telas substituindo os teclados QWERTY.

Aqui na UFSM, durante estudos realizados para entender e realizar um planejamento da meta 12 do PDTI, relacionada com o “lixo eletrônico“, foi informado pelo coordenador da comissão ambiental da UFSM (Djalma Silveira) que um dos elementos utilizados na construção das telas (LCD) está com previsão de esgotamento nos próximos anos.

Procurando informações adicionais sobre este assunto encontrei a reportagem do tecmundo que aborda exatamente este tema.

Nesta reportagem cita o elemento utilizado na construção das telas como sendo o OIE (Óxido de Índio-Estanho). O produto escasso na natureza e que as pesquisas das grandes empresas buscam substituir é o Índio (nada ver com o jogador do Inter) cujas jazidas hoje exploradas encontram-se na China.

Entre as possibilidades apontadas por pesquisas para substituir o produto hoje utilizado indica o grafeno (composto carbônico) como sendo uma alternativa, com propriedades importantes, como a possibilidade de manter a permeabilidade da luz, um dos fatores considerados fundamentais pela industria atual. Com este produto seria possível a sua utilização na forma de nanotubos de carbono.

O processo de reciclagem deste produto pode se tornar uma alternativa, mesmo que o custo hoje para esta operação seja muito elevado.

 

É importante acompanharmos a evolução destas tecnologias e utilizar estas informações no planejamento da unidade de TI da UFSM.

 

Divulgação CPD.