Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 002 Comunicação Social na UFSM



Fotografia colorida de uma mulher jovem manuseando uma câmera antiga de TV. A câmera, em primeiro plano, está em um tripé metálico alto, levemente virada para a esquerda, e ocupa todo o lado esquerdo da foto. A jovem, com enquadramento até os quadris, está atrás da câmera e na metade direita da foto. A jovem tem pele clara, olhos grandes, cabelos longos e loiros repartidos no meio. Veste camiseta branca com uma estampa circular azul no peito, calça jeans com 4 botões dourados na lateral e cinto branco. Usa um headset e segura uma alavanca da câmera com a mão direita, na altura da barriga. Com a mão esquerda, braço esticado, segura um controle na altura do peito. Na lateral da câmera, no alto, há uma faixa preta com uma luz vermelha e escrito o número 1 em branco. Abaixo, uma barra cinza com detalhes em azul claro. Na parte frontal, uma lente retangular acoplada, com laterais brancas, de onde saem, por baixo, grossos cabos pretos em direção ao chão. Entre a câmera e a jovem, mais ao fundo, quase no teto, um refletor inclinado para a direita, com a luz apontada para a parede de trás. Ao fundo, à esquerda, uma porta entreaberta e uma cadeira estofada preta. À direita, atrás da jovem, uma janela grande de vidro com vista para outra sala.

A Comunicação Social estuda a relação das pessoas com os meios de comunicação em massa: jornal, revista, rádio, televisão, cinema e internet. Assim, possui muitos campos de atuação e diversas habilitações em cursos de graduação. Desde a antiguidade, o homem procurou se comunicar com seus semelhantes, essa característica se manteve até os dias atuais, sempre em processo de evolução. A comunicação influencia a rotina diária e as relações pessoais com a intenção de informar, persuadir e entreter o público alvo.

 Em 1970 José Mariano da Rocha Filho, fundador da Universidade Federal de Santa Maria, anunciou a intenção de criar o Curso de Comunicação Social na Universidade, em um jantar de confraternização do Dia da Imprensa, onde se reuniam jornalistas de emissoras de rádio e jornais.

Depois de oficializado, no próximo ano, uma Comissão de Estudos foi criada para que as medidas necessárias fossem tomadas. Participaram dessa comissão os professores Léo Pinto Guerreiro, Norberto Pinheiro Bozetti e o Manoel Braga Gastal, e também o jornalista Antônio Abelin. Os estudos realizados deram prioridade às questões curriculares que definiam o perfil do curso no sentido de obter-se um currículo que se ajustasse à realidade da UFSM e correspondesse às expectativas do ensino.

Em abril de 1971 a Comunicação Social entrou para a lista dos cursos de graduação da UFSM, com habilitações em Relações Públicas, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Já o curso de Produção Editorial passou a fazer parte da FACOS somente em 2010. A primeira turma se formou em 1975 num total de 23 Jornalistas, 5 Publicitários e 3 Relações Públicas.

 Texto: Kátia Suelem Moreira, acadêmica do 3° sem. Curso de Jornalismo.

Audiodescrição da imagem: Fotografia colorida de uma mulher jovem manuseando uma câmera antiga de TV. A câmera, em primeiro plano, está em um tripé metálico alto, levemente virada para a esquerda, e ocupa todo o lado esquerdo da foto. A jovem, com enquadramento até os quadris, está atrás da câmera e na metade direita da foto. A jovem tem pele clara, olhos grandes, cabelos longos e loiros repartidos no meio. Veste camiseta branca com uma estampa circular azul no peito, calça jeans com 4 botões dourados na lateral e cinto branco. Usa um headset e segura uma alavanca da câmera com a mão direita, na altura da barriga. Com a mão esquerda, braço esticado, segura um controle na altura do peito. Na lateral da câmera, no alto, há uma faixa preta com uma luz vermelha e escrito o número 1 em branco. Abaixo, uma barra cinza com detalhes em azul claro. Na parte frontal, uma lente retangular acoplada, com laterais brancas, de onde saem, por baixo, grossos cabos pretos em direção ao chão. Entre a câmera e a jovem, mais ao fundo, quase no teto, um refletor inclinado para a direita, com a luz apontada para a parede de trás. Ao fundo, à esquerda, uma porta entreaberta e uma cadeira estofada preta. À direita, atrás da jovem, uma janela grande de vidro com vista para outra sala. 

Comissão de Audiodescrição da UFSM.

Artigo em Libras


Publicações Recentes