Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 013 Feira Nacional do Arroz



Fotografia em preto e branco e plano americano do Reitor Mariano da Rocha Filho ao lado de cinco mulheres jovens. O reitor, à esquerda, tem rosto largo, cabelos pretos, lisos, penteados para trás, entradas profundas, sobrancelhas espessas, quase unidas, bochechas proeminentes e bigode preto. Aparenta 60 anos. Veste terno preto, camisa branca e gravata escura. Sorri discretamente. As jovens usam chapéu branco com lenço poá branco e preto, igual ao amarrado ao pescoço. Vestem um uniforme composto de camisete de manga curta com uma logomarca circular no lado direito do peito e calça social da mesma cor. Todas estão com os braços para trás e sorriem abertamente. Ao fundo, pintura com 3 senhores, um usando o capelo de reitor, o qual não se identifica o rosto por estar atrás de uma das jovens.

Em 1941, na cidade de Cachoeira do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, ocorria uma festa em comemoração a uma grande colheita de arroz que aconteceu durante aquele ano. Sem pretensão alguma, com o decorrer dos anos, a festa passou a ter caráter de feira e assim, tornou-se mundialmente conhecida como Feira Nacional do Arroz (Fenarroz), a grande feira dos negócios.

A comissão de moças ou como são chamadas hoje, soberanas, tem por finalidade convidar e divulgar a Fenarroz. Assim como na foto a cima, que retrata o dia em que a comissão de moças estiveram na Universidade Federal de Santa Maria, em 15 de abril de 1972, convidando o reitor fundador, José Mariano da Rocha Filho, para a 3ª edição da feira, que teve shows como o de Teixeirinha, Roberto Carlos com o seu conjunto, RC7 e até mesmo o lançamento do mascote da feira, o Arrozito.

No último ano que ocorreu a feira, Cachoeira do Sul comemorou, entre os dias 20 a 25 de maio de 2014, a 18ª edição da Fenarroz, que contou com a venda de 80 mil ingressos. A feira teve palestras técnicas, seminários, exposições de máquinas e de implementos agrícolas para lavoura e até mesmo um pavilhão exclusivo para agricultura familiar. Cada vez mais procurada, a feira é considerada um dos maiores eventos do setor orizícola (cultivo de arroz em lavouras), onde grandes empresas de todo o mundo lançam suas máquinas, equipamentos e implementos. 

Texto: Danielle Godoy Espindola, Acadêmica do 1º semestre de Arquivologia.

Audiodescrição da imagem: Fotografia em preto e branco e plano americano do Reitor Mariano da Rocha Filho ao lado de cinco mulheres jovens. O reitor, à esquerda, tem rosto largo, cabelos pretos, lisos, penteados para trás, entradas profundas, sobrancelhas espessas, quase unidas, bochechas proeminentes e bigode preto. Aparenta 60 anos. Veste terno preto, camisa branca e gravata escura. Sorri discretamente. As jovens usam chapéu branco com lenço poá branco e preto, igual ao amarrado ao pescoço. Vestem um uniforme composto de camisete de manga curta com uma logomarca circular no lado direito do peito e calça social da mesma cor. Todas estão com os braços para trás e sorriem abertamente. Ao fundo, pintura com 3 senhores, um usando o capelo de reitor, o qual não se identifica o rosto por estar atrás de uma das jovens.

Comissão de Audiodescrição da UFSM.

Artigo em Libras


Publicações Recentes