Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 025 Festival Internacional de Inverno da Universidade Federal de Santa Maria



Fotografia horizontal em preto e branco de dois violonistas eruditos sobre um palco em sala ampla com pouca luminosidade. Ao centro, os violonistas sentados, lado a lado, com pele clara, cabelos curtos, escuros e troncos inclinados à direita. Seguram os violões em diagonal ascendente sobre a perna esquerda, flexionada sobre um apoio de pés, e olham para as partituras dispostas no chão, duas folhas à frente de cada um. O da esquerda veste blusão de lã claro, com listras horizontais na parte frontal, calça jeans escura e sapato preto. O da direita veste blusão escuro sobre camisa quadriculada, calça clara e tênis. Ao fundo, paredes claras revestidas com placas quadradas e perfuradas, duas cadeiras de madeira, um piano, uma estante de partitura e um pedestal. Espalhados nas paredes, doze cartazes iguais, onde se lê na margem superior 5º Festival de Inverno.

O primeiro Festival Internacional de Inverno da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) ocorreu no período de 20 a 27 de julho de 1986 em Vale Vêneto, distrito de São João do Polêsine; concomitante a La Prima Setimana Culturale de Vale Vêneto. Pretendia aperfeiçoar estudantes de música em instrumentos – violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta block e piano – bem como oferecer um laboratório de pesquisa sobre a preservação da memória cultural das canções italianas na região e um curso de canto coral. A promoção estava integrada aos festejos dos 100 anos da vinda dos palotinos para a região de Vale Vêneto. Entretanto, a parceria entre comunidade local, Departamento de Música da UFSM, Centro de Artes e Letras (CAL), Universidade da Georgia (EUA) e Prefeitura de São João do Polêsine se mantém até os dias atuais.

O Festival de Inverno da UFSM é realizado no Distrito de Vale Vêneto em vista do potencial turístico da Quarta Colônia, onde predomina a cultura italiana. Além disso, o Festival contribui, através da música, com o resgate destas origens.

Neste ano – 2015 aconteceu a 30ª edição do Festival, no qual estiveram reunidos professores de países como Estados Unidos, Espanha, Itália, Israel, Alemanha, entre outros. Foram oferecidas diversas oficinas de música, além de concertos gratuitos e abertos ao público. Também, foram realizados recitais e práticas de orquestras.

O evento atrai alunos de diversos Estados brasileiros, além de alunos de países como Argentina, Uruguai, Bolívia, Paraguai, Costa Rica, Estados Unidos e Alemanha. É comum encontrar no Festival, fãs de música erudita e apreciadores da gastronomia e cultura italiana de toda a região.

Texto: Aline Márcia Prade, Acadêmica do 6º semestre do Curso de Arquivologia da UFSM.

Audiodescrição da imagem: Fotografia horizontal em preto e branco de dois violonistas eruditos sobre um palco em sala ampla com pouca luminosidade. Ao centro, os violonistas sentados, lado a lado, com pele clara, cabelos curtos, escuros e troncos inclinados à direita. Seguram os violões em diagonal ascendente sobre a perna esquerda, flexionada sobre um apoio de pés, e olham para as partituras dispostas no chão, duas folhas à frente de cada um. O da esquerda veste blusão de lã claro, com listras horizontais na parte frontal, calça jeans escura e sapato preto. O da direita veste blusão escuro sobre camisa quadriculada, calça clara e tênis. Ao fundo, paredes claras revestidas com placas quadradas e perfuradas, duas cadeiras de madeira, um piano, uma estante de partitura e um pedestal. Espalhados nas paredes, doze cartazes iguais, onde se lê na margem superior 5º Festival de Inverno.

Comissão de Audiodescrição da UFSM.

Artigo em Libras


Publicações Recentes