Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 033 Radioastronomia



Fotografia vertical em preto e branco de quatro homens embaixo de uma antena metálica em um gramado. Ao centro, sobre um quadrado de concreto, uma torre retangular vazada de cerca de cinco metros de altura por vinte centímetros de largura, que sustenta uma estrutura horizontal em forma de H maiúsculo. Em cada uma das quatro pontas, uma haste na vertical fixada pelo meio, com cerca de cinco metros, com doze pequenas varetas paralelas na horizontal, seis para cima e seis para baixo. Próximos à torre, três homens à esquerda e um à direita. Eles estão de frente, têm pele clara, cabelos curtos e escuros. O primeiro veste camisa, blusão e calças claras e tem, à frente do peito, a mão esquerda fechada com o polegar estendido para cima. Ao lado dele, outro usa óculos, bigode e veste jaqueta escura, calça clara e calçado branco. Um pouco afastado, escorado na torre, homem com camisa e calça escuros e casaco claro aberto. Do outro lado, homem com óculos, blusão escuro com detalhes claros e calça escura. Ao fundo, árvores, rua horizontal com dois carros e prédio de dois andares, o qual ocupa a largura da foto.

A Radioastronomia está relacionada à astronomia e a astrofísica, possibilita obter dados do universo através de antenas projetadas que ocupam uma determinada banda de freqüência, diversificando de acordo com o objeto ou fenômeno espacial a ser analisado.

Em 1989 Gilberto Aquino Benetti, reitor da UFSM assinou um convênio com financiadora de estudos e projetos (FINEP), no valor de 128 milhões de cruzados que foram usados em equipamentos e materiais do Projeto Radioastronomia e executado no Núcleo de Pesquisas Aeroespaciais (NEPAE) do Centro de Tecnologia. O objetivo era o desenvolvimento instrumental e cientifico complexo da UFSM em parceria com CNPq e observatório nacional. Outro objetivo do projeto era a análise do universo no pólo sul, pois a maioria das pesquisas científicas se concentravam no pólo norte, a vantagem de Santa Maria era o clima e boa visibilidade para observações astronômicas.

Esse instrumental levou a construção de um radiointerferômetro – uma ferramenta da astronomia que opera em 150 Mhz, foi distribuído pequenas antenas interligadas por cabos especiais em uma linha de base de 5 km e tecnologia de coletores radiatores e componentes receptores. Ligando os cabos a um computador, e no final da observação de 12 horas, sintetiza os dados e fornece informações.

O físico e pesquisador Nelson Schuch, principal coordenador do projeto passou cinco anos se empenhando para a realização dele e pode contar com a ajuda de cientistas como o físico Paulo Marques e o inglês Antony Hewish (Nobel da física em 1975), os quais orientaram o trabalho na instituição.

Em 2011 o Projeto Radioastronomia foi apresentado na Mostra Integrada de Profissões, Tecnologias, Cultura e Serviços – PROFITECS. Pesquisa desenvolvida em parceria entre o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE e o Laboratório de Ciências Espaciais de Santa Maria adscrito ao Centro de Tecnologia – LACESM/CT/UFSM sob orientação de Schuh, do Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais.

Texto: Katia Moreira, acadêmica do 5° semestre do curso de jornalismo da UFSM.

Audiodescrição da imagem: Fotografia vertical em preto e branco de quatro homens embaixo de uma antena metálica em um gramado. Ao centro, sobre um quadrado de concreto, uma torre retangular vazada de cerca de cinco metros de altura por vinte centímetros de largura, que sustenta uma estrutura horizontal em forma de H maiúsculo. Em cada uma das quatro pontas, uma haste na vertical fixada pelo meio, com cerca de cinco metros, com doze pequenas varetas paralelas na horizontal, seis para cima e seis para baixo. Próximos à torre, três homens à esquerda e um à direita. Eles estão de frente, têm pele clara, cabelos curtos e escuros. O primeiro veste camisa, blusão e calças claras e tem, à frente do peito, a mão esquerda fechada com o polegar estendido para cima. Ao lado dele, outro usa óculos, bigode e veste jaqueta escura, calça clara e calçado branco. Um pouco afastado, escorado na torre, homem com camisa e calça escuros e casaco claro aberto. Do outro lado, homem com óculos, blusão escuro com detalhes claros e calça escura. Ao fundo, árvores, rua horizontal com dois carros e prédio de dois andares, o qual ocupa a largura da foto.

Comissão de Audiodescrição da UFSM.

Artigo em Libras


Publicações Recentes