Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 052 Palestra do Escritor Moysés Vellinho na UFSM em 1964



Fotografia vertical, em preto e branco, de homem em pé, enquadrado da cintura para cima, atrás de uma mesa. Ele tem pele clara e cabelos grisalhos, usa óculos de armação grossa escura e veste paletó escuro, camisa branca e gravata escura. Olha para frente e está com as mãos apoiadas na mesa. Sobre a mesa retangular de madeira, à esquerda um livro fechado e ao centro, um microfone em um pedestal metálico. À direita da mesa, um cavalete de madeira coberto parcialmente por um tecido escuro. Ao fundo, cortinas estampadas ocupam quase toda a largura da foto. Abaixo das cortinas quatro degraus de madeira. À direita, atrás do cavalete, uma parte de uma parede clara.

Moysés de Moraes Vellinho nasceu em Santa Maria em 1901. Sob o pseudônimo de Afonso Arinos, iniciou seu trabalho de crítico, com um comentário sobre a obra de Monteiro Lobato, Onda Verde, publicado no Correio do Povo, de Porto Alegre, jornal onde tornou-se responsável pela coluna “Livros e Autores”.  Em 1945, com o incentivo do escritor pernambucano Gilberto Freyre, em um encontro no Rio de Janeiro, e com o apoio e aprovação dos diretores da editora Globo, Vellinho surgiu no cenário nacional como editor da revista Província de São Pedro, publicação pioneira e significativa para difundir a cultura do Estado. No ano de 1964 publicou o livro Capitania d’El Rey, obra que firma a tese de Vellinho sobre a origem do gaúcho brasileiro e sua diferença com o gaúcho platino. Em 1989 o Arquivo Histórico de Porto Alegre passou a ser denominado Moysés Vellinho.

Texto: Cristina Strohschoen dos Santos, arquivista do Departamento de Arquivo Geral da UFSM.

Audiodescrição da imagem: Fotografia vertical, em preto e branco, de homem em pé, enquadrado da cintura para cima, atrás de uma mesa. Ele tem pele clara e cabelos grisalhos, usa óculos de armação grossa escura e veste paletó escuro, camisa branca e gravata escura. Olha para frente e está com as mãos apoiadas na mesa. Sobre a mesa retangular de madeira, à esquerda um livro fechado e ao centro, um microfone em um pedestal metálico. À direita da mesa, um cavalete de madeira coberto parcialmente por um tecido escuro. Ao fundo, cortinas estampadas ocupam quase toda a largura da foto. Abaixo das cortinas quatro degraus de madeira. À direita, atrás do cavalete, uma parte de uma parede clara.

Audiodescritor roteirista: Luan Romero

Audiodescritora consultora: Fernanda Taschetto

Artigo em Libras


Publicações Recentes