Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 180 Exposição do Museu Farroupilha em 1978



Audiodescrição da imagem: Fotografia, horizontal, em preto e branco. Três homens observando um objeto sobre uma mesa, e outras pessoas em volta em um ambiente interno. Ao centro da imagem, um homem de frente, em pé, enquadrado dos joelhos para cima. Tem pele clara, cabelo curto, crespo e escuro. Está com o rosto levemente inclinado para baixo observando o objeto. Veste terno e calça acinzentados, camisa clara e gravata escura. Em sua mão direita, segura uma taça transparente com um líquido escuro. A direita, dois homens de perfil para a esquerda, um ao lado do outro.  A frente um homem de pele clara, cabelo curto com entrada de calvície, liso e escuro, e bigode escuro. Veste uma blusa com estampa de fundo claro com listras escuras e calça acinzentada. Em sua mão esquerda segura folhas de ofício e entre dois dedos segura um cigarro. Após ele, um homem de pele clara, cabelo curto, crespo e escuro. Veste terno escuro e segura na mão direita uma taça transparente com um líquido escuro. A frente deles, uma mesa de metal com tampo de madeira clara. Sobre ela três caixas de vidro retangulares. A primeira caixa a direita, tem um estribo e a representação de uma cuia logo atrás do estribo. Na caixa ao lado esquerdo, tem uma boleadeira, e atrás tem uma caixa com duas esporas. A esquerda do homem e após a mesa, um pilar claro, com uma estrutura de quatro lados, formadas por hastes metálicas de cerca de dois metros de altura, unidas por hastes horizontais na parte superior e inferior. Em cada lado da estrutura um painel claro. No painel da frente uma espada escura. Próximos a estrutura, estão dois homens, virados de costas com cabelo liso, curto e escuro e roupas escuras. No restante do ambiente, outras estruturas de ferro ao fundo da imagem e cerca de dez pessoas em pé. A parede do fundo tem persianas claras. O teto é claro com luminárias retangulares na vertical. O chão é escuro.

Foi inaugurada em agosto de 1978, no Salão de Exposições da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a Exposição do Acervo do Museu Histórico Farroupilha, de Piratini. O museu foi criado no governo de Ernesto Dornelles em 1953. A escolha de Piratini para sediá-lo decorre do fato de o município concentrar o maior conjunto arquitetônico tombado pelo Patrimônio Histórico, em âmbito estadual e nacional. Estiveram expostas peças relacionadas com o período da Revolução Farroupilha, como esporas, lanças, espadas, arcas onde era guardado o Tesouro da República Rio-Grande. O acervo do museu é composto também de originais da correspondência do Período Farroupilha e atas da eleição do Presidente Rio-Grandense, Bento Gonçalves da Silva; livros e jornais da época, e mobiliário em estilo colonial. Há mais duas cidades que guardam vestígios da Revolução Farroupilha: Guaíba e Triunfo.

Texto: Eduardo Miranda de Souza, acadêmico do 2°semestre do Curso de Jornalismo da UFSM.

Audiodescrição da imagem: Fotografia, horizontal, em preto e branco. Três homens observando um objeto sobre uma mesa, e outras pessoas em volta em um ambiente interno. Ao centro da imagem, um homem de frente, em pé, enquadrado dos joelhos para cima. Tem pele clara, cabelo curto, crespo e escuro. Está com o rosto levemente inclinado para baixo observando o objeto. Veste terno e calça acinzentados, camisa clara e gravata escura. Em sua mão direita, segura uma taça transparente com um líquido escuro. A direita, dois homens de perfil para a esquerda, um ao lado do outro.  A frente um homem de pele clara, cabelo curto com entrada de calvície, liso e escuro, e bigode escuro. Veste uma blusa com estampa de fundo claro com listras escuras e calça acinzentada. Em sua mão esquerda segura folhas de ofício e entre dois dedos segura um cigarro. Após ele, um homem de pele clara, cabelo curto, crespo e escuro. Veste terno escuro e segura na mão direita uma taça transparente com um líquido escuro. A frente deles, uma mesa de metal com tampo de madeira clara. Sobre ela três caixas de vidro retangulares. A primeira caixa a direita, tem um estribo e a representação de uma cuia logo atrás do estribo. Na caixa ao lado esquerdo, tem uma boleadeira, e atrás tem uma caixa com duas esporas. A esquerda do homem e após a mesa, um pilar claro, com uma estrutura de quatro lados, formadas por hastes metálicas de cerca de dois metros de altura, unidas por hastes horizontais na parte superior e inferior. Em cada lado da estrutura um painel claro. No painel da frente uma espada escura. Próximos a estrutura, estão dois homens, virados de costas com cabelo liso, curto e escuro e roupas escuras. No restante do ambiente, outras estruturas de ferro ao fundo da imagem e cerca de dez pessoas em pé. A parede do fundo tem persianas claras. O teto é claro com luminárias retangulares na vertical. O chão é escuro.

 

Audiodescritora Roteirista: Cintia Pasa; Vitória Rodrigues.

Audiodescritora Consultora: Rubia Steffens.

Artigo em Libras


Publicações Recentes