Ir para o conteúdo DAG Ir para o menu DAG Ir para a busca no site DAG Ir para o rodapé DAG
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 214 Inauguração da Pedreira da ASPES em 1968



Em maio de 1962, dava-se o inicio a concretagem da primeira laje do bloco norte do prédio da Faculdade Politécnica: foram necessários 50 dias para o feito, pois não havia em Santa Maria produção de pedra britada para atender a demanda. Constatando que as pedreiras dos irmãos Linck e do Dr. Walter Cechella e o britador da Prefeitura não possuíam suporte para a construção da Cidade Universitária, o engenheiro José Basílio da Rocha preocupou-se. Luiz Gonzaga Isaia teve conhecimento de uma propriedade à venda na BR-158, quase em frente à sede atual da Polícia Rodoviária Federal e uma comissão da ASPES avaliou a compra para construção da pedreira. A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) construiu uma rede de alta tensão que partiu da Vila Schirmer até a subestação da Pedreira. Nos períodos de maior demanda a pedreira fornecia até 1.200m³ de brita por mês para a obra da futura Cidade Universitária. A inauguração da pedreira aconteceu em 31 de dezembro de 1968.

Texto: Miguel Damasceno, acadêmico do 7°semestre do Curso de Letras/Português – Licenciatura da UFSM.


Publicações Recentes