Ir para o conteúdo DAG Ir para o menu DAG Ir para a busca no site DAG Ir para o rodapé DAG
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Projeto Retalhos da Memória de Santa Maria – artigo 231 Sitio Paleontológico da Alemoa em 1985



Uma comissão para estudar e propor as medidas necessárias à salvaguarda dos jazigos fossilíferos de Santa Maria foi nomeada em 1967 na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)formada por Romeu Beltrão (presidente), e os professores Vanoli J. X. Lopes e Maria Helena Achutti. O relatório encaminhado ao Reitor apresentava cinco jagizos nos arredores de Santa Maria que mereciam preservação, os Jazigo da Alemoa, Sanga Grande, São José, Sanga Schram e Passo das Tropas; e enfatizava a necessidade urgente de serem tomadas medidas de preservação pela sua riqueza histórica. Em 1985 uma nova comissão esteve em audiência com o Governador do Estado do Rio Grande do Sul Jair Soares e depois de uma mobilização de duas décadas, em 1987 foi assinado o ato de doação do Sítio da Alemoa à UFSM.  O Sítio Paleontológico Sanga da Alemoa é o mais importante sítio paleontológico do RS, pois nele foi encontrado o primeiro fóssil do primeiro dinossauro brasileiro e um dos mais antigos encontrados no planeta. 

Texto: Cristina Strohschoen dos Santos, arquivista do Departamento de Arquivo Geral da UFSM


Publicações Recentes