Ir para o conteúdo Rádios Ir para o menu Rádios Ir para a busca no site Rádios Ir para o rodapé Rádios
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

MPB Especial reapresenta programa com Ary Barroso



MPB EspecialNesta quinta, 27/12, iniciando a temporada de férias, o programa MPB Especial reapresenta a vida e a obra de Ary Barroso na Universidade AM.

Ary de Resende Barroso, um dos maiores compositores do nosso país, nasceu a 07/11/1903, em Ubá/MG, e morreu a 09/02/1964, na cidade do Rio de Janeiro. Estudou teoria, solfejo e piano com a tia Ritinha. Com doze anos já trabalhava como pianista auxiliar no Cinema Ideal, em Ubá. Aos treze anos trabalhou como caixeiro da loja A Brasileira e com quinze anos fez a primeira composição, um cateretê, intitulado De Longe. Nos anos 1930, escreveu as primeiras composições para o teatro musicado carioca. Durante os a década de 1940 e a década de 1950 compôs vários dos sucessos consagrados por Carmen Miranda no cinema. Ao compor Aquarela do Brasil inaugurou o gênero samba-exaltação. Ary Barroso também foi locutor esportivo. Torcedor confesso do Flamengo, torcia descaradamente a favor do rubro-negro nas transmissões que eram feitas pelo rádio. Quando o Flamengo era atacado, ele dizia mensagens do tipo:"Ih, lá vem os inimigos. Eu não quero nem olhar.", se recusando claramente a narrar o gol do adversário. Quando o embate era realizado entre equipes que não fossem o Flamengo, sempre que saía um gol, primeiro ele narrava, e depois tocava uma gaita.

O compositor deixou inúmeros sucessos, cantados e regravados por vários artistas da nossa MPB. Entre eles, Aquarela Mineira, Boneca de Piche (em parceria com Luiz Iglezias), Brasil Moreno (em parceria com Luiz Peixoto), Camisa Amarela, Dá Nela, É Luxo Só, Faceira, Folha Morta, Grau Dez, Isto Aqui o Que É?, Morena Boca de Ouro, Na Baixa do Sapateiro, Na Batucada da Vida, No Rancho Fundo (em parceria com Lamartine Babo), No Tabuleiro da Baiana, Os Quindins de Iaiá, Por Causa Dessa Cabocla (em parceria com Luiz Peixoto), Rancho das Namoradas (em parceria com Vinícius de Moraes ), Rio de Janeiro, Risque, Terra Seca, Três lágrimas, Vamos Deixar de Intimidade, e, sem a menor sombra de dúvida, seu maior sucesso, Aquarela do Brasil, escrita em 1939 e gravada por inúmeras vozes, como Carmem Miranda, Erasmo Carlos, Elis Regina, João Gilbero, Gal Costa, Emílio Santiago e Martinho da Vila, entre tantos.

O MPB Especial vai ao ar pela Rádio Universidade toda quinta, às 22h00, com produção, pesquisa, seleção musical e apresentação de Candido Otto da Luz. O programa pode ser ouvido pelos 800 AM e aqui no blog via web.


Publicações Recentes