Ir para o conteúdo PET Agronomia Ir para o menu PET Agronomia Ir para a busca no site PET Agronomia Ir para o rodapé PET Agronomia
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

A ascensão da agricultura familiar aliada à tecnologia



Com o passar dos anos e o melhoramento das técnicas associadas ao trabalho do campo, pôde-se conhecer um sistema agrícola moderno e que está em constante evolução na sociedade rural nos dias de hoje. É notável que a chegada da era digital e o desenvolvimento da mecanização ganham cada vez mais espaço no meio agrícola. No entanto, é possível analisar que essa ascensão está majoritariamente ligada às grandes propriedades rurais, priorizando as cadeias de commodities, algumas vezes em detrimento das pequenas propriedades, que baseiam seu sustento na agricultura familiar e executam as principais atividades com técnicas parcialmente manuais pelo alto custo imposto à mecanização moderna e às tecnologias atuais.

Os produtores do ramo do agronegócio enfrentam diariamente um mercado de consumo extremamente exigente, rigoroso e que preconiza produtos básicos da alimentação diária provenientes da agricultura familiar em boas condições. Sendo assim, o uso da tecnologia dentro da agricultura familiar pode se tornar um grande aliado, se bem escolhido e manejado. Nessa perspectiva, cada produtor deve analisar delicadamente qual auxílio tecnológico poderá ser usado no sistema produtivo, levando em consideração a busca por informações como, os custos básicos, a forma adequada de manejo, o estágio da cultura que será contemplado e até mesmo a forma de capacitação para utilizar de tal meio digital.

É possível perceber que a tecnologia pode ser usada em diversos estágios da produção e de várias formas, garantindo a excelência ao final da safra. Um exemplo disso é o documento ‘‘Tecnologias para a Agricultura Familiar’’ publicado no ano de 2014 pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O livro busca levar ao leitor e pequeno produtor instruções de como proceder perante tantos meios de modernização da produção de alimentos trazendo informações para todos os estágios de desenvolvimento das culturas. O livro destaca alguns dos principais tópicos para evolução da agricultura familiar e objetiva a construção de novos conhecimentos na adoção de técnicas mais modernas dentro de assuntos já bem conhecidos, como a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF), adubação verde, fixação biológica do nitrogênio, incremento da matéria orgânica, além de apresentar textos mais detalhados sobre as culturas do milho, mandioca, feijão e uva, e muitas outras informações.

 

Figuras 1 e 2: Cultivo de mandioca e melancia. Fonte: Wendt, Menikey (2020)

Diante da ascensão dos diversos setores do ramo do agronegócio, a agricultura familiar necessita de tecnologias que visam melhorar as implicações dentro dos processos produtivos e aumentar a taxa de produção dos alimentos que estão na mesa das famílias brasileiras. Além de ser uma grande aliada para a sustentabilidade do setor, a tecnologia de informação rural tornará as pequenas empresas mais competitivas e isso as levará a conquistar o seu devido espaço dentro do agronegócio em âmbito brasileiro e até mesmo internacional. Nesse sentido, é imprescindível que haja fomento ao desenvolvimento de tecnologias e produtos que atendam às necessidades específicas da pequena propriedade e, também, auxílio para aquisição desses produtos pelos agricultores familiares. Dessa forma, a indústria nacional é desenvolvida e a pequena propriedade torna-se mais moderna. Por outro lado, os produtores estão sempre buscando por tecnologias viáveis visando à melhoria de suas propriedades em diversos aspectos e garantir a continuidade de uma área insubstituível quando pensamos em segurança alimentar e nutricional.

Referências:

Embrapa. A tecnologia como aliada da agricultura familiar. Blog Agro, 3 de setembro de 2019.

SOUZA, P. M. de; FORNAZIER, A.; SOUZA, H M de; PONCIANO, N. J.; Diferenças regionais de tecnologia na agricultura familiar no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, 16 de setembro de 2016.

Autora:

Menikey Walmarath Wendt, acadêmica do 3º semestre de Agronomia e integrante do grupo Pet Agronomia — Universidade Federal de Santa Maria.
E-mail: menikey.w.wendt@gmail.com

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-779-1004

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes