Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Plataforma “Mídia sem violação de direitos” permite denúncia contra programas que violem os direitos humanos

A plataforma Mídia sem violação de direitos foi lançada no dia 14 de setembro e é uma parceria entre o Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social e a Fundação Rosa Luxemburgo. Além disso, conta com o apoio de diversas organizações, ativistas e estudiosos que integram e apoiam a campanha Mídia sem Violações de Direitos Humanos.

O mecanismo de denúncia busca ser um instrumento para a difusão de informações e  promoção de direitos na mídia, pois no Brasil os conteúdos veiculados ainda são pouco monitorados. Um projeto que monitorou 28 programas de rádio e TV por exemplo, contabilizou 2.000 narrativas com violações de direitos durante 30 dias. A análise revelou a ocorrência de 4.500 violações, as quais afrontam, pelo menos, 12 leis brasileiras e 7 tratados multilaterais.

Diante disso, a campanha busca dar continuidade a esse monitoramento, sensibilizando a sociedade para os graves impactos dessas atitudes e pressionando para que os órgãos responsáveis por essa fiscalização e pela garantia dos direitos atuem. Ao dar visibilidade ao tema, a campanha Mídia sem Violações de Direitos pretende ampliar o acesso à informação e contribuir para a redução progressiva e o fim das violações de direitos humanos na mídia.

No site há espaço para denúncia e acompanhamento da mesma, bem como o Ranking Nacional das Violações de Direitos Humanos e os tipos de violações recorrentes.

Confira o vídeo da campanha: