Ir para o conteúdo Observatório de Direitos Humanos Ir para o menu Observatório de Direitos Humanos Ir para a busca no site Observatório de Direitos Humanos Ir para o rodapé Observatório de Direitos Humanos
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Casas Verônica: Educação

Materiais Educativos

Violências nos campi universitários: Guia de apoio às mulheres da UFSM

Com esta cartilha, pretendemos informar a comunidade acadêmica da UFSM sobre as diferentes formas de violência presentes no contexto universitário, bem como disponibilizar um material com os recursos disponíveis tanto na instituição quanto nas cidades para obter ajuda e acolhimento. Foram apresentadas as violências descritas na Lei Maria da Penha, outras formas de violências específicas do ambiente universitário e locais para ajuda e denúncia. Assim sendo, entendemos que a informação e o acesso a locais para ajuda e denúncia são estratégias fundamentais para o enfrentamento das violências. Esta cartilha deriva da pesquisa de mestrado “Diferentes formas de violência no contexto universitário: Experiências e representações da comunidade acadêmica”, de autoria de Janine Gudolle de Souza, sob a orientação da Profª Drª Adriane Roso. A elaboração desta cartilha foi baseada na cartilha “Violência contra as mulheres na UFSM: Reconheça as violências. Saiba onde buscar ajuda”.

Velcro seguro: o guia de saúde sexual para mulheres lésbicas e bissexuais com vulva

Este projeto experimental teve como objetivo o desenvolvimento de um material informacional sobre a saúde sexual de mulheres lésbicas e bissexuais. O material foi desenvolvido em formato de fanzine, apresentando-se como um guia de saúde sexual. Aspectos como transmissão e prevenção de IST, métodos de sexo seguro, exames preventivos e anatomia da vulva são abordados por meio de ilustrações e texto na fanzine. Os conhecimentos médicos contidos na fanzine foram fornecidos pela médica Thais Dias, através de uma entrevista. Antes da elaboração do produto, mapeei e analisei trabalhos e materiais em comunicação e saúde que tratassem do tema, através do método de análise documental. Após analisá-los, utilizei o método de observação participante para analisar a resposta do público a um produto informacional previamente desenvolvido por mim, sobre saúde sexual de mulheres lésbicas e bissexuais. A análise da resposta do público alvo à fanzine Velcro Seguro se deu a partir de entrevistas com mulheres lésbicas e bissexuais. Os processos metodológicos utilizados foram amparados por Duarte e Barros (2005). Quanto aos aspectos teóricos, reflito sobre o papel social da comunicação e publicidade a partir de três dimensões do discurso, de Fairclough (2001). Estas são: linguagem como prática social, prática discursiva e texto. Os resultados obtidos evidenciam a falta de materiais governamentais sobre saúde sexual de mulheres lésbicas e bissexuais, contribuindo para que a desinformação acerca do assunto perpetue. A necessidade deste material é explicitada pela resposta positiva do público acerca do material desenvolvido, que foi considerado didático e acessível pelas entrevistadas.