Ir para o conteúdo Observatório de Direitos Humanos Ir para o menu Observatório de Direitos Humanos Ir para a busca no site Observatório de Direitos Humanos Ir para o rodapé Observatório de Direitos Humanos
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Construindo um novo fim: uma proposta para os jovens que precisam deixar as casas de acolhimento de Santa Maria/RS

Coordenadora: Prof. Drª. Luciana Davi Traverso

O objetivo do projeto é fomentar uma rede de cooperação para auxiliar os jovens que ao completarem os 18 anos precisam deixar o abrigo onde moravam. Para tanto, o projeto prevê as seguintes ações a serem realizadas:

1. Elaborar e implementar um Plano de Acompanhamento Individual (PAIn) piloto para um/a adolescente em acolhimento, com 16 anos;

2. Mapear o perfil, as demandas e necessidades dos adolescentes em processo de desacolhimento institucional para identificar o perfil profissional, visando a inserção compatível ao mercado de trabalho;

3. Estabelecer parcerias com empresas, organizações sociais e outras instituições que possam ofertar oportunidades de estágio e/ou emprego;

4. Capacitar um dos colaboradores do projeto, participando do Encontro Nacional dos Grupos de Apoio à Adoção –ENAPA/ANGAAD;

5. Multiplicar os conhecimentos obtidos no ENAPA, especialmente em relação à palestra: “Preparo dos adolescentes –trilhas para autonomia”; e

6. Estabelecer a estrutura e as diretrizes de funcionamento da rede de cooperação que trabalhará com os adolescentes.

O projeto conta com a parceria do Grupo de Apoio a Adoção de Santa Maria(GAIA), o qual tem uma forte rede de colaboradores, sendo reconhecido localmente por suas ações de apoio à infância e à juventude. Contudo, a proposta tem justamente o objetivo de articular e ampliar a parceria com: outras unidades da UFSM, outras instituições de ensino, as casas de acolhimento, organizações de classe e empresas a fim de se estabelecer a estrutura e as diretrizes para funcionamento do projeto em 2020.

A execução do projeto tem impacto direto para os adolescentes que não possuem o amparo de suas famílias e necessitam de preparação para o início da vida adulta e enfrentar todos os desafios de uma vida independente. Acredita-se que os resultados poderão contribuir para minimizar um pouco as angústias e dificuldades destas pessoas nessa fase da vida e proporcionar condições de construírem uma vida digna. Além disso, almeja-se que os resultados deste projeto os auxiliem para que consigam se apropriar de seus espaços na sociedade e para que consigam se estabelecer de maneira autônoma, livre e consciente de seus direitos e responsabilidades. Outro aspecto importante é a realização do seminário que trará para discussão da sociedade a situação desses adolescentes. Acredita-se, portanto, que este projeto contribua com a universidade no cumprimento da missão institucional, especialmente no que diz respeito ao seu compromisso social.

Para acessar o projeto no Portal de Projetos da UFSM, clique aqui.