Ir para o conteúdo Observatório de Direitos Humanos Ir para o menu Observatório de Direitos Humanos Ir para a busca no site Observatório de Direitos Humanos Ir para o rodapé Observatório de Direitos Humanos
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Projetos do Eixo LGBTTQI+

Projeto contemplado em 2019:

A cultura Gaúcha é fortemente construída pelos saberes da tradição, de conceitos normativos e de padrões cristalizados ao longo do tempo onde, a figura da mulher e do homem, são corporificados por meio das representações da prenda e do peão. Tais signos de feminilidade e de masculinidade acabam por excluir tudo àquilo que foge a esta norma, que foge a este Manual de Tradições Gaúchas (MTG). Neste sentido, o projeto LGBTCHÊ visa refletir sobre as questões de Gênero e Sexualidade na área da Educação e de formação de Professores, das ONGS. As ações de extensão irão contemplar, além de professores, de todas as áreas, e alunos, as equipes diretivas das Escolas das Redes Municipal e Estadual.

Sendo assim, as ações de Extensão do Projeto LGBTCHÊ prevê encontros sistematizados (cursos) para Professores e Alunos das Escolas municipais e estaduais de Santa Maria/RS.

Dentre os objetivos estão:

– Oferecer Cursos de formação na temática Educação e Diversidade: Gênero e Sexualidade para professoras e professores, de diferentes áreas, e equipes diretivas da rede pública de Santa Maria (Secretaria Municipal de Educação e 8 Coordenadoria Regional de Educação).

– Oferecer Cursos de formação na temática Educação e Diversidade: Gênero e Sexualidade para alunas e alunos da rede pública de Santa Maria.

– Participar de Seminários de Formação de Professores das Escolas públicas.

– Organizar apresentações artísticas e intervenções na comunidade local com alunos acerca da temática no sentido de visibilizar as questões de Gênero e Sexualidade.

Para acessar o projeto no Portal de Projetos da UFSM, clique aqui.

No ano de 2021, um projeto da UFSM foi contemplado com o recurso do Observatório de Direitos Humanos da UFSM no eixo LGBTTQI+.

Coordenadora: Rosa Maria Blanca Cedillo

A mostra discute as subjetividades, a partir da constituição de si das/os artistas participantes. A intenção é criar um espaço político para a expressão das (des)identidades. Inscreve-se no contexto de direitos humanos, ao almejar a liberdade de expressão, problematizando os efeitos de saber /poder nos sujeitos. Parte-se do suposto de que uma exposição propõe o sujeito que diz representar. O projeto insere-se no marco do Seminário Internacional Fazendo Gênero 12 (FG12-Instituto de Estudos de Gênero). Em função da pandemia, a exposição será online. Conta com a parceria do Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza, de Florianópolis, cuja galeria virtual mostrará os trabalhos artísticos. O projeto poderá incluir a realização de eventos paralelos, como lives e/ou palestras online, coordenados pelo Laboratório de Arte e Subjetividades (LASUB/CNPq-UFSM), em articulação com o Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS/CNPq-UFSC).

Para saber mais sobre o projeto, clique aqui.