Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Revista britânica aponta melhora no desempenho da UFSM em ranking internacional

Apesar de manter a mesma classificação da edição de 2018, entre as 1.100 melhores universidades do mundo, a UFSM apresentou avanço em sua pontuação geral, que passou de 15.5 para 18.9. Em critérios específicos, a Universidade também apresentou melhoras: na pesquisa, avançou de 5.1 para 8.4; em relação às citações (item que mede a influência da pesquisa), sua pontuação subiu de 9.3 para 11.4; na área de transferência de conhecimento, passou de 33.3 para 35.8; e quanto ao panorama internacional, obteve ascensão de 15.8 para 16.5. A Universidade apresentou decréscimo somente no índice que avalia o ambiente de aprendizagem, cuja pontuação recuou de 22.3 para 18.4.

Para o vice-reitor, professor Luciano Schuch, “o resultado do ranking da THE evidencia o crescimento e a evolução da Universidade ano após ano, mesmo com todas as dificuldades que enfrenta”. Além disso, Schuch destaca a importância da participação da UFSM nos rankings, como forma de dar visibilidade à Universidade e contribuir para o processo de internacionalização, previsto no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI).

O ranking da THE foi criado em 2004 e fornece uma lista anual das melhores universidades do mundo. Além da classificação geral, a publicação também produz ranqueamentos regionalizados. Em julho deste ano, a revista classificou a UFSM como a 51ª melhor universidade da América Latina e entre as 350 melhores universidades dos países emergentes.

Texto: Assessoria de Comunicação do Gabinete do Reitor

Fonte: www.ufsm.br