Ir para o conteúdo PROGRAD Ir para o menu PROGRAD Ir para a busca no site PROGRAD Ir para o rodapé PROGRAD
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Roda de conversa discute decolonialidade e educação no dia 20 de julho

Pensamento decolonial é uma perspectiva emergente nas reflexões latino-americanas sobre a sociedade



 

Em tempos de preconceitos e exclusões, é possível imaginar outros modos de pensar e fazer Educação? Esta é uma das provocações da Roda de Conversa “O Pensamento Decolonial na Educação: Perspectivas de mudança“. O evento é uma realização da Subdivisão de Ações Afirmativas Sociais, Étnico-Raciais e Indígenas da Coordenadoria de Ações Educacionais da UFSM (CAEd/Prograd).

O encontro acontecerá no dia 20 de julho, às 17 horas, na plataforma Google Meet.

As inscrições gratuitas devem ser realizadas previamente por meio do preenchimento de formulário. 

Os debatedores serão Paulo Roberto Marques, doutorando em Educação, e Bruna Troitinho, doutoranda em Ciências Sociais, ambos pela UFSM. A mediação será de Priscila dos Santos Peixoto e Rosane Brum Mello.

Outras informações podem ser obtidas no site do evento e pelo email caed.acoesafirmativas@ufsm.br.


DESCRIÇÃO DA IMAGEM: cartaz de divulgação de evento, em formato quadrado, com fundo na cor amarela e em tons de marrom. Majoritariamente sobre a parte amarela, há um desenho de traços infantis, com imagens do sol, caravelas, estrelas, lua, coordenadas geográficas e da Linha do Equador. Do ângulo inferior esquerdo, sobreposto à parte amarela, há a imagem de um quarto de círculo, na cor marrom clara. No ângulo superior direito, há a imagem de um globo, há uma imagem circular, também na cor marrom clara. Ao centro, na parte superior, sobre uma figura que remete a um círculo, de cor marrom, tom médio, lê-se: “Roda de conversa”, “O Pensamento Decolonial na Educação: Perspectivas de mudança”. A inscrição está em letras na cor branca. Essa figura possui, em baixo, uma borda marrom mais escura, o que seria parte de outra figura, subposta à primeira. Abaixo, lê-se: “Debatedores(as)”. Abaixo, há as fotos dos dois painelistas. À esquerda, há a foto do Doutorando em Educação da UFSM, Paulo Roberto Marques. Trata-se de homem negro cabelos pretos e crespos usando cavanhaque; à direita, há a foto da Doutoranda em Ciências Sociais da UFSM, Bruna Troitinho, tratando-se de mulher parda, cabelos cacheados e escuros, que usa blusa na cor roxa e sorri. A identificação do(a)s debatedor(a)s encontra-se à direita da foto, dentro de um retângulo na cor marrom escura. Abaixo da foto de debatedor, dentro de outro retângulo marrom escuro, lê-se: “Mediação: Priscila dos Santos Peixoto e Rosane Brum Mello”. Abaixo da foto da debatedora, dentro de um retângulo marrom escuro também, lê-se” “DATA: 20 /07 – HORÁRIO: 17H, LOCAL: GOOGLE MEET, INSCRIÇÕES VIA FORMULÁRIO”. Abaixo, ao centro, há o brasão da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), formado pelos seguintes elementos: três archotes de fogo, que simbolizam os três pilares da universidade: ensino, pesquisa e extensão; a flor-de-lis, simbolizando a purificação, e os archotes com a chama do conhecimento, representando a luz que ilumina o caminho para a sabedoria; o brasão, denotando moral e respeito; a frase em latim “Sedes Sapientiae”, que significa sede (lugar, casa) da sabedoria*. O brasão está circundado pela inscrição Universidade Federal de Santa Maria, tendo na base o ano 1960. À direita, há novamente o brasão, junto da inscrição “UFSM”, “Coordenadoria de Ações Educacionais”, “CAEd-PROGRAD” e, na sequência, no mesmo sentido horizontal, “SUBDIVISÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS SOCIAIS, ÉTNICO-RACIAIS E INDÍGENAS”. Fonte da descrição: Identidade Visual (https://www.ufsm.br/identidade-institucional/), em 12 de julho de 2021.

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes