Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Duvidas Frequentes – FAQ

 

 

Dúvidas Frequentes dos alunos de outras

Instituições de Ensino Superior

Tenho direito a alguma bolsa ou auxílio financeiro oferecido pela UFSM?

Não, a UFSM não oferece bolsa para custeios pessoais para alunos em mobilidade na Instituição.

Tenho o direito de utilizar o Sistema de Bibliotecas da UFSM para empréstimo de publicações?

Sim, o aluno em mobilidade pode retirar livros nas bibliotecas da UFSM.

Na UFSM, tenho direito a vaga na Casa do Estudante?

Não, o aluno em mobilidade não tem direito a concorrer a vaga na casa do estudante da Instituição receptora.

Tenho o direito de utilizar o Restaurante Universitário?

Sim, o aluno pode realizar uma refeição no Restaurante Universitário. O aluno em mobilidade na UFSM não tem direito à concessão de benefícios socioeconômicos.

Tenho direito a vale-transporte Estudantil (meia passagem)?

Sim, pois o aluno terá matricula regular durante o período de mobilidade acadêmica.

Após a experiência da mobilidade acadêmica, posso me transferir para a UFSM?

O Convênio Mobilidade Acadêmica NÃO se aplica a pedidos de transferência de alunos entre as IFES. O aluno, se interessado em permanecer na UFSM, poderá concorrer a uma vaga através do Enem/SiSU, Vestibular Indígena, Processos Seletivos EaD, Dança Bacharelado/Música ou, então,  por meio do edital específico de Ingresso/Reingresso, na modalidade transferência externa de alunos de outras instituições.

 

Onde posso buscar informações sobre hospedagem, transporte, alimentação, lazer em Santa Maria?

 


Dúvidas Frequentes de alunos da UFSM

O que é o Plano de Estudos solicitado no Formulário de inscrição?

É o documento no qual o aluno indica quais disciplinas pretende cursar na instituição que o receberá durante o período de mobilidade. Além de identificar claramente as disciplinas, o aluno deve apresentar em anexo o programa das disciplinas e suas respectivas ementas, para que a Coordenação do curso tenha condição de avaliar se a proposta é pertinente e pode ser aceita. Solicite a orientação do coordenador de seu curso para o correto preenchimento do Plano de Estudos.

Meu pedido de Mobilidade Acadêmica pode ser negado?

 Sim, se algum dos critérios para participação do Programa não for atendido ou a IES de destino não conseguir vagas nas disciplinas solicitadas.

Posso pedir mobilidade, mesmo tendo trancamento total no semestre anterior?

O aluno em situação de TRANCAMENTO TOTAL de curso NÃO está apto a participar do Programa de Mobilidade Acadêmica.

Posso pedir transferência para a Universidade receptora?

O Programa não se aplica a pedidos de transferência de alunos entre as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), uma vez que a matrícula na instituição receptora será provisória. Consulte as normas específicas da instituição de interesse.

Existe alguma bolsa ou ajuda financeira para quem entra em Mobilidade Acadêmica?

O Programa de Mobilidade Acadêmica da UFSM prevê bolsas para alunos da UFSM que desejam realizar Mobilidade Acadêmica em Instituições de Ensino Superior receptoras. Dado o número reduzido de bolsas, o interessado deve ficar atento ao edital específico que é disponibilizado semestralmente no setor de EDITAIS do site www.ufsm.br/prograd.

Quanto tempo posso ficar em Mobilidade Acadêmica?

O aluno pode participar do programa de mobilidade por dois semestres, podendo, em caráter excepcional, haver renovação, sucessiva ou intercalada de vínculo temporário por mais um semestre quando houver uma justificativa da necessidade de permanência na Universidade de destino.

Posso pedir mobilidade já para os dois semestres consecutivos e utilizar a mesma documentação?

Sim, é possível pedir mobilidade para os dois semestres letivos, desde que no plano de estudos constem todas as disciplinas de interesse para ambos os semestres.

Corro o risco de perder a vaga na minha Universidade?

Durante o período de afastamento, o aluno terá a sua vaga assegurada no Curso de origem.

Como fica a minha matrícula na minha Universidade? E na Universidade de destino?

Na universidade de origem, o aluno fica matriculado em Mobilidade Acadêmica. Na Instituição de destino, o aluno de mobilidade recebe um número de matrícula e se matricula nas disciplinas de interesse, respeitando a grade de pré-requisitos e a disponibilidade de vaga.

As disciplinas cursadas na Instituição de destino serão aproveitadas na minha Universidade?

Sim, desde que haja equivalência, apenas para as disciplinas compatíveis com a grade curricular do Curso de origem. O aluno receberá certificado comprobatório de todas as disciplinas cursadas, com notas, frequências e resultados finais obtidos. É muito importante, antes de o aluno entrar em mobilidade, conversar com o Coordenador do Curso de origem para análise das disciplinas a serem integralizadas na Instituição de destino e preenchimento do Plano de Estudos. Assim, fica assegurada a obrigatória concessão de equivalência e consequente dispensa.

Perco o direito de morar na Casa do Estudante da UFSM entrando em mobilidade?

O aluno matriculado em mobilidade não perde o direito de morar na Casa de Estudante na sua Instituição de origem.

Durante a mobilidade, posso morar na Casa do Estudante e fazer as refeições no Restaurante Universitário da Instituição que me recebe?

O aluno deve consultar a instituição em que pretende estudar para se informar sobre esse assunto, visto que o Convênio não estabelece que um aluno em mobilidade deva ser recebido nas residências estudantis. Na UFSM, o aluno em mobilidade NÃO tem o direito de morar na Casa do Estudante. Quanto ao acesso ao Restaurante Universitário, também é preciso consultar a Instituição receptora. Na UFSM, o aluno de outra IFES pode fazer uma (01) refeição sem carência. Portanto, é aconselhável procurar, na Instituição de destino, os órgãos responsáveis pela mobilidade e pelo apoio aos estudantes para consultar a possibilidade de algum benefício.

Quem devo procurar quando chego na Universidade escolhida?

O aluno pode procurar a Pró-Reitoria de Graduação ou o responsável pela parte de Mobilidade Acadêmica, os órgãos de assistência ao aluno, como a PRAE (Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis). O aluno também deve ir à Coordenação do Curso escolhido para regularizar a sua situação acadêmica.

Quando terminar o período de mobilidade terei que apresentar algum relatório?

Não é necessário apresentar um relatório. Porém, é solicitado, ao término do período de estudos na outra IFES, que o estudante preencha um questionário de avaliação do Programa de Mobilidade Acadêmica.