Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Painel de Indicadores Estratégicos

O Painel de Indicadores Estratégicos é uma plataforma para o monitoramento e avaliação do desempenho institucional no cumprimento da sua missão através dos seus objetivos estratégicos.

Assim, a plataforma visa proporcionar acesso rápido e direto aos indicadores estratégicos de gestão e permite o acompanhamento dos desafios institucionais presentes do Plano de Desenvolvimento Institucional 2016-2026. Conforme a perspectiva adotada as informações versam sobre Alunos e Sociedade, Processos e Aprendizagem e Infraestrutura.

Ser uma Universidade de Excelência

 Indicador 201820192020 2021
IGC4  5

Desafio 2

Indicador2018201920202021
Taxa de Conclusão52%53%
 55%
CC – Cursos c/ conceitos 4 e 593%  96%
CPC – cursos com conceito 4 e 579%  85%
ENADE – cursos com conceito 4 e 574%  80%

Desafio 4

Indicador2018201920202021
Proporção da pós no IGC41%  43%
%Áreas CAPES c/ prog. de pós69%  92%
Qtd. Programas conceito 5,6 e 7 14 (31%)  20 (39%)
%Programas>=4 com doutorado77% (28/36)  91% (34/37)

Desafio 5

 Indicador2018201920202021
Participação matriz OCC2,17%  2,33%
 % anual de redução da relação encargos/custeio  7%
 Desafios do PDI com indicadores de desempenho3   7
  • Desafio 1 – Internacionalização

O Desafio 1 possui como objetivos estratégicos aumentar a inserção científica da instituição no cenário internacional, bem como contribuir com as parcerias de pesquisadores com outras instituições e realizar convênios para trocas culturais e trocas de experiências de gestão. Oportunizar experiências de internacionalização aos alunos e manter currículos atrativos do ponto de vista internacional para que haja interesse de alunos de outros países em realizar cursos na UFSM.

Indicadores Estratégicos:

Desafio 2 – Educação Inovadora e Transformadora com Excelência Acadêmica

O Desafio 2 está relacionado ao perfil dos cursos e vagas oferecidas, que deve estar de acordo com as necessidades da sociedade, a quantidade de alunos formados e o seu perfil de formação.

Relaciona a satisfação do aluno com a UFSM e o seu sentimento de pertencimento em relação à instituição. E a oferta de alternativas de aprendizado para suprir eventuais dificuldades oriundas do ensino médio; métodos de ensino atualizados e currículos adequados, que permitam uma certa flexibilidade e possam, em conjunto com outras iniciativas, proporcionar oportunidades de aprendizado extraclasse aos alunos.

Outro objetivo está relacionado à capacitação pedagógica dos docentes; e à infraestrutura de apoio ao ensino, como salas de aula, laboratórios, ambiente virtual e biblioteca.

Há também objetivos relacionados ao desenvolvimento de uma cultura de comprometimento organizacional, inovação e integração entre as áreas de conhecimento, de forma que isso se reflita no processo de aprendizagem dos alunos e sobre a infraestrutura de TI para as salas de aula.

Indicadores Estratégicos:

  • Desafio 3 – Inclusão Social

    O Desafio 3 apresenta objetivos relacionados às políticas de acesso à Universidade; à formação dos alunos em geral, que deve ir além de formação técnica na área e considerar aspectos humanistas e de inclusão social; a satisfação dos alunos, considerando cuidados especiais relacionados a alunos oriundos das políticas de inclusão.

    A inclusão do desenvolvimento de tecnologias sociais, projetos culturais e projetos de extensão com foco no desenvolvimento social; ao fortalecimento das políticas de assistência estudantil, que são um importante suporte para as questões relacionadas à inclusão social. E também à área de ensino, sobre estratégias de reforço de aprendizagem, métodos de ensino e atividades de inclusão social como alternativa de aprendizado extraclasse para os alunos.

    Há um objetivo para fomentar a implementação de projetos de pesquisa e extensão sobre temas que envolvam a inclusão social. E outros objetivos para desenvolver uma cultura ética em relação a aspectos de inclusão e diversidade; preparar o corpo técnico e docente para lidar com os diferentes aspectos da inclusão social e também um objetivo referente a infraestrutura predial e logística da instituição, que deve considerar os aspectos de acessibilidade

  • Desafio 4 – Inovação, Geração de Conhecimento e Transferência de Tecnologia

O Desafio 4 contém como objetivos estratégicos aumentar a inserção científica da instituição, destacando a produção científica e tecnológica, e as tecnologias sociais e a produção cultural. Outros objetivos estão relacionados à interação da pesquisa com a sociedade; à melhoria da comunicação institucional, como forma de melhor divulgar o conhecimento produzido na instituição; ao desenvolvimento de pesquisas aplicadas às necessidades da sociedade e da própria universidade. E também aos laboratórios de pesquisa, a qualificação dos pesquisadores e ao estímulo a expansão dos ambientes de inovação na universidade; e à busca de recursos extra orçamentários, uma vez que a modalidade de pesquisa tem potencial para captação de recursos.

  • Desafio 5 – Modernização e Desenvolvimento Organizacional

O Desafio 5 apresenta como objetivos o uso de boas práticas de governança, voltadas para a transparência e profissionalização administrativa da instituição; à estrutura administrativa e dimensionamento de pessoal; a melhoria dos processos institucionais, considerando de maneira especial as particularidades dos diferentes níveis de ensino e a realidade multi-campi da instituição; à comunicação institucional, que tem reflexo em diferentes aspectos da instituição, sejam eles internos ou externos à Universidade; a parceria com outras instituições no intuito de desenvolver e trocar informações sobre práticas de gestão; ao desenvolvimento de projetos de pesquisa aplicados à realidade da UFSM e para fortalecer as relações institucionais da Universidade com a sociedade.

Na área de gestão de pessoas, os objetivos estão relacionados ao desenvolvimento de competências gerenciais, técnicas e de liderança e em possuir um sistema de seleção e progressão capaz de equilibrar ensino, pesquisa e extensão, considerando ainda as diferentes áreas e níveis de ensino.

Os objetivos da dimensão sustentabilidade financeira estão voltados para questões orçamentárias, relacionadas ao aumento do orçamento que a Universidade recebe do governo federal, além de potencializar a captação de recursos externos e, ao mesmo tempo, desenvolver uma gestão orçamentária transparente, eficiente e capaz de servir de suporte para executar a estratégia institucional.

Indicadores estratégicos:

  • Desafio 6 – Desenvolvimento local, regional e nacional

O Desafio 6 contém objetivos que possuem relação direta com os espaços de intervenção da Universidade na sociedade; que apoiam as políticas públicas (saúde, educação, meio-ambiente e outras) e sobre serviços que a Universidade pode oferecer à sociedade como forma de apoiar o seu desenvolvimento (exemplos são os laboratórios, empresas jr. ou serviços de assistência envolvendo alunos).

Outros objetivos se referem as ações pontuais de projetos de extensão com foco em demandas específicas da sociedade; e sobre o perfil do formando, que deve ter preocupação com o desenvolvimento da sociedade. É saber utilizar alguns nichos de produção intelectual como forma de apoiar o desenvolvimento, em especial a produção artística e cultural e o desenvolvimento de tecnologias sociais. Fortalecer os mecanismos institucionais de relacionamento da Universidade com a sociedade; fomentar internamente o desenvolvimento de projetos aplicados que tenham potencial para atuar diretamente na sociedade; fortalecer o papel das atividades de extensão como forma de aprendizagem complementar aos alunos; promover a cultura de integração entre as áreas e manter um quadro docente de excelência que atue também em atividades de extensão.

Desafio 7 – Gestão Ambiental

O Desafio 7 está relacionado com uma contribuição direta que a Universidade pode dar à sociedade ao implantar um sistema de gestão ambiental que torne a UFSM modelo no tratamento de questões ambientais e no sentido de formar alunos que tenham consciência ambiental.

Outro objetivo é manter processos e rotinas de trabalho que valorizem os diferentes aspectos relacionados à responsabilidade ambiental; desenvolver projetos relacionados à responsabilidade ambiental, sejam eles aplicados à realidade da Universidade ou da sociedade em geral.

Disseminar uma cultura ética em relação ao cuidado com o meio ambiente, ter foco na infraestrutura de engenharia e logística, as quais devem estar de acordo com os parâmetros de respeito ao meio ambiente nos mais diversos aspectos, sejam eles de eficiência energética, gestão de resíduos, água, esgoto, proteção e recuperação de áreas verdes entre outros.