Ir para o conteúdo CSA–CCSH Ir para o menu CSA–CCSH Ir para a busca no site CSA–CCSH Ir para o rodapé CSA–CCSH
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES)

O Sinaes analisa as instituições, os cursos e o desempenho dos estudantes. O processo de avaliação leva em consideração aspectos como ensino, pesquisa, extensão, responsabilidade social, gestão da instituição e corpo docente. O Sinaes reúne informações do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e das avaliações institucionais e dos cursos. As informações obtidas são utilizadas para orientação institucional de estabelecimentos de ensino superior e para embasar políticas públicas. Os dados também são úteis para a sociedade, especialmente aos estudantes, como referência quanto às condições de cursos e instituições.

Busca avaliar na instituição:

 

  1. A missão e o plano de desenvolvimento institucional
    Busca verificar se a Instituição tem um planejamento e se todos sabem que ele existe e procuram contribuir para que ele aconteça no dia-a-dia da Instituição. Esse planejamento é denominado Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), e deve estar em consonância com o Plano Pedagógico Institucional (PPI). Na UFSM, o PDI se encontra no site a disposição para consulta. Todos, principalmente, os funcionários da Instituição devem conhecer e ajudar na sua execução.

  2. Política para ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão
    Visa monitorar as políticas existentes na Instituição para promover o ensino de graduação e pós- graduação, a pesquisa e a extensão. Verifica se são estimuladas a produção acadêmica, bolsas, monitorias e atividades que promovam ensino, pesquisa e extensão.

  3. Responsabilidade social da instituição
    Considera a função social da Instituição e para tanto investiga se a mesma promove a inclusão social e digital, bem como a relação da UFSM com as organizações externas (setor público, setor produtivo e mercado de trabalho) e suas contribuições nesse sentido.

  4. Comunicação com a sociedade
    Avalia a comunicação da UFSM. Nessa dimensão, se preconiza que a comunicação é um processo de duas vias, ou seja, a Instituição comunica seus planos, seus atos tanto interna como externamente, bem como permite que receba feedback da sociedade (tanto da comunidade interna como externa). Para isto, por exemplo, foi criada em 2008, a Ouvidoria, um órgão de extrema responsabilidade e que visa a defesa dos direitos e interesses individuais e coletivos da comunidade universitária e da sociedade.

  5. Políticas de pessoal, de carreira do corpo docente e do corpo técnico administrativo
    Pretende avaliar o perfil e as condições de trabalho dos docentes, bem como do corpo técnico administrativo em educação.

  6. Organização e gestão da instituição
    Busca avaliar como está a organização e gestão da Instituição. Se os processos apresentam representatividade dos segmentos, independência nas decisões e autonomia.

  7. Infraestrutura física
    Avalia a infraestrutura física, dentro desse tópico são perguntados como estão as condições de espaço físico, equipamentos, serviços de manutenção e conservação, acervo e espaço físico das bibliotecas e laboratórios e instalações específicas necessárias em alguns cursos.

  8. Planejamento e avaliação
    Busca verificar as condições que ocorrem o ciclo de planejamento e avaliação na Instituição. Diz respeito à utilização do processo de avaliação (seja avaliação externa e/ou da autoavaliação) no âmbito interno da UFSM.

  9. Política de atendimento estudantil
    Trata de avaliar as políticas de atendimento aos estudantes. Nesse sentido, busca verificar a existência de programas de apoio ao desenvolvimento acadêmico dos discentes; as condições institucionais (registros, apoio a eventos e divulgação científica, bolsas, organizações acadêmicas) para fomentar participação dos alunos na Instituição.

  10. Sustentabilidade financeira
    Tem em vista o objetivo social de continuidade com o compromisso na oferta de educação superior. Trabalha dois grupos de indicadores: captação e alocação de recursos na instituição e aplicação de recursos em programas de ensino, pesquisa e extensão.

(texto retirado da página do MEC e dos Cadernos de Avaliação do CCSH)