Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Burmann participa de encontro internacional de reitores na Espanha

A Universidade Federal de Santa Maria foi representada pelo reitor Paulo Afonso Burmann no IV Encontro Internacional de Reitores Universia 2018, que aconteceu nos dias 21 e 22 de maio, na Universidade de Salamanca, na Espanha. Iniciativa do Banco Santander e da Fundação Universia, o encontro reuniu cerca de 600 reitores e representantes acadêmicos de instituições oriundas de 26 países. Com o tema central “Universidade, Sociedade e Futuro”, o encontro propôs três eixos de discussão: formação e aprendizagem em um mundo digital, paradigma da pesquisa na universidade e contribuições para o desenvolvimento social e territorial.

O reitor da UFSM também esteve presente no encontro anterior, sediado no Rio de Janeiro, em 2014. Segundo ele, a discussão deste ano se destacou pela amplitude e profundidade dos eixos propostos. Dentre os assuntos abordados, Burmann destaca a inserção da universidade na “quarta revolução industrial” e o uso de tecnologias da informação no processo educacional. Outro tema destacado por ele é a relevância do papel das universidades no desenvolvimento social e econômico, preocupação constante da UFSM: “Nós viemos praticando com muita insistência o diálogo intenso com a sociedade, porque é exatamente nesse diálogo que se constrói a Universidade, consolidando suas bases e desenhando perspectivas para o futuro”, salienta o reitor.

17 reitores parados em frente ao prédio do Santander e Fundación Universia, na Espanha
Reitores de 26 universidades reunidos na Universidade de Salamanca, Espanha

Entre as falas e painéis, Burmann ainda aproveitou para firmar novos contatos com outras instituições, assim como estreitar laços com as que já possuem convênios com a UFSM, como a Universidade de Salamanca, anfitriã do evento.  No retorno ao Brasil, o reitor avaliou a participação no encontro e as reflexões que deverão ser conduzidas na UFSM, a partir das experiências compartilhadas: “Ao observar o caminho que as universidades estão adotando mundo afora, estou voltando com a convicção de que estamos no rumo certo, fazendo as coisas certas. Estamos com algumas ideias e queremos oportunamente conversar com a nossa equipe, junto a nossas unidades e subunidades, sobre como conduzir, com responsabilidade e seriedade, o caminho para a UFSM”.

As discussões ao longo dos dois dias do encontro resultaram em um documento, a Declaração de Salamanca (link), que enfatiza o papel estratégico das universidades para o desenvolvimento, bem como a importância da educação para o futuro da sociedade e a busca por soluções aos desafios da atualidade. Na abertura do evento, na segunda-feira (21), estiveram presentes o rei da Espanha, Felipe VI, o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, e a presidente da Universia e do Banco Santander, Ana Botín.