Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Reitor da UFSM encerra sua participação na 3ª Conferência Regional da Educação Superior

O reitor da UFSM, professor Paulo Afonso Burmann, encerrou sua participação na 3ª Conferência Regional da Educação Superior (CRES 2018). Na cerimônia de encerramento, foi lida a declaração final, documento que aponta as diretrizes que nortearão a participação latino-americana e caribenha na Conferência Mundial de Educação Superior da UNESCO, no ano que vem em Paris.

Entre as discussões, o reitor professor Paulo Afonso Burmann destacou a importância da defesa da educação superior como um bem social, um direito humano e universal, sob responsabilidade dos Estados. “O Brasil com uma delegação muito expressiva, uma apresentação forte da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior) discutindo temas que são recorrentes no meio acadêmico, como a reiteração do caráter público e gratuito das universidades pela América Latina e pelo Caribe.” – salienta Burmann.

6 pessoas sentadas em uma mesa de honra com bandeiras de diversos países ao fundo
Abertura da 3ª Conferência Regional da Educação Superior, em Córdoba, Argentina

Ao fim do CRES 2018, o reitor finaliza sua participação acreditando que é necessário investir cada vez mais na aproximação da sociedade com a Universidade e nas estratégias de internacionalização. “Certamente nós trabalharemos com muito afinco e alcançaremos os indicadores que estão propostos no nosso plano de gestão, de inserção da Universidade no desenvolvimento regional, e de melhorias na qualidade de vida da população a partir da Universidade. É evidente que esse é um caminho longo, é um caminho que não se resolve assim num piscar de olhos. É preciso que nós tenhamos a seriedade, que a gente tenha a lucidez para tocar em frente essas propostas. A unidade na América Latina é estratégica” – reitera Burmann.