Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Reitor da UFSM realiza Aula Inaugural no campus de Palmeira das Missões

Nesta quinta-feira, 16 de agosto, o Reitor da UFSM, Prof. Dr. Paulo Afonso Burmann, ministrou a Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação em Agronegócios, deste segundo semestre de 2018. O tema da palestra foi o papel da Universidade no desenvolvimento e na transformação regional. “Não temos dúvida da importância da Universidade onde ela se insere. Qualquer dos espaços onde está presente a universidade pública, com a qualidade que tem a Universidade Federal de Santa Maria, nós já temos aí um diagnóstico muito bem definido do que representa a Instituição. Em Palmeira das Missões isso é muito presente em todas as movimentações que se faz”, destacou o Magnífico Reitor.

O Reitor também ressaltou a importância de a universidade estar cada vez mais próxima da comunidade. “Em Palmeira das Missões, nós temos isso muito vivo a partir do envolvimento, do comprometimento dos nossos estudantes, dos técnicos-administrativos em educação, dos professores, das autoridades públicas municipais, da comunidade em geral que vê na universidade, de fato, um elo entre o Estado e a comunidade. Isso é nosso papel, nossa função, nossa obrigação. Pois se fala tanto e se discursa tanto sob o tripé ensino, pesquisa e extensão e neste campus nós vemos isso com muita clareza: que se faz no ensino, o que se faz de pesquisa, a formação de profissionais comprometidos, qualificados, capacitados e a relação da universidade com a comunidade”, completou.

Durante a palestra foi ressaltado também o esforço da Instituição em trabalhar com responsabilidade e cidadania, com um verdadeiro sentimento de compromisso com a comunidade e respeito às diferenças. O Reitor também destacou a relevância de se trabalhar, dentro da universidade, os conceitos de inovação e empreendedorismo para, assim, gerar emprego e renda, uma vez que o desafio é manter na região os novos profissionais formados que, muitas vezes, sem opção, acabam indo para outro estado e até mesmo outro país, em busca de melhores oportunidades.

Pessoas sentadas na plateia, de costas, assistem a palestra do reitor Paulo Afonso Burmann. O reitor está em pé, voltado para o público e segurando o microfone. Do seu lado esquerdo, uma tela exibe a projeção de um gráfico em ascensão, demonstrando o crescimento do número de matrículas em cursos de graduação no Brasil, desde 1980 até 2016.
Reitor abordou o papel da Universidade no desenvolvimento regional

Para o Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Agronegócios, Prof. Dr. Nilson Luiz Costa, além de comemorar os 2 anos do Programa e a formação de vários Mestres pelo campus durante este período, esta foi também uma oportunidade de amadurecer a discussão sobre o papel da universidade nesse processo de transformação e desenvolvimento regional. “Apesar das adversidades, a universidade reconhece a sua responsabilidade, o seu papel. Mesmo sabendo que tem muito a ser feito, muito já fizemos. Hoje, com certeza, estamos melhores do que ontem e amanhã estaremos em um estágio mais avançado que de hoje”, destacou o professor.

O Coordenador também comentou sobre a situação difícil em que o país se encontra e os desafios que a universidade tem encontrado para manter suas atividades. “O professor Burmann é um homem que nos inspira enquanto gestor, mostrando que, nesse período de corte de verbas e de delimitações, principalmente de natureza orçamentária, conseguiu viabilizar muitas coisas, e a universidade não parou. Nosso convite é que todos, de fato, passem a viver mais a universidade, este ambiente. Que o aluno procure participar das palestras, se envolver em projetos de pesquisa, projetos de extensão. Não tenho dúvida que a partir desta sinergia entre o corpo docente, corpo discente, o corpo técnico-administrativo, a gente vai avançar bastante ainda”, salientou.

O diretor do campus de Palmeira das Missões, Prof. Dr. Rafael Lazzari, reforçou o esforço da Instituição em, cada vez mais, poder colaborar com o desenvolvimento do município e da região. “Estamos em um cenário bastante conflituoso, mas nossa missão é estar aqui; e estamos aqui há 12 anos e precisamos crescer não só em número, mas também em qualidade, porque universidade não é apenas sentar em sala de aula, universidade é também pesquisa, ensino, extensão e, agora, inovação”, completou o professor.

Texto: Isabel Malheiros / Relações Públicas e Jornalista

Foto: Natalio Antunes