Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Laboratório de Mobilidade e Logística (LAMOT) a todo vapor

Completando um ano neste mês, o LAMOT já desenvolveu importantes parcerias com setores estratégicos da cidade e teve três trabalhos aprovados no 31º ANPET (Congresso Anual de Pesquisa e Ensino em Transportes).

 

O pessoal do LAMOT só tem motivos para comemorar neste mês de outubro. Além do Laboratório de Pesquisa em Mobilidade e Logística estar completando um ano de existência, as parcerias estão gerando resultados, bem como as pesquisas desenvolvidas pelo grupo. Prova disso, são os três trabalhos aprovados no 31º ANPET, Congresso voltado para pós-graduação.

 

IMG-20170518-WA0009

 

LAMOT desenvolve diversas parcerias com setores estratégicos de Cachoeira do Sul

Para o coordenador do LAMOT, Prof. Alejandro Ruiz Padillo, o Laboratório permite “a aplicação real dos conhecimentos obtidos na sala de aula, tanto nas disciplinas básicas quanto das áreas específicas do Curso de Engenharia de Transportes e Logística, e essa aplicação acontece no seu entorno mais próximo, a própria cidade de Cachoeira do Sul, que se torna assim um laboratório de estudo sobre mobilidade e transporte”.

Assim, o Laboratório está em constante comunicação com setores que possam agregar conhecimento às pesquisas desenvolvidas pelo grupo, bem como possíveis parcerias para a realização de atividades que tragam benefícios para a cidade de Cachoeira do Sul.

Exemplo disso, é o trabalho “Estudo bibliográfico e Documental sobre os Cinco Modais de Transportes no Município de Cachoeira do Sul”, realizado em parceria com o Arquivo Histórico da cidade. Além disso, neste mês o LAMOT participou de uma reunião com a União Cachoeirense de Associações de Bairros (UCAB), firmando assim uma parceria com a entidade para desenvolver futuros projetos. Reuniões como esta também já foram realizadas com outras instituições da cidade, como a Brigada Militar, a Câmara de Agronegócio, Comércio, Indústria e Serviços de Cachoeira do Sul (CACISC) e com a própria Prefeitura Municipal.

Como resultado desta última parceria, com o apoio da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, a equipe do LAMOT realizou na última terça-feira (24), a palestra “O Transporte e o Futuro de Cachoeira do Sul”, na qual puderam explanar sobre os estudos já realizados pelo grupo sobre o histórico do transporte na cidade, bem como possíveis melhorias que podem ser realizadas no trânsito e nos modos de transportes de Cachoeira do Sul. A atividade foi aberta ao público e mostrou o interesse que o LAMOT tem no desenvolvimento do Município.

 

IMG 4028

 

 

Integrantes do LAMOT participam do ANPET

E os integrantes do LAMOT encerram o mês de outubro com chave de ouro: a participação no 31º ANPET (Congresso Anual de Pesquisa e Ensino em Transportes), que acontecerá nos dias 29,30 e 31, em Recife (PE).

O evento, que é considerado o maior congresso na área de transporte do Brasil, é voltado para atividades desenvolvidas na pós-graduação, mas isso não intimidou os alunos que acreditaram no potencial de suas pesquisas. E o resultado do esforço foi reconhecido: os trabalhos submetidos pelos alunos foram bem conceituados e aprovados pelo comitê científico do congresso.

“Considero que a aprovação dos trabalhos desenvolvidos no congresso da ANPET é um grande sucesso deles, já que normalmente este evento aceita apenas a metade dos trabalhos submetidos, sendo a maioria fruto de trabalhos de dedicação exclusiva na área de pós-graduação ou de pesquisadores, de todo o Brasil assim como de outros países como a Argentina, Uruguai ou Portugal”, se orgulha o coordenador do LAMOT.

 

Os alunos de Cachoeira do Sul apresentarão dois artigos científicos e uma comunicação técnica. Os trabalhos foram orientados pelos professores Alejandro Ruiz Padillo, Lucas Delongui e Tânia Batistela Torres. Os artigos aprovados são: “Viabilidade da utilização da intermodalidade no transporte de cargas como meio de desenvolvimento regional, o caso do Vale do Jacuí – RS”, das alunas Caroline Alves da Silveira e Marceli Schvartz; e “Avaliação da percepção da segurança viária nos entornos escolares com análise estatística fuzzy”, de Letícia Oestreich e Jean Lemes. Já a comunicação técnica a ser apresentada é “Proposta de ferramenta de inspeção qualitativa multicritério para sinalização viária em Rodovias”, de Raquel Cristina Ferreira da Silva, Samuel Mota e Samuel Baesso.

O coordenador do LAMOT, Prof. Alejandro, ainda acrescenta que “a participação dos alunos nesse congresso permitirá aumentar sua motivação para continuar desenvolvendo estas atividades, assim como poderão compartilhar experiências e conhecimentos com outros pesquisadores e alunos do país, trazendo para Cachoeira do Sul novas tecnologias e metodologias, novos horizontes e desafios para o LAMOT, o curso de Engenharia de Transportes e Logística, e o Campus da UFSM em Cachoeira do Sul em geral”.

IMG-20171009-WA0008

 

Para os alunos que integram o Laboratório, fazer parte desta equipe é uma grande oportunidade. Caroline Alves da Silveira acredita que a experiência tem impacto direto com o futuro profissional dos alunos. “Comecei a participar do LAMOT no início das suas atividades, e hoje, após diversas horas dedicadas ao projeto, ter a oportunidade de mostrar nossos trabalhos e resultados, seja na Mostra Acadêmica, na JAI e na ANPET e ter o devido reconhecimento da importância deles é extremamente gratificante. Agradeço muito a oportunidade de poder participar disso tudo, pois além de tudo que estamos aprendendo (e que é muita coisa!), o convívio e a troca com os colegas e professores, aos poucos, nos torna pessoas e futuros profissionais melhores”, afirma a estudante. E esse pensamento é compartilhado por todos os alunos que integram o grupo. “Participar de um grupo de pesquisa é algo que agrega muito a vida acadêmica. Pois desta forma temos contato com projetos de extensão, pesquisa e ensino. Aprender a ser um pesquisador não é algo que seja fácil, mas proporciona grande evolução pessoal e também benefícios para a sociedade.A vivencia no LAMOT proporciona experiências únicas e conseguir elaborar um trabalho cientifico e ter a aprovação em um congresso como a ANPET e motivo de grande orgulho para todos os integrantes do laboratório”, diz Raquel Cristina Ferreira Silva. Segundo Letícia Oestreich, “foi um grande passo, só tenho a agradecer a todos que acreditaram que tínhamos o potencial de conseguir a aprovação no ANPET, aprendi muito fazendo parte do LAMOT e quero aprender muito mais, acredito que essa vida acadêmica que vai muito além da sala de aula proporciona muitas oportunidades, é necessário saber aproveitá-las”.