Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Profissão de Engenheiro de Transportes é reconhecida

No dia 15 de dezembro de 2017, foi publicada no Diário Oficial da União a Resolução Nº 1.096 (de 13 de dezembro de 2017), na qual o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) discriminou as atividades e competências profissionais do Engenheiro de Transportes, bem como inseriu o respectivo título na Tabela de Títulos Profissionais do Sistema CONFEA/CREA, para efeito de fiscalização do exercício profissional.

Os professores Lucas Delongui e Alejandro Ruiz Padillo, do Curso de Engenharia de Transportes e Logística da UFSM-CS, integraram o corpo docente que elaborou o Currículo Mínimo Nacional para os Cursos de Graduação em Engenharia de Transportes, Logística e Mobilidade, o qual englobou docentes de todo o país e servirá de base pedagógica para todos os cursos congêneres.

De acordo com a Resolução Nº 1.096, compete ao Engenheiro de Transportes o desempenho das atividades referentes a sistemas de transportes, tráfego, logística e operação nos modos rodoviário, ferroviário, hidroviário, portuário, aeroviário, dutoviário de produtos não perigosos e não motorizado; mobilidade; e geomática aplicada às atividades de transportes, em função estritamente do enfoque e do projeto pedagógico do curso, a critério da câmara especializada. Além disso, as atividades e competências profissionais serão concedidas em conformidade com a formação acadêmica do egresso, possibilitadas outras que sejam acrescidas na forma disposta em resolução específica. O engenheiro de transportes integrará o grupo ou categoria Engenharia, modalidade Civil.

Durante o ano de 2017, o Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia de Transportes e Logística da UFSM-CS passou por uma reforma curricular onde, com o apoio de docentes com formações técnicas distintas, contemplou o Currículo Mínimo Nacional e acresceu áreas de formação e disciplinas específicas, de modo a favorecer o desenvolvimento regional e nacional.

Desde a implantação do curso, em agosto de 2014, muitos alunos evadiram o curso pelas incertezas de onde poderiam atuar. A partir de agora, com o reconhecimento e comprovação oficial, o país saberá da importância deste profissional para o desenvolvimento da nação, conquista que muito motivou os docentes e alunos do curso.

O Curso de Engenharia de Transportes e Logística da UFSM-CS é o único do Estado do Rio Grande do Sul, possui duração de 6 anos, concentrando suas atividades no período noturno. Atualmente, os alunos atuam efetivamente em ações de pesquisa e extensão junto a diferentes instituições do município. Segundo a coordenação do curso, os primeiros profissionais da área colarão o grau em 2020.