Ir para o conteúdo CAL Ir para o menu CAL Ir para a busca no site CAL Ir para o rodapé CAL
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Laboratório Corpus comemora 13 anos



O Laboratório Corpus – Laboratório de fontes de estudos da linguagem comemorou, no dia 21 de junho de 2015, treze anos de existência. O Corpus é um laboratório de formação de jovens pesquisadores, nas áreas de Linguística e Letras, nos níveis de graduação e pós-graduação, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGLetras), do Centro de Artes e Letras (CAL) da UFSM. É também um laboratório de referência quanto à história das ideais linguísticas e literárias no sul.

Este Laboratório foi fundado, em 2002, através de recurso advindo de projeto PROCAD/CAPES entre a UFSM e a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Desde então, participa de editais internos e externos e vem com êxito destacando-se como um dos Laboratórios mais contemplados com recursos da UFSM, graças à participação efetiva de seu grupo de pesquisadores.

Em sua estrutura de pessoal, conta hoje com professores que atuam no Programa de Pós-Graduação em Letras e no curso de graduação em Letras da UFSM e reúne alunos de graduação, pós-graduação e supervisão de pós-doutorado, o que totaliza aproximadamente 50 pessoas. Além disso, há uma vasta rede de instituições conveniadas, com as quais se realizam eventos e publicações conjuntas, como a UFF (RJ), a UNICAMP (SP), a USP-RP (SP), a UNICENTRO (PR), a UFFS (SC), a UPF (RS), a Universidade de Franche-Comté (Besançon, FR), o Instituto de Textos e Manuscritos Modernos – ITEM-ENS-CNRS (Paris, FR), Sorbonne Nouvelle (Paris, III e VII), etc.. Através de projetos conjuntos, reúne pesquisadores envolvidos em seus temas centrais, como a disciplinarização e institucionalização das Ciências da Linguagem no sul do Brasil, a descrição e interpretação de instrumentos linguísticos que nos constituem como falantes da língua portuguesa, a história das línguas que fazem da região um celeiro linguajeiro de experiência com a palavra e mais recentemente com a fundação de uma política de memória através da criação de Fundos Documentais, o que promove a integração entre a graduação e a pós-graduação, o que se concretiza não somente através das orientações, mas também pela inserção de alunos de diferentes níveis em seminários e grupos de estudo, estabelecendo relações interinstitucionais.

O Corpus conta com um acervo histórico com obras raras e acervo bibliográfico constantemente atualizado, bem como com uma publicação própria, desde a sua fundação, constituída pela Coleção Fragmentum, que, a partir de 2016, terá uma periodicidade semestral. A partir dos trabalhos desenvolvidos no Laboratório Corpus, foi criado, em 2010, o PET Letras: Grupo de Programa de Educação Tutorial do curso de graduação em Letras, integrando às atividades de pesquisa, ensino e extensão, vem desenvolvendo ações importantes com a comunidade universitária e com a comunidade em geral, o que dá visibilidade ao que é feito no interior do grupo.

Para o ano de 2015, a criação e institucionalização de Fundos Documentais foi eleita como a ação conjunta prioritária, o que deverá integrar o Centro de Documentação e Memória, que está em fase de constituição, e que já possui um espaço provisório no prédio do Centro de Artes e Letras onde foi instalado o arquivo deslizante para o armazenamento correto do acervo documental da pesquisadora e linguista Neusa Carson, equipamento adquirido com recurso do Edital Pró-Equipamentos CAPES/2014.

Em seus 13 anos de existência e pleno funcionamento, o Corpus forma novos pesquisadores e constitui-se em um centro de pesquisa, que tem como objetivo disponibilizar para as comunidades interessadas e para o conhecimento do Rio Grande do Sul, bancos de dados até hoje dispersos e/ou ainda não sistematizados e estudados.

Mais informações podem ser obtidas na página do Laboratório ou pelo fone 3220 8956.

A Assessoria de Comunicação do CAL parabeniza o Laboratório Corpus por essa data.


Publicações Recentes