Ir para o conteúdo CAL Ir para o menu CAL Ir para a busca no site CAL Ir para o rodapé CAL
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Móveis expositores para documentos e gravuras



O Centro de Documentação e Memória, do Centro de Artes e Letras, é pensado por uma equipe de pesquisadores, sob a coordenação da Direção do CAL, desde o ano de 2013. O desejo de implementação do Centro tem se concretizado através da submissão de projetos a editais externos e internos à UFSM, como o PRÓ-EQUIPAMENTOS. Recentemente ficou pronto um Móvel Expositor para Documentos e Gravuras, através de recursos angariados a partir de projeto aprovado pelo Edital 024/2014/ – PRO-EQUIPAMENTOS UFSM, de 12 de maio de 2014, no valor de R$ 4.500,00.

O móvel foi idealizado a partir de visita realizada ao Museu Gustave Moreau, pelos professores Enéias Tavares e Amanda Scherer, durante viagem de estudos a Paris, em abril de 2014, juntamente com outros 12 integrantes do Laboratório Corpus. Um móvel similar ao da exposição visitada foi projetado para atender demanda do Centro de Documentação e Memória do CAL, que é a mostra de documentos e gravuras importantes que fazem parte dos Fundos Documentais que integram o acervo inicial do Centro de Documentação e Memória (Neusa Martins Carson, Aldema Menine Mckinney e Maria Luiza Ritzel Remédios) e do Acervo Michael Philips. O Móvel Expositor possibilitará a consulta relativa à pesquisa crítica e teórica, bem como a exposição e consulta ao acervo do Centro de Documentação, de modo seguro e bastante atrativo.

O novo móvel possui 1,20m de largura, 2,00m de altura e 60cm de profundidade, com lugares específicos para exposição de documentos e gravuras e para livros que tratam dessas materialidades. Esses livros servirão tanto para pesquisa crítica e teórica como acervo disponível à consulta dos visitantes. A parte destinada aos documentos e gravuras é a grande inovação, projetada para acondicionar esse material de forma similar à de grandes páginas de livros, que poderão ser folhadas como se fossem 24 páginas, protegidas por vidros anti-reflexo que permitem a visualização frente e verso dos documentos emoldurados em passepartout, em placas de MDF, de 12 mm de espessura. Os painéis documentais e fotográficos podem ser substituídos de tempos em tempos, de modo que se possa criar novas demandas e destaques para novos acervos ou novos documentos disponibilizados aos consulentes.

O Móvel Expositor para Documentos e Gravuras possibilita a exposição do acervo e diminuia distância entre o consulente e o documento, uma vez que o consulente terá a oportunidade de sentar-se diante dos painéis e manuseá-los para a própria pesquisa. Também não se faz necessária a presença de um funcionário à disposição do consulente para a busca e apresentação de documentos, nem pedido prévio de um documento específico, o que promove a autonomia do pesquisador. Seguindo modelo de Acervos Documentais e Artísticos europeus, em especial o do Museu Gustave Moreau, de Paris, tal móvel torna a pesquisa, a consulta e o acesso aos documentos um processo dinâmico e interativo.


Publicações Recentes