Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo
Publicado: 23 novembro 2018 - 09:15 | Última modificação: 23 novembro 2018 - 09:15
Ouvir

I MOSTRA DOS ESPETÁCULOS DO VI SEMESTRE - CURSO ARTES CÊNICAS BACHARELADO

ARTÍSTICOS

Teatro Caixa Preta - Santa Maria
22/11/2018 20:00 - 15/12/2018 23:59




Descrição

Mostra dos espetáculos dos alunos do VI semestre do Curso Artes Cênicas Bacharelado, composta pelos monólogos da habilitação interpretação teatral e pelas encenações da habilitação direção teatral. Confira a programação abaixo.

 

Programação

22/11 – 20h – Teatro Caixa Preta

“Cada barriga no seu quadrado”

Atuação: Renata Demarco (Habilitação Interpretação Teatral)

Orientação: Laédio José  Martins

SINOPSE: A maternidade é um sonho! Só que não para a palhaça Sirene. As 36 semanas já passaram há muito tempo, e Sirene já  não sabe mais o que fazer para esperar a bolsa estourar. Será que é hoje que a Sirene ouvirá o choro da/o Buzina?


23/11 – 20h – Teatro Caixa Preta

“Até a última batida”

Atuação: Arthur G. Martins (Habilitação Interpretação Teatral)

Orientação: Laédio José  Martins

SINOPSE: Criador de si mesmo, para ter companhia. Deixa como está. Fala de si mesmo como se fosse de outro. Que cor tem o vazio? Diz, falando de si: “ele fala de si mesmo como se fosse de outro”. Também se inventa, pela companhia. Deixa como está. A confusão também é companhia, até certo ponto. A esperança adiada é melhor do que nenhuma. Até certo ponto. Até que o coração começa a cansar-se. O que também é companhia até certo ponto. Melhor um coração cansado, do que nenhum. Até que começa a partir-se Qual a utilidade da fantasia? Que contribuição ela dá a companhia? Assim conclui ele, por enquanto, falando de si mesmo. Deixa como está, por enquanto.


24/11  – 20h –  Teatro Caixa Preta

25/11 – 16h e 19h – Teatro Caixa Preta

“Há perigo, Maria”

Atuação: Bárbara Cembranel (Habilitação Interpretação Teatral)

Orientação: Mariane Magno

SINOPSE: Uma sucessão de abusos. Infância, adolescência, vida adulta. Sem força, sem voz, sem resistência. Sem suporte, sem abrigo, sem segurança.  A vida de uma mulher que procura um manicômio como proteção e amparo. Consciente e sã sobrevivendo a cada dia com as marcas no corpo e na mente. “Parece que levei uma grande surra, doutora… não, eu tenho certeza. Me bateram. Eu tenho o corpo cheio de marcas.”

A Maria denunciou. A Maria processou. A Maria acreditou que algo pudesse ser feito, mas nada aconteceu. A Maria fugiu. A Maria se escondeu. A Maria foi encontrada. A Maria foi espancada. A Maria foi estuprada. A Maria ficou desacordada. E a Maria ficou desacreditada. A Maria não teve mais forças para lutar e só pensava em se refugiar. A Maria não se sentiu mais segura ao sair para a rua, e preferiu ficar em casa. A Maria não se sente mais protegida, não se sente mais amada, e não se sente mais Maria. Mas Maria lutou, até não ter mais forças para lutar.


26,27,28/11 – 17h30min – Bosque UFSM (atrás do DERCA)

“Sonhado Sonhador”

Atuação: Yuri Feltrin (Habilitação Interpretação Teatral)

Orientação: Mariane Magno

SINOPSE: Um mago sonha, seu propósito é sonhar um outro homem. Através de seu propósito, o mago descobre mistérios sobre sua natureza.


28/11 – 20h –Teatro  Caixa Preta

“A história da tigresa”

Atuação: Renata Corrêa (Habilitação Interpretação Teatral)

Orientação: Mariane Magno

SINOPSE: Entre tiros e rugidos “A História da Tigresa” é um monólogo que apresenta o tragicômico do texto de Dario Fo. A atriz conta os infortúnios que um(a) soldado sofre no tempo e espaço até acabar na caverna de uma enorme tigresa. As relações humanas colocam animais, mulheres e homens em conflito. O absurdo da condição humana é evidenciado.

A Tigresa ataca e ensina atacar!


29/11 – 20h – Teatro Caixa Preta

“Panacéia”

Atuação: Guilherme Mello (Habilitação Interpretação Teatral)

Orientação: Laédio José Martins

SINOPSE: Eu queria simplesmente desaparecer, assim. Você também. Desaparecer de você? Desaparecer de mim. Sofrer ou não sentir absolutamente nada, não sei dizer se há diferença. Só sei que quero ficar aqui, de mãos dadas comigo, pelo tempo que eu puder. Te prometo a cura para todas as doenças, mas não prometo que voltarei tão cedo.


30/11 – 20h – Teatro Caixa Preta

“Irmandade Negra”

Direção: Jenifer Gosmão (Habilitação Direção Teatral)

Orientação: Arthur Belloni

SINOPSE:  ‘Há uma mulher nua nas margens do Rio Licungo. Do lado dos homens.Há uma mulher na solidão das margens do Rio.Quem é ela?De onde vem?Para onde vai?Ela lembra-se de tudo, da terra e do mundo. Onde a cultura dita normas sobre homens e mulheres. Onde o dinheiro vale mais que a vida. Onde o mulato vale mais que o negro e o branco vale mais que todos eles. Onde a cor e o sexo determinam o estatuto de um ser humano. Onde o amor é abstracção poética e a vida se tece com malhas de ódio. Por isso fugiu de tudo e aprendeu os segredos da solidão. A sorrir a brisa. Conversar com o vento e a beijar as estrelas.”


15/12 – 19h45min – Estação Ferroviária de Camobi

“Predição”

Direção: Jâneo Manoel Venturini dos Santos (Habilitação Direção Teatral)

Orientação: Arthur Belloni

SINOPSE:  O sonho vos aparecerá como um sonho. A eternidade vos aparecerá como a eternidade. Cada dia será dia como o outro.

Contato

Mais informações pelo facebook ou pelo e-mail do Teatro Caixa Preta

caixapretateatro@gmail.com

Localização


Av. Roraima - 1000 - Camobi
Santa Maria - Rio Grande do Sul



Galeria de fotos