Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

É dia de São João!

A comemoração feita no dia 24 de junho tem origem da festa pagã em comemoração a chegada do solstício de verão no Hemisfério Norte, após transportada ao Hemisfério Sul, a data foi associada ao solstício de inverno. Porém, com a evangelização da Europa, na Idade Média, o ritual foi incorporado ao calendário cristão, onde passou a comemorar o nascimento de São João Batista. Surge, então, a Festa Joanina.
Logo, outras datas do mês foram associados a santos populares: o dia 13 é dedicado a Santo Antônio; o dia 29 a São Pedro e São Paulo; e o dia 30 a São Marçal, e em função das festividades que ocorrem no mês de junho. Assim, temos a Festa Junina.
A festividade chegou ao Brasil pelos colonizadores portugueses. A miscigenação étnica entre índios e africanos, misturaram-se com influências européias e asiáticas presentes na comemoração, fazendo com que brotasse no país uma série de belas expressões artísticas e de características particulares.
As festas juninas tem diversas tradições e símbolos. Um dos grandes e mais conhecidos é a fogueira de São João, que segundo a tradição católica, surgiu no dia de seu nascimento, quando sua mãe, Isabel, teria mandado acender uma fogueira nas montanhas para anunciar a chegada de seu filho.
A tradição no nordeste brasileiro foi trazido pelos padres jesuítas, onde ganharam grande expressão. Assim, o mês de junho é marcado por bandeiras, balões, dança de quadrilhas e comidas típicas.

Texto elaborado por Camila Jardim – Assessoria de Comunicação CCNE