Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Candidatura da Quarta Colônia à certificação de geoparque foi discutida em seminário

No dia 18 de março, o Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica (CAPPA), em São João do Polêsine, sediou o “I Seminário do Geoparque Quarta Colônia”. O evento reuniu diferentes instituições para discutir a preparação de uma estratégia visando uma futura candidatura da Quarta Colônia à certificação de “geoparque”. O Geoparque Quarta Colônia, após consolidado, recebe uma espécie de selo de qualidade, atribuído pela UNESCO, que constitui-se num reconhecimento aos territórios que conhecem, valorizam, divulgam e utilizam, de forma sustentável, suas características de geodiversidade e geopatrimônio.

Participaram ativamente das discussões diversos grupos de pesquisa em paleontologia e geografia da UFSM, além do CONDESUS/Quarta Colônia, EMATER, Secretaria Estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Parque Estadual da Quarta Colônia, RSBiodiversidade, CPRM – Serviço Geológico do Brasil, Pró-reitoria de Extensão (PRE) da UFSM e Ministério Público Estadual.

Na oportunidade, foram discutidas as ações a serem desenvolvidas durante o ano de 2016, sobretudo relacionadas à identificação e contato com todos os atores sociais que poderão estar envolvidos na preparação e/ou na futura gestão de um geoparque na Quarta Colônia, bem como à necessária divulgação, entre as comunidades, do conceito e dos benefícios que um geoparque pode trazer para o desenvolvimento social, humano e econômico do território.

Inventários sobre o patrimônio natural (sobretudo paisagístico e paleontológico) dos nove municípios que compõem o território Quarta Colônia foram realizados tanto pela CPRM quanto por pesquisadores do grupo PANGEA (Patrimônio Natural, Geoconservação e Gestão da Água), e irão compor a base das iniciativas e estratégias a serem desenvolvidas.

O I Seminário do Geoparque Quarta Colônia foi uma organização do Grupo de Pesquisas PAGEA e do CCNE.

 

 

Texto elaborado por Camila Jardim – Núcleo de Divulgação Institucional/CCNE