Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Conheça Cesar de Oliveira Lobo: um entusiasta da Física

Cesar de Oliveira Lobo ingressou na UFSM como acadêmico do curso de Física (Licenciatura) em 1975 e concluiu a graduação em 1979. Após o período de formação, o professor já atuava no Colégio Marista de Santa Maria e mais tarde passou a fazer parte do corpo docente de uma faculdade particular no Alegrete e de duas escolas estaduais: Escola Estadual Emílio Zuñeda e o Instituto de Educação Osvaldo Aranha. Nas férias de 1980 e 1981 o professor fez seu curso de Especialização em Física na Fundação Severino Sombra da cidade de Vassouras, no Rio de Janeiro. Cesar conta que essa foi uma oportunidade de contato com estudantes de mestrado das grandes universidades do Rio  de Janeiro, que atuavam como professores nessa pós-graduação.

Cesar de Oliveira Lobo, professor do Departamento de Física

Foi em 1982 que Cesar realizou a prova do concurso para a UFSM e iniciou sua caminhada como servidor na universidade, desempenhando essa função desde a década de 80 até os dias de hoje. Nesse período, tornou-se mestre em Física pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999) e doutor em Física pela Universidade Federal de Santa Maria (2012). Como professor de Física Básica, ele já esteve na sala de aula de diversos cursos, como por exemplo a  Farmácia, a Fisioterapia, a Fonoaudiologia, a Química Industrial, a Engenharia Florestal, as Licenciaturas em Química, Matemática e Física, as Engenharias e a Agronomia.  

Ao longo de seus 36 anos como docente da universidade, ele destaca que foi a UFSM que proporcionou a oportunidade de conhecer pesquisadores de diferentes áreas, de ver e participar da formação de estudantes que se tornaram grandes professores e pesquisadores, incluindo o reitor da UFSM. “Acredito que ser docente de uma universidade nos dá a oportunidade de estudar, trabalhar e realizar sonhos, mas também muita responsabilidade de fazer o melhor e compartilhar com toda a comunidade em que a UFSM está inserida”, pontua o professor.

Em sua jornada o professor destaca a grande importância de seus colegas de departamento, tanto na construção de vínculos de amizade como também na contribuição para os estudos da epistemologia no ensino da Física e para visões mais amplas do que é fazer física. Nesse contexto, Cesar desenvolve atualmente projetos de Ensino de Física e Ciências no Núcleo de Pesquisa sobre Aquisições Epistemológicas e Formações Científicas no Departamento de Física da UFSM, trabalhando em atividades de investigação científica em educação e formação de professores para o ensino básico.

Para o futuro, o professor enxerga novos tempos, novas ferramentas para aprender e ensinar, desencadeando a necessidade de desenvolvimento das metodologias informacionais no ensino da Física. Além disso, Cesar destaca que qualquer forma de luta pelo direito ao conhecimento vale a pena. “A universidade é a luz da democracia e essa chama tem que ser sempre protegida sob o risco de que a liberdade responsável desapareça na escuridão”, destaca o professor.

 

Texto por: Lucas Zimmermann, acadêmico de Comunicação Social – Relações Públicas e bolsista do Núcleo de Divulgação Institucional do CCNE

Edição: Wellington Gonçalves, relações públicas do Núcleo de Divulgação Institucional do CCNE