Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Novo registro de dinossauro em São João do Polêsine



A região central do Rio Grande do Sul, incluindo Santa Maria e os municípios Quarta Colônia, é agraciada com uma rica fauna de vertebrados fósseis do Período Triássico (233 milhões de anos), incluindo os mais antigos dinossauros do mundo.

Em um novo estudo publicado por Maurício Garcia (graduando em Ciências Biológicas – UFSM), em conjunto com Flávio Pretto (CAPPA/UFSM), Sérgio Dias da Silva (UFSM) e Rodrigo Temp Müller (CAPPA/UFSM), um novo registro de dinossauro foi reportado, além de terem sido abordados vários aspectos a respeito da biologia dos primeiros dinossauros. O trabalho foi publicado no periódico Anais da Academia Brasileira de Ciências.

Este é o primeiro registro de um dinossauro em uma das várias localidades fossilíferas no município de São João do Polêsine, onde diversos dinossauros já foram encontrados. O espécime se trata de um único ílio esquerdo, que apesar de fragmentário, ajudou a levantar hipóteses acerca da variação ocorrida em algumas estruturas do ílio dos primeiros dinossauros, bem como identificou diversos aspectos que conectam essas variações à ontogenia desses animais, ou seja, ao processo de desenvolvimento do organismo e como ele se modifica conforme ‘envelhece’.

Nenhuma descrição de foto disponível.

O estudo agrega dados a respeito do desenvolvimento ontogenético dos primeiros dinossauros, e seu impacto nas relações de parentesco entre esses animais.

Para mais detalhes, acesse: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0001-37652019000400516&lng=en&nrm=iso&tlng=en



Publicações Recentes