Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Coleta Seletiva Solidária: um dever de todos

Comissão de Planejamento Ambiental e a Comissão de Logística Sustentável da UFSM realizaram uma reunião recentemente para viabilizar um novo projeto, a Coleta Seletiva Solidária. Trata-se da primeira ação efetiva da campanha “UMA: UFSM Sustentável – Universidade Meio Ambiente”.

O projeto surge a partir da necessidade de adequar a Universidade ao Decreto 5940/2006, que determina que as instituições federais devem encaminhar os resíduos recicláveis para associações ou cooperativas que providenciem o destino adequado a esses materiais.

Para além do que é ensinado nas salas de aula sobre a questão ambiental, o objetivo do projeto é também incentivar o desenvolvimento dessas associações a partir da entrega solidária do resíduo reciclável.

Segundo a coordenadora do projeto, professora Marta Tocchetto, a cidade de Santa Maria carece de locais para depósito adequado do lixo e, consequentemente, de alternativas para a reciclagem. A ação coletiva seria, então, “uma forma simples de promover uma melhor geração de renda e infraestrutura na comunidade, de forma ampla e plural”.

A escolha do destino dos resíduos deve acontecer numa sessão pública, para oportunizar que todas as associações que atendam ao que determina o decreto possam participar do projeto. As associações que não possuírem sistema de transporte receberão auxílio da Universidade. Junto à Pró-Reitoria de Infraestrutura, as comissões pretendem ainda sistematizar as iniciativas, a começar pela colocação de contêineres no campus, para melhoria no sistema de coleta interna da Instituição.

“Não estamos só preocupados, enquanto Instituição, de destinar um resíduo, nos ver livre do resíduo, mas sim que ele tenha o melhor encaminhamento, tanto em termos ambientais quanto em termos sociais. É importante que a Universidade estimule o crescimento, o desenvolvimento de outras associações, porque isso é bom para a cidade. Precisamos de um número cada vez maior de associações mais bem estruturadas”, salienta Marta.

Apesar de já existirem ações deste cunho na Universidade, o projeto pretende reunir todas as unidades e centros de ensino, reforçando a importância do trabalho coletivo.

As iniciativas devem ser postas em práticas ainda no primeiro semestre deste ano em todos os campi da UFSM, e, para tanto, campanhas de conscientização e sensibilização ambiental já estão sendo planejadas.

 

Tainara Liesenfeld, acadêmica de Jornalismo, bolsista da Coordenadoria de Comunicação Social