Ir para o conteúdo CCR Ir para o menu CCR Ir para a busca no site CCR Ir para o rodapé CCR
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Laboratórios

Disponibiliza tecnologia de ultima geração, em automação e dados geodésicos aos usuários de GPS.

Telefone: (55) 3220-8261

Prof. Luis Fernando Vilani de Pelegrini
Prof. Saul Fontoura da Silva

Prédio 44, sala 5143

Telefone: (55) 3220-8074

Profª Sônia de Avila Botton

Prédio 44, sala 5007

Telefone: (55) 3220-9390

Ensino, pesquisa e extensão, relativos à industrialização e controle das carnes bovinas, suína, aves e exóticas, assessoria técnica a empresas do setor cárneo (frigoríficos e laboratórios).

Telefone: (55) 3220-8254 – ramal 30

Desenvolve atividades de pesquisa, vinculadas ao programa de pós-graduação em ciência e tecnologia de alimentos e projetos de pesquisa em parceria com outros programas de pós-graduação.

Telefone: (55) 3220-8254 – ramal 21

O NUPEC tem por objetivo identificar estratégias de manejo para o aumento de produtividade das culturas agrícolas, através da interpretação de processos fisiológicos relacionados ao crescimento e ao desenvolvimento das culturas agrícolas. Além disso, avaliar o impacto de midficações de variáveis ambientais sobre os processos ecofisiológicos em culturas agrícolas.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 247

Diagnósticos das causas de perda de qualidade de frutos armazenados.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 226

O MPVP tem como missão formar recursos humanos altamente qualificados em melhoramento e propagação vegetativa de plantas. No MPVP são realizadas pesquisas em genética e melhoramento de batat e em propagação vegetativa de plantas. Pesquisas científicas e tecnológicas são desenvolvidas em laboratórios, casa de vegetação climatizada e telada, câmaras refrigeradas e em área experimental da própria UFSM ou de instituições conveniadas.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 250

Utiliza a Biotecnologia aplicada ao Melhoramento Genético para a geração de conhecimentos, processos e produtos que contribuam para a solução de problemas específicos no contexto da agricultura, horticultura e produção florestal.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 249

O LEPAN (Laboratório de Ecologia de Pastagens Naturais) é parte da Sub-área de Forrageiras do Departamento de Zootecnia(DZ) e tem por objetivo avaliar as potencialidades de conciliar a preservação da biodiversidade natural com produção animal sustentável econômica e socialmente para o Bioma Pampa.

A pesquisa com Ecologia de Pastagens Naturais iniciou, em 1995, com avaliações dos efeitos do pastejo e da queima na dinâmica das pastagens naturais em área do DZ, como parte da tese de doutorado do coordenador do LEPAN, Prof. Fernando L. F. de Quadros. Para atingir seu objetivo, conta com parcerias com a EMBRAPA/CPPSul e a UFRGS, colaborando em vários projetos.

Entre os objetivos desses está a apropriação dos conhecimentos produzidos com pecuaristas, preferencialmente pecuaristas familiares, alguns dos quais utilizam em suas propriedades tecnologias propostas por nosso grupo de trabalho. Nesse setor colaboramos com projetos de pesquisa participativa no Alto Camaquã e na APA do Rio Ibirapuitã.

O LEPAN mantém linhas de pesquisa que envolvem: crescimento de gramíneas nativas, produção e comportamento animal em pastoreio, avaliação da composição florística de pastagens nativas. A partir dos resultados obtidos em experimentos conduzidos na UFSM e em Instituições parceiras, como a EMBRAPA, a FEPAGRO, a UFRGS, a UNIJUÍ, a URCAMP, no RS, e a UDESC e EPAGRI, em SC, o Laboratório coordena uma rede experimental, que pretende desenvolver modelos para a tomada de decisões de produtores envolvidos na produção animal baseada em pastagens, seja nativas ou cultivadas. Nesse caso, são consideradas as bases forrageiras regionais, quanto à qualidade nutricional e disponibilidade, e são avaliadas produtiva e economicamente alternativas de suplementação em pastagens.

Esse projeto pretende construir um banco de dados regional, que permita a simulação “online” de cenários produtivos e econômicos para as cadeias de produção de ruminantes no sul do Brasil.

Possui ainda, linhas de pesquisa que envolvem fluxos de tecidos em gramíneas nativas, produção e comportamento animal em pastejo, dinâmica vegetal da composição florística de pastagens nativas. Como parte da parceria com o Departamento de Ecologia da UFRGS, mantém um sítio experimental que faz parte da rede Pesquisas Ecológicas de Longa Duração (PELD) – Campos Sulinos.

Esse sítio representa uma área de cerca de 25 ha, nos quais existem instalações de manejo de pastagens naturais, com 46 piquetes com bebedouros e cochos de suplementação e uma instalação para contenção e manejo de bovinos, além de galpão com 25 m². Nesses piquetes são mantidos entre 30 e 60 novilhas em recria oriundas de parceria com o Colégio Politécnico da UFSM e o Laboratório de Bovinos de Corte do DZ.

Equipe:

Coordenador: Fernando L.F. de Quadros flfquadros@yahoo.com.br

Bolsista pós-doc: Leandro Oliveira falconeoliveira@hotmail.com

Doutorandos: Émerson Soares, Liane Seibert, Pedro Casanova, Régis Carvalho

Mestrandos: André Coelho, Fernanda Taschetto, Fernando Furquim, Rodrigo Z. Fagundes

Estagiários de graduação e bolsistas de Iniciação Científica: Ana Luiza Velásquez Schultz, Bernardo Seeger, Bruna Carvalho, Cassiane Bolzan, Guilherme Nunes, João Victor Mombelli, Luciana Marin, Paulo T. Uberti, Pedro Nascimento, Tiago Vicari, Vitória Alves

Telefone: 3220-9395

Desenvolve pesquisas sobre tecnologia de sementes, apóia projetos multidisciplinares do programa de pós-graduação em Agronomia, gera material didático e informativo sobre o uso adequado de sementes e mudas.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 242

Prof. Rudi Weiblen
Prof. Eduardo Furtado Flores

Prédio 20, sala 4200

Telefone: (55) 3220-8034/8055

 

São desenvolvidos projetos de pesquisa, dissertações de mestrado e teses de doutorado, tanto da área de Cirurgia Experimental quanto da área de Patologia Clínica.

Prédio 97, anexo ao bloco 6.

Telefone: (55) 3220-8460

Desenvolve pesquisas nas áreas de nutrição, alimentação alternativa, manejo, instalações e equipamento ambiência/bem-estar; tem como suporte um centro de digestibilidade.

Telefone: (55) 3220-9408

Coleta, beneficiamento, análise e armazenamento de espécies florestais, produção de mudas e avaliação de qualidade.

Prédio 76 – Telefone: (55) 3220-8276 – Responsável: Prof. Maristela Machado Araújo – araujo.maristela@gmail.com

Sala de apoio para desenvolvimento de pesquisas, na área de entomologia, didático aos cursos de graduação e pós-graduação em agronomia e engenharia florestal.

Telefone: (55) 3220-8015

Serviços: Fisioterapia e reabilitação clínica e ortopédica, e neurologia clínica em cães e gatos.

Prédio 97, bloco 5.

Telefone: (55) 3220-9400 (sub-ramal 24, Prof. Alexandre Mazzanti) ou (55) 3220-8817

Ensino e pesquisa sobre o meio ambiente em todas as suas vertentes.

Telefone: (55) 3220-8261

Realiza estudos sobre aspectos relacionados à ergonomia e à segurança, projeto e utilização de máquinas agrícolas, segurança no trabalho agrícola, fundamentos de ergonomia e segurança no projeto de máquinas agrícolas e análise ergonômica do trabalho.

Telefone: (55) 3220-9429

E-mail: alonco@ccr.ufsm.br

Neste laboratório são realizados estudos sobre secagem de madeira, preservação da madeira, propriedades físico-mecânicas da madeira, painéis de madeira, química da madeira e celulose e papel.

Prédio 88 – Telefone: (55) 3220-8914 – Responsável: Prof. Elio José Santini – santini@ufsm.br

Desenvolve projetos de pesquisa com hortaliças e flores cultivadas no solo, em substratos artificiais e em hidroponia.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 230

Executa análises físico-químicas de projetos de pesquisa, dá suporte à análises.

Telefone: (55) 3220-8254

Desenvolve pesquisas sobre impacto da Mudança Climática sobre os ecossistemas agrícolas, com foco na vulnerabilidade e na mitigação dos efeitos do Aquecimento Global nas culturas agrícolas do Rio Grande do Sul.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 230

Desenvolvimento de pesquisa e apoio didático aos cursos de graduação e pós-graduação em agronomia.

Telefone: (55) 3220-8015

Desenvolvimento de pesquisa e apoio didático aos cursos de graduação e pós-graduação em agronomia e engenharia florestal.

Telefone: (55) 3220-8015

Desenvolvimento de pesquisa e apoio didático aos cursos de graduação e pós-graduação em agronomia e engenharia florestal.

Telefone: (55) 3220-8015

São desenvolvidos projetos de pesquisa, dissertações de mestrado e teses de doutorado.
 
Linhas de pesquisa:
– Atividade Enzimárica
– Estresse Oxidativo
– Biologia Molecular
 
Prédio 97, anexo ao bloco 6.

O Laboratório Ovinocultura da Universidade Federal de Santa Maria vem, desenvolvendo pesquisas ligadas a produção e nutrição de ruminantes, qualidade da carcaça e da carne.

Os estudos, de forma geral, estão alicerçados em pesquisas que englobam sistemas de alimentação como confinamento e/ou pastagens cultivadas. São utilizados animais das raças Ile de France e Texel para as pesquisas, os quais fazem parte do próprio rebanho. Atualmente como ferramenta de pesquisa está em desenvolvimento projetos sobre Exigências nutricionais, Bioimpedância e Traçabilidade e qualidade de carne de cordeiros, para as pesquisas de mestrado e doutorado.

As pesquisas realizadas no laboratório contribuem para avaliações das características da pastagem, comportamento ingestivo, desempenho animal em pastagem e confinamento, consumo, qualidade da carcaça, composição bromatológica da pastagem e suplemento fornecidos, determinar as características qualitativas e quantitativas das carcaças, determinar as propriedades físico-químicas, cor instrumental, oxidação lipídica, perfil de ácidos graxos e a qualidade sensorial da carne do cordeiro ao pé da mãe e desmamado em diversos sistemas.

Para desenvolver todas estas ações de ensino, pesquisa o setor de ovinos conta com uma área de aproximadamente 12 hectares, 2 apriscos, salas de armazenamento de grãos e fenos, e um rebanho de mais de 160 animais, entre ovelhas, borregas, cordeiros e carneiros.

A equipe está composta por grupo composto por discentes dos cursos de graduação (Zootecnia, Medicina Veterinária) discentes do curso de Pós Graduação em Zootecnia. Este grupo atualmente é coordenado pelo professor Dr. Cleber Cassol Pires.

Telefone: (55) 3220-9393

Estuda a influencia da nutrição na larvicultura, recrio e engorda de peixes, em especial o efeito da alimentação no desempenho produtivo e qualidade da pescada.

Telefone: (55) 3220-8365

Análise de solos, água, plantas e dejetos de animais, relativas, principalmente, às suas concentrações de carbono e de nitrogênio, total de mineral (amônio e nitrato); determinações de carbono, nitrogênio, enxofre por combustão seca.

Telefone: (55) 3220-8256

Análise alimentos quanto à qualidade microbiológica no âmbito do ensino, pesquisa e atendimento à comunidade.

Telefone: (55) 3220-8254 – ramal 205

Prof. Carlos Augusto Mallmannn
Prof. Paulo Dilkin

Prédio 44, 3º andar – Ala Norte

Telefone: (55) 3220-8445

 

Desenvolve pesquisas na área de melhoramento genético de gado de corte e leite relacionados com avaliação genética de reprodutores, interação genótipo-ambiente e produção no dia do controle best days.

Telefone: (55) 3220-8083 (204)

 

O Laboratório de Manejo Florestal (Inventário, Crescimento Florestal/Dendrometria) trabalha com análise de crescimento e planejamento de produção florestal.

Prédio 44B

Telefone: (55) 3220-9565 

Responsável: Prof. Frederico Dimas Fleig – dimasfleig@uol.com.br

Análise de carbono e nitrogênio total do solo, de fracionamento da matéria orgânica do solo, de retenção de água no solo, e de perdas de solo e água, determinação da qualidade do solo.

Telefone: (55) 3220-8256

Serviço em Tipagem Sanguínea de Eqüinos

Telefone: (55) 3220-8036

Tem como finalidade desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão em horticultura, atendendo graduação, pós-graduação e extensão.

Telefone: (55) 3220-8467

Realiza análises bromotológicas em alimentos, visando o ensino, a pesquisa e projetos de extensão.

Telefone: (55) 3220-8254 – ramal 23

Desenvolve pesquisas nas áreas de manejo, alimentação e sistemas de produção.

Telefone: (55) 3220-8564 / 9402

O Laboratório de Bovinocultura de Corte (LBC) da Universidade Federal de Santa Maria vem, ao longo das últimas décadas, desenvolvendo pesquisas em temas relacionados a diferentes fontes e formas de alimentação para bovinos e seus impactos no desempenho animal, na qualidade da carcaça e da carne, bem como a economicidade das mesmas. Os estudos, de forma geral, estão alicerçados em dois sistemas de alimentação que são: confinamento e/ou pastagens (cultivadas ou campo nativo).

Para os estudos, normalmente, são utilizados animais oriundos do cruzamento alternado entre as raças Charolês e Nelore, os quais fazem parte do próprio rebanho, uma vez que o LBC possui o sistema de ciclo completo. Entretanto, a partir de parcerias estabelecidas entre o LBC e entidades representantes de outras raças bovinas, tem possibilitado o desenvolvimento de estudos com estas, geralmente, dentro das linhas de pesquisa do laboratório.

O LBC também promove ações no âmbito de extensão universitária. As principais vias de ação tem se dado através da promoção de ciclo de palestras, realizados dentro da UFSM e em municípios vizinhos, dias de campo e divulgação técnico-científica, através da elaboração de textos temáticos e distribuídos através dos e-mails cadastrados.

Para desenvolver todas estas ações de ensino, pesquisa e extensão, o LBC conta com uma área de aproximadamente 500 hectares e um rebanho de mais de 600 animais, bem como um grupo composto por dezenas de discentes de diferentes cursos de graduação (Zootecnia, Medicina Veterinária, Agronomia, assim como Cursos técnicos), discentes do curso de Pós Graduação em Zootecnia, além de técnicos administrativos em educação.

Professor Responsável:

Dr. Ivan Luiz Brondani

Dr. Dari Celestino Alvez Filho

Técnicos administrativos em educação

Emerson Dalla Chieza (técnico em agropecuária)

Juarez Felizberto (Zootecnista)

Telefone: (55) 3220-8083 (212)

E-mail: ivanbrondani@gmail.com

Propagação clonal, análise de DNA e proteína e analise de germinação de pólen em espécies.

Telefone: (55) 3220- 8277

Serviços de Reprodução Animal Assistida e Biotecnologia.

Telefone: (55) 3220-8752

Caracterização de propriedades biológicas do solo, em laboratório e a campo, análise da fauna do solo, nematóides, micorrizas e rizóbio.

Telefone: (55) 3220-8256

Profª Agueda Castagna de Vargas

Prédio 44, sala 5137

Telefone: (55) 3220-8107/9391

O Laboratório de Avicultura (LAVIC) é responsável pelo ensino, pesquisa e extensão em Avicultura na Universidade Federal de Santa Maria, possuindo 5 hectares de área, o espaço possui 7 galpões experimentais, 1 incubatório e 1 fábrica de ração (4 ton/hora) disponível ao ensino de graduação em Zootecnia, Medicina Veterinária e Agronomia e também à Pós-Graduação em Zootecnia, proporcionando ainda, estágio prático-profissional a inúmeros alunos dessas áreas. Cerca de 20 estagiários e bolsistas dos diferentes cursos de graduação da UFSM e de outras instituições, do país e exterior, são componentes e colaboradores do LAVIC. De 8 a 10 acadêmicos de Pós-Graduação em Zootecnia nos níveis de mestrado e doutorados, usualmente desenvolvem seus projetos que resultaram em teses e dissertações.

Além disso o Laboratório possui intensa atividade em pesquisa e inovação nas áreas de:

– nutrição em frangos de corte, poedeiras e matrizes de corte;

– manejos em frangos de corte, poedeiras e matrizes de corte;

– reprodução avícola;

– melhoramento genético em postura comercial;

O LAVIC possui um plantel composto por Matrizes de Corte e Linhas Puras de Poedeiras de Ovo de Casca Marrom selecionadas pelo Programa de Melhoramento Genético desde 1988. Busca a excelência na qualidade dos pintos de corte e postura, produzidos e distribuídos pelo laboratório para mais de 50 municípios do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Executa ainda, relevante atividade de extensão rural, prestando assistência técnica aos produtores rurais e empresas que atuam no segmento.

ESTRUTURA  FÍSICA  EXISTENTE:

O LAVIC – Laboratório de Avicultura do Departamento de Zootecnia possui 5 hectares de área, contendo 1 incubatório, 6 aviários experimentais (I, II, III, IV, V e VI), 1 sala climatizada com baterias, 1 fábrica de rações e 3 pinteiros:

Incubatório:  Possui a capacidade de produção de 9.317 pintos por semana (rotina).

Aviário I:  Possui 270 m2, com 54 boxes de 2,0m2 e uma sala de 20m2 para área de serviço. Esta unidade é utilizada usualmente para a condução de experimentos com frangos de corte. Existe a possibilidade de avaliações via ração e água, pois é dotado de sistema de distribuição hídrica diferenciada em quatro blocos.

Aviário II:  Com 600 m2, este aviário está dividido em duas unidades de 300m2, cada.  Um lado equipado com 600 gaiolas para postura de ovos comerciais (0,33 x 0,45 x 0,40m). Outra unidade está em obras com previsão de liberação em 2016, será uma unidade constituída de boxes experimentais, criação sobre piso.

Aviário III: Aviário para recria e postura com 350 m2, é dotado de piso, mureta, cobertura de chapa galvanizada e  isopropileno.  Aviário para desenvolvimento de estudos em piso e cama aviária.

Aviário IV: Galpão com 420m2, de 12x35m que possui 60 boxes experimentais de 4,14m², construídos em polietileno. Esse aviário é totalmente climatizado, sendo controlado automaticamente. Equipado com exaustores, placas evaporativas, bebedouros tipo nipple, comedouros e campânulas. Possui a possibilidade de realização de teste hídricos pois possui sistema de distribuição de água  diferenciado.

Aviário V: Galpão com 300 m2, de 10x30m com 32 boxes (4,61 m²) experimentais de 3,25 x 1,42m, construídos em polietileno equipado com 6 ninhos por box com comedouros separados para fêmeas e machos. Esta unidade é utilizada para experimentos em reprodução, com monta natural, para matrizes de corte e matrizes de poedeiras de ovos de casca marrom.

Aviário VI: Aviário para postura com 210 m2, é dotado de 516 gaiolas de postura de 0,33 x 0,45 x 0,40m e 84 gaiolas para machos reprodutores de 0,33 x 0,60 x 0,60m. Esta instalação é com laterais teladas e cobertura metálica com tratamento térmico.

Sala Climatizada para Baterias: Essa sala aloja três baterias, totalizando 60 repetições, ou seja, 20 unidades experimentais por bateria metálica.

Pinteiros (Casa Colônia): Em número de três, com 36m2 de área, utilizados para  frangos de  corte e/ou poedeiras.

Fábrica de Rações:  Fábrica de rações, com capacidade de produzir até 4 toneladas /hora, totalmente automatizada. Essa unidade possui cerca de 300m2 de área construída.

 

     

 

Executa aulas práticas e controle de qualidade de alimentos de origem animal e vegetal, dá suporte às aulas práticas de processamento de produtos de origem animal e vegetal.

Telefone: (55) 3220-8254

Realiza as aulas práticas de fermentação e bioquímica dos alimentos, dá apoio às análises físico-químicas dos alimentos fermentados.

Linhas de pesquisa alimentação artificial de abelhas “Apis melífera”.

Prédio 78, sala 14

Telefone: (55) 3220-8083

Realiza análises físico-químicas de elementos no âmbito da pesquisa e da prestação de serviços à comunidade.

Telefone: (55) 3220-8254 – ramal 204

Análises de consumo humanos, irrigação e piscicultura, qualidade ambiental, eficiência dos agrotóxicos; microbiológicas, físico-químicas, de resíduos de agrotóxicos e indicadores de matéria orgânica.

Telefone: (55) 3220-8153

Serviços: Hemogramas, urinálise, bioquímicos, citologia, parasitologia, análise de líquidos, CAAF.

Prédio 97, sala 103

Telefone: (55) 3220-8814

Análise sensorialmente os alimentos com a finalidade de manter o nível de qualidade do produto através do controle das etapas do processamento e da estabilidade durante o armazenamento.

Telefone: (55) 3220-8254 – ramal 23

Análise de solos para recomendação de adubação e calagem. Análise básica: argila, pH-H2O, índice SMP, P, K, MO, Al, Ca, e Mg.
Análise completa = P resina: análise completa mais P por resina trocadora.

Telefone: (55) 3220-8153

Analise de pureza física, germinação, vigor e umidade de sementes para agricultores da região.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 228

 

O Laboratório de Análise de Alimentos do Departamento de Tecnologia e e Ciência dos Alimentos (CCR), abre para a comunidade serviços de análises de Azeite de Oliva. Entre esses serviços oferecidos estão:

  • Índice de acidez;
  • Índice de peróxidos;
  • Extinção específica no ultravioleta;
  • Índice de refração;
  • Índice de saponificação;
  • Umidade e material volátil,
  • Composição de ácidos graxos;
  • Teor de colesterol;
  • Compostos fenólicos totais (Folin);
  • Composição de compostos fenólicos.
 
O Laboratório já atende à diversas demandas de serviços de análises em outros alimentos como mel, óleos e gorduras, bebidas alcoólicas, carnes e embutidos, leite e derivados, farinhas e similares, entre outros.
 
É possível contatar o laboratório através do e-mail dtcalimentos@gmail.com ou pelo telefone (55) 3220 8254.

Profª Maristela Lovato

Telefone: (55) 3220-8072

Instalada no Depto. de Fitotecnia em junho de 1998, convênio com 8º distrito de Meteorologia do INMET, consta de uma estação convencional e uma estação automática de aquisição de dados meteorológicos, usados na UFSM para fins didáticos e de pesquisa.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 223

Mapeamento, cruzamento e levantamento de dados de uso da terra, cobertura florestal.

Telefone: (55) 3220-8261

Sistemas e cursos de capacitação de aplicativos de administração rural, cadastro rural e curso de treinamento em GPS.

Telefone: (55) 3220-8788

Análise de distribuição do tamanho de partículas em materiais de solo, ferro livre cristalino (DC) e ferro livre amorfo (oxalato); identificação de matérias na fração argila, serviço de mapeamento de solos e várias escalas.

Telefone: (55) 3220-8256

Desenvolve suas pesquisas nas áreas de manejo de campo nativo, pastagem cultivada e conservação de forragens com avaliação de produção animal.

Telefone: (55) 3220-9395 / 9396

As instalações se destinam à produção e experimentação em floricultura servindo aos alunos de graduação e pós-graduação e na resolução de problemas da produção regional.

Telefone: (55) 3220-8179 ou 3220-8899 – ramal 240

Caracterização de propriedades e processos físicos do solo em laboratório e no campo; análises de granulometria, densidade, agregação, porosidade, curva de retenção de água, resistência à penetração, condutividade hidráulica, infiltração de água e temperatura.

Telefone: (55) 3220-8256

Destina-se ao atendimento de aulas de graduação e pós-graduação e a realização de trabalhos de pesquisa em arroz irrigado e uso alternativos de várzeas.

Telefone: (55) 3220-9666

Área de campo destinada a experimentos e práticas de manejo para alunos da disciplina de agricultura especial.

Telefone: (55) 3220-8903

Prédio 44N – Telefone: 3220-8709

Responsável: Prof. Fabrício Jaques Sutili – (fjsutili@gmail.com)

Alternar conteúdo

Diagnóstico de alterações de metabolismo mineral e energético-protéico em animais de produção.

Telefone: (55) 3220-8815

Assistência ao produtor e/ou criador e treinamento de profissionais em produção in vitro, coleta, congelamento e transferência de embriões bovinos, produção de TSZ para diagnóstico de imunodeficiência no potro recém-nascido.

Prédio 97, Bloco 4, Ala Sul

Telefone: (55) 3220-8501

Análises de macro e micronutrientes em tecidos vegetais e físico-químicas de água e solos.

http://www.labeflo.com.br

Prédio 44 

Sala 5268 

Telefone: (55) 3220-8444 / Sub-ramal: 36 ou 3220-8641 –

Responsável: Prof. Mauro V. Schumacher – mvschumacher@gmail.com

Profª Fernanda Flores Vogel
Prof. Luis Antônio Sangioni

Prédio 44, sala 5149

Telefone: (55) 3220-8071

Diagnóstico Ultra-sonográfico e Radiológico

Telefone: (55) 3220-8813

Avaliação de parâmetros como teor alcoólico, acidez volátil, extrato etéreo e proteínas em alimentos e bebidas de modo geral com finalidades de ensino, pesquisa e extensão.

Telefone: (55) 3220-8254 – ramal 21

Coleção científica de plantas, que servem para pesquisa, identificação e auxílio didático.

Prédio 44C 

Telefone: (55) 3220-6114 

Responsável: Prof. Luciano Denardi – lucianodenardi@yahoo.com.br

Sob coordenação da professora Dr.(a) Geni Salete Pinto de Toledo, o laboratório de cunicultura da UFSM possui objetivo de proporcionar aprendizado de maneira prática sobre funcionamento de um criatório cunícola. Visa atender não apenas discentes da UFSM, mas também produtores e a comunidade em geral.

O laboratório de cunicultura conta com dois distintos ambientes de criação:

·        Céu aberto – onde estão instaladas 39 gaiolas de cimento pré-moldado, frente e piso de arame galvanizado;

·        Galpão – onde estão contidas 42 gaiolas para a fase de recria (35 – 90 dias) e 14 gaiolas para fase de cria (0 – 35 dias) com ninhos acoplados.

Possui também canteiros onde são cultivados alimentos volumosos, sala de ração, sala de estudos e galpão para ferramentas/materiais. Quanto ao número de animais, atualmente o plantel se constitui de seis reprodutores e quinze matrizes. As raças encontradas no laboratório são: Nova Zelândia (variedades branca, preta e vermelha), Califórnia, Holandês e Chinchila.

Em relação às linhas de pesquisa desenvolvidas no laboratório destaca-se nutrição animal. Nesse sentido, a principal linha de estudo é uso de subprodutos e resíduos na nutrição cunícola, de modo a tornar a produção menos onerosa e reduzir passivos ambientais. Ainda auxiliar propriedades familiares onde é preponderante a melhoria da geração de renda.

Equipe:

Geni Salete Pinto de Toledo (Professora Associada)

Alberi Barbosa (Funcionário)

Aline Knob (Discente do curso de Zootecnia/Estagiária)

Maíra Wegner Flores (Discente do curso de Zootecnia/Estagiária)

Letícia Dahmer (Discente do curso de Zootecnia/Monitora)

Luana Goulart (Discente do curso Técnico em Zootecnia)

Diuly Bortoluzzi ((Discente do curso de Zootecnia/Bolsista)

Telefone: (55) 3220-8083

Diagnóstico de doenças em culturas anuais, frutíferas, olerícolas, florestais e ornamentais, identificação de inseto-praga e plantas invasoras em culturas.

Telefone: (55) 3220-8015

Cirurgias abdominais, cirurgias torácicas , cirurgias ortopédicas de ossos longos, cirurgias articulares, cirurgia da coluna vertebral, videocirurgias, cirurgias oncológicas, microcirurgias e cirurgias oftalmológicas.

Prédio 97, bloco 5.

Telefone: (55) 3220-8490

Fornece suporte tecnológico, fisiológico, bioquímico e bromatológico às espécies ruminantes e coordena as atividades do laboratório de bromatologia, as principais pesquisas são realizadas na área de digestibilidade e degradação de nutrientes in vivo e in vitro.

Telefone: (55) 3220-8355 / 9388