Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Mensagens de carinho alusivas ao dia dos Namorados podem ser deixadas nos murais especiais dos prédios do CCS

bannernamorados 

namorados 4namorados1namorados3namorados 5

O amor está no ar e no CCS! Neste domingo, dia 12 de junho, comemora-se o dia dos namorados.

Deixe sua mensagem de carinho nos murais dos prédios do CCS (Prédio 26A, Prédio 26C e Prédio da Antiga Reitoria) ou campartilhe sua mensagem na fan page do CCS.

Mas você conhece a origem desta comemoração?

Segundo historiador Cláudio Fernandes a data brasileira foi definida em 1949, pelo empresário do ramo da publicidade João Dória que elaborou um programa comercial que estaria relacionado ao dia dos namorados no Brasil. A data foi escolhida um dia antes do dia de Santo Antônio (considerado o “santo casamenteiro” e mais popular que São Valentim na cultura brasileira). Entretanto, em outros países, por tradição, a data tem outra origem, dia, mês e sentido, remontando a antiguidade romana do século III d.C.

A data relembra o aniversário de morte de São Valentim, mártir cristão que provavelmente viveu durante o século III. Nesse período, Pierre Grimal destaca que o imperador romano Claudio II proibira os casamentos, por acreditar que os homens solteiros e sem responsabilidades familiares eram melhores soldados. Valentim se opôs a essa decisão, concedendo as bênçãos matrimoniais a jovens noivos de forma clandestina.

A rebeldia do santo o levou à prisão e onde acabou decapitado no ano de 270. Durante o período em que esteve preso, Valentim teria se apaixonado por uma jovem, filha do carcereiro, com quem manteve um romance secreto. Antes de sua morte, o religioso lhe escreveu uma mensagem em que assinou “do seu Valentim”, criando aquilo que se tornaria o primeiro cartão de dia dos namorados.

Dois séculos depois, no ano de 496, o papa Gelásio I escolheu Valentim como símbolo dos enamorados. No entanto, toda a saga do mártir é incerta. Há pelo menos três religiosos com o nome de Valentim, dois deles sepultados em Roma e um terceiro que teria sido morto na África. A própria Igreja Católica, em 1969, deixou de celebrar o aniversário do santo por considerar suas origens – e mesmo sua existência – incertas.

É importante mencionar que os antigos romanos possuiam festivais da lupercalia, uma festa pagã realizada em Roma que tinha por propósito uniões sexuais. Tais festas também ocorriam em fevereiro, em data próxima àquela em que Valentim foi morto.

Fontes consultadas:

DUARTE, Marcelo. “10 curiosidades sobre o dia de São Valentim”; Guia dos curiosos. Disponível em: <http://guiadoscuriosos.com.br/categorias/1245/1/namorados.html> Acesso em 09 de junho de 2016.

FERNANDES, Cláudio. “12 de Junho — Dia dos Namorados”; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-dos-namorados.htm>. Acesso em 09 de junho de 2016.

GRIMAL, Pierre. História de Roma. São Paulo: UNESP, 2010.