Ir para o conteúdo CCSH Ir para o menu CCSH Ir para a busca no site CCSH Ir para o rodapé CCSH
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Alunos do Direito participam de intercâmbio em universidades de Portugal



Conhecer uma cultura diferente, acrescentar uma nova experiência jurídica à bagagem acadêmica e, consequente, à vida desses estudantes. Essa é a proposta do Curso de Direito, em parceria com as universidades de Coimbra, Algarve e Porto, situadas em Portugal.

Um grupo de estudantes do terceiro, quinto e nono semestres, que está participando de um convênio da UFSM com as instituições portuguesas, irá passar um tempo fora do país para estudar novas teorias, práticas e legislações diferentes das que temos no Brasil.

Segundo o professor Rafael Santos de Oliveira, coordenador do curso de Direito da UFSM, essa experiência é mais que acadêmica, é uma experiência que levarão para resto da vida e que os resultados vão além do campo jurídico. “Portugal tem um laço muito estreito conosco por conta da facilidade da língua e por já terem ido vários alunos nossos para lá.” – contou o professor.

Ele também cita que, além das universidades portuguesas, há convênios do curso de Direito com universidades chilenas, argentinas (onde está uma aluna do curso, também em atividades de intercâmbio), espanholas e mexicanas.

De passagem em mãos

O entusiasmado grupo que irá para Portugal é dos alunosAlice Streit Lucena,Amanda Mattioni, Ana Luiza Espindola,Angela Benedetti,Julia Scalcon, Luiza Pedroso Pasin, Lauro Felipe Weber, Natália Flores Dalla Pozza e Valéria Barth Fagundes.

Os alunos souberam sobre a oportunidade de intercâmbio através da SAI (Secretaria de Apoio Internacional), que frequentemente divulga editais para intercâmbios e bolsas, além de oferecer uma boa assistência aos que se inscrevem nos projetos oferecidos, principalmente com palestras e encontros promovidos entre os organizadores e quem participará dos projetos.

Após a etapa de inscrições, entrevistas e documentos pra lá e pra cá, agora é a etapa de esperar pela viagem. Como nunca participaram de qualquer atividade parecida, e por ser no exterior a próxima grande experiência a ser vivida, a expectativa é a melhor e estão cada vez mais ansiosos pela partida.

Em entrevista à Assessoria de Comunicação do CCSH eles contaram que “estamos muito entusiasmados. Gerou o sentimento de “preciso participar disso”, pois alguns parentes nossos já participaram de Intercâmbio em outros países.”

Ex-intercambistas compartilham suas lembranças

Os estudantes Francine Cadó e RafaelHenrique Tiburski, atualmente no nono semestre, já estiveram na Universidade de Coimbra, em uma oportunidade de intercâmbio. Em entrevista à Assessoria de Comunicação do CCSH contaram um pouco de suas experiências e impressões frente a um local de estudo diferente.

“Foi bem interessante. Estávamos acostumados com a realidade social e jurídica daqui. O primeiro contato foi bom por ser um país de língua portuguesa e por haver vários brasileiros lá. Os portugueses foram bem receptivos.” (Rafael)

“Eles nos ajudaram a se acostumar com a vida acadêmica. Convivi bastante com italianos, alemães e brasileiros. Está todo mundo com esse mesmo sentimento, então cria-se uma comunidade de “todos se ajudam”. ” (Francine)

Quando Francine e Rafael falam do período em que estudaram em Portugal seus olhos brilham e sorrisos aparecem em seus rostos. O mesmo entusiasmo volta à mente deles, junto com boas lembranças do intercâmbio. Eles contam que “de certa forma, hoje em dia, o Brasil é que está “colonizando” Portugal, porque eles aprendem muito mais sobre a nossa cultura.”

Quando questionados sobre o impacto dos estudos portugueses em suas vidas acadêmicas, um dos pontos que destacaram foi que houve a oportunidade de conhecer a legislação que serviu de base para a criação do sistema jurídico brasileiro, já que muitas leis foram influência de nossos antigos colonizadores. Além disso, contam que houve a possibilidade de frequentar cadeiras em cursos diferentes.

“Lá tivemos a possibilidade de não ficar só dentro da faculdade de Direito, mas procurar outras cadeiras em outros cursos, como Economia e Relações Internacionais, que possibilita ampliar nossas visões. Outra coisa interessante foi participar das aulas do professor Boaventura de Souza Santos, da Economia, que é um grande teórico.” (Francine).

Com as experiências dos colegas que já foram e com as expectativas em relação ao intercâmbio, os estudantes estão bastante entusiasmados com a oportunidade. Alguns deles embarcam ainda este ano, outros em 2015.

Para quem quiser saber mais sobre oportunidades de intercâmbio, basta acessar o site da SAI (aqui).

Texto: Eduardo Molinar, acadêmico do Curso de Jornalismo e bolsista da Assessoria de Comunicação do CCSH.
Fotos: Gabriela Pagel, acadêmica do Curso de Jornalismo.


Publicações Recentes