Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Pesquisa vai mapear perfil socioeconômico dos estudantes de universidades federais

Questionário já está disponível para estudantes da UFSM, por meio do Portal do Aluno

 

Você sabia que mais de 60% dos estudantes de universidades federais são de famílias com renda máxima de quatro salários mínimos? E que o número de estudantes negros e negras em instituições federais quase triplicou de 2003 a 2014 no Brasil? Dados como estes são fundamentais para a gestão e a melhoria da educação pública de nível superior e das políticas de assistência estudantil. A obtenção destas informações, contudo, depende da colaboração dos estudantes. Por isso, a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e o Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assistência Estudantil (Fonaprace) estão realizando a quinta edição da Pesquisa do Perfil Socioeconômico dos Estudantes das Universidades Federais. O levantamento será desenvolvido ao longo de todo o primeiro semestre de 2018. Na UFSM, o questionário já pode ser acessado, por meio do Portal do Aluno.

Em estudos anteriores, a Andifes demonstrou a evolução do perfil dos graduandos, considerando os processos seletivos massivos, como o ENEM, a criação de mais de 300 campi no interior do País e a Lei de Cotas, criada em 2013, e que garantiu o ingresso de 32% dos estudantes que compõem o corpo discente das 63 universidades federais brasileiras. O secretário executivo da Andifes, Gustavo Balduino, ressalta que os indicadores gerados pela pesquisa auxiliam no aumento da eficiência da gestão dos recursos públicos destinados às universidades federais.

O coordenador de Planejamento Informacional da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan) da UFSM, Fernando Barbosa, reforça a importância da adesão dos estudantes à pesquisa, lembrando que os dados obtidos também são utilizados como fontes de informação para a gestão da Universidade, subsidiando ferramentas como o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), por exemplo.

A quinta edição da pesquisa traz como principal inovação o caráter censitário, ou seja, todos os estudantes das Instituições Federais de Ensino Superior serão convidados a participar, o que contribuirá para o conhecimento do perfil mais exato possível dos graduandos ativos nos cursos presenciais do país. Os dados serão mantidos em total sigilo, e informações pessoais, como Nome, CPF e e-mail, serão utilizadas apenas para identificação no acesso à plataforma da pesquisa.

Na UFSM, o questionário já está disponível para cerca de 18 mil estudantes, por meio do Portal do Aluno. Ao acessar a plataforma online, o estudante deve clicar no link da pesquisa (https://www.perfil.ufu.br/2018/questionario/), informar CPF e escolher a instituição a qual está vinculado. Em seguida, o aluno estará apto para preencher os dados da solicitados.

 

Assessoria do Gabinete do Reitor