Ir para o conteúdo CCSH Ir para o menu CCSH Ir para a busca no site CCSH Ir para o rodapé CCSH
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo
Publicado: 25 julho 2018 - 15:05 | Última modificação: 13 setembro 2019 - 16:24
Ouvir
III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE FILOSOFIA

TÉCNICO-CIENTÍFICOS

Colégio Palotino - Vale Vêneto

20/06/2007 00:00 - 23/06/2007 00:00

Descrição

Abrangência do tema do evento

O III Simpósio Internacional de Filosofia: Identidade Pessoal e Reconhecimento (III-SIF) dá continuidade a uma série de eventos de escopo internacional promovidos pelo Programa de Pós-graduação em Filosofia da UFSM. O I Simpósio Internacional de Filosofia: Verdade como Valor foi realizado em março de 2005 (tendo sido apoiado pelo CNPq/PROSUL e FAPERGS), e o II Simpósio Internacional de Filosofia: A Concepção Fregeana da Verdade aconteceu em dezembro de 2005. O evento agora proposto será organizado na forma de palestras e conferências, proferidas em português e espanhol, sob responsabilidade de pesquisadores especialistas na área de abrangência.

Com a realização do III-SIF pretende-se a tematização de um tópico central para a filosofia teórica e também para a filosofia prática, e que possui referência direta a problemas oriundos da filosofia da linguagem, da filosofia da mente, da antropologia filosófica, e da metafísica a saber: o conceito de identidade pessoal. O desdobramento da temática será feito em conexão com o conceito de reconhecimento. Este vínculo entre os conceitos de identidade pessoal e reconhecimento possibilita uma interação entre diferentes tradições da filosofia moderna e contemporânea. Por um lado, é possível um vínculo entre a abordagem originada por Strawson do problema da identidade pessoal, na filosofia de língua inglesa, com a tradição fenomenológica e hermenêutica originada na obra de Husserl e Heidegger, e desenvolvida na obra de Paul Ricoeur. De outro lado, a temática também possibilita uma aproximação entre a tradição da filosofia clássica alemã, sobretudo do Idealismo Alemão, com as abordagens normativas do conceito de pessoa e intersubjetividade feitas na filosofia contemporânea.

De um ponto de vista histórico, portanto, o III-SIF situa-se na gênese das mais importantes tradições filosóficas da modernidade. O tema do Simpósio ainda ganha em relevância, considerando-se os movimentos de aproximação destas tradições. Assim, o exame de temáticas comuns e abordagens diferenciadas em muito contribuirá para a aproximação dialógica destas tendências divergentes na filosofia contemporânea.

De um ponto de vista temático, o problema da identidade pessoal pode ser visto como a pergunta pela classe de propriedades que adequadamente descrever a ontologia dos seres humanos. A distinção entre propriedades subjetivas e objetivas, bem como entre estados mentais e disposições é indispensável para a formulação do problema. Neste sentido, a formulação da pergunta a partir do conceito de pessoa, na qual o componente prático origina-se do tratamento do problema da liberdade da vontade, implica uma formulação do problema não apenas em termos de propriedades de estado, mas em disposições para a ação.

Em termos históricos, uma importante contribuição para o debate pode ser encontrada na filosofia clássica alemã. No idealismo alemão há uma vinculação estreita entre abordagens que dizem respeito à identidade de pessoas e concepções sobre a origem de normatividade. Por isso, pode-se dizer que o idealismo alemão antecipou o conceito de “identidade normativa” que, na discussão contemporânea, encontra-se em contribuições como as de H. Frankfurt e Chr. Korsgaard. Destacaram-se duas posições diferentes no desenvolvimento do idealismo alemão: Por um lado, a concepção de um si-mesmo que esteja essencialmente submetido a exigências morais foi desenvolvida no quadro de uma teoria da reflexão prática da subjetividade (Fichte). Por outro lado, a formação de uma concepção do si-mesmo é vista como fundada numa prática já estabelecida de uma comunidade ética (Hegel). Nas duas concepções, o conceito de reconhecimento tem uma função indispensável, embora de modos diferentes.

Com a fenomenologia surge o problema das condições da referência si mesmo, com o papel fundamental atribuído à subjetividade constituidora de sentido, na medida em que está é concebida como uma subjetividade relacional. A partir da incorporação da hermenêutica observa-se o vínculo do conceito de identidade com a noção de historicidade, incorporando a perspectiva externa da referência a outras pessoas, assim como a perspectiva de uma identidade narrativa.

As contribuições que serão apresentadas no III-SIF contribuirão para a discussão de perguntas como as seguintes: Quais são os argumentos para a tese de que todas as formas de reflexão estão intrinsecamente ligadas com normatividade? Qual é a relação do conceito de identidade normativa com a identidade numérica de pessoas, que é explicável em termos descritivos? É possível fundar a validade de normas na auto-referência prática de pessoas? Em que medida a intersubjetividade é o fundamento da formação de concepções práticas de si mesmo? A noção de propriedades subjetivas como disposições para a ação pode ser formulada em termos hermenêuticos? A identidade pessoal é dependente de uma perspectiva externa originada da dinâmica do reconhecimento? A narratividade é um componente a ser integrado no conceito de identidade pessoal?

Informações Gerais aos Participantes

1- Sobre o local:

Vale Vêneto é um distrito da cidade de São João do Polêsine e fica a 40 km de Santa Maria. Polêsine faz parte da Quarta Colônia de Imigração Italiana, região de destaque turístico do Rio Grande do Sul. Vale Vêneto tem como principal ponto turístico a Igreja Matriz de Corpus Christi, inaugurada em 1907, o Museu do Imigrante Italiano – primeiro do gênero no Estado, a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, entre outros.

2- Como chegar:

Horários de ônibus para Vale Vêneto:

Empresas Efal

Rodoviária Santa Maria – Vale Vêneto 6:30, 10h, 12h, 17hs

Vale Vêneto Santa Maria 6:30, 10h, 12h, 13h, 17h.

3 – Transporte:

A organização disponibilizará apenas para os inscritos na Modalidade 1 os translados Santa Maria-Vale Vêneto no dia 20/06 e Vale Vêneto-Santa Maria no dia 23/06 . O acesso ao ônibus será condicionado pela apresentação do comprovante de pré-incrição. Em outros dias o transporte não será de responsabilidade da organização do Simpósio.

3.1- Horários de saída de Santa Maria:

No dia 20/06 serão dois horários: às 09:00 11:00 horas. A saída de Santa Maria será no “garajão” da Antiga Reitoria (em frente ao Supermercado Nacional) e contará com uma parada no posto Rodoviário de Camobi.

3.2- Volta para Santa Maria

O translado Vale Vêneto-Santa Maria será realizado no dia 23/06 em dois horários: às 10hs e às 12hs. A saída será em frente à Igreja Matriz.

4 – Hospedagem em Vale Vêneto:

Os alunos inscritos na modalidade 1 do Simpósio terão direito a alojamento em Vale Vêneto. Serão 80 vagas, divididas em 4 quartos com 20 camas, 2 dormitórios femininos e 2 masculinos. Os quartos contam com 3 banheiros com chuveiros elétricos. Cada dormitório estará sob a responsabilidade de 2 monitores.

5 – Alimentação:

Aos inscritos na modalidade 1 do Simpósio serão oferecidos café da manhã jantar . Os horários dos serviços são restringidos e devem ser respeitados.

Haverá almoço para os parcipantes do evento, sob responsabilidade da Associação dos Moradores de Vale Vêneto. A secretaria do evento apenas receberá as solicitações de almoço para os interessados.

No distrito de Vale Vêneto há opções de alimentação para os participantes.

6- O que se deve levar:

É necessário levar roupas de cama, como lençóis, cobertores, edredons, utensílios de uso pessoal, etc. A organização não fornecerá este tipo de material.

É importante observar que no período da realização do Simpósio estaremos na época do inverno, com temperaturas não raro abaixo dos 5°C. Portanto, é importante que tanto roupas de cama como agasalhos pesados sejam providenciados pelos participantes.

7 – Sobre os alojamentos:

O Colégio Palotino, onde se localizam os alojamentos, embora ofereça condições adequadas para a estadia dos participantes, não é um Hotel ou uma Pousada. O Colégio dispõe de certas regras internas para o uso de suas instalações, relativas aos horários de acesso às dependências e à preservação de seu patrimônio. Estas regras devem ser observadas rigorosamente pelos participantes.

•  Os alojamentos serão fechados nos horários das palestras pela, sendo abertos nos horários de almoço e jantar. O acesso ao Colégio e aos alojamentos está restrito às 23horas. Não será permitido a nenhum participante o ingresso nas dependências do Colégio Palotino após as 23hs.

•  Os participantes devem observar silêncio e urbanidade nas dependências do Colégio Palotino.

•  Os monitores e a Comissão Organizadora, em conjunto com a direção do Colégio Palotino, serão os responsáveis pela observância das regras supra-citadas.

8 – Disposições gerais:

•  A organização contará com uma equipe de monitores devidamente identificados, que auxiliarão os participantes com a hospedagem, alimentação e entrega dos certificados. Ainda, organização disponibilizará de uma secretaria executiva destinada a prestar atendimento e informações aos participantes.

•  A organização não se responsabilizará por danos, extravio ou roubo de bolsas, celulares, malas ou quaisquer tipos de pertences pessoais.

•  A organização não disponibilizará telefones para ligações ou acesso à Internet.

•  É importante que os participantes tragam consigo o comprovante da pré-inscrição para o acesso aos serviços oferecidos pela organização do Simpósio

Sites sobre Polêsine, Vale Vêneto e Quarta Colônia

http://www.riogrande.com.b r /municipios/saojoaodopolesine.htm

http://quartacoloniaitalia n a.vilabol.uol.com.br/vale_veneto.html

ht t p://nutep.adm.ufrgs.br/munisRS/mun389.htm (fotos)

http://www.polesine.com.br

http://www.pousadarecanto.com

Programação

20/06/07 Quarta-feira

14:00 Abertura

14:30-16:30 Conferência 1: Carlos Gutierrez ( Uniandes /Colômbia): “Dos lecturas del reconocimiento en Hegel”

17:00-18:00 Marcelo Fabri (UFSM): Identidade Pessoal em Husserl: razão e motivação

18:15-20:00 Hans Christian Klotz (UFSM): Identidade e normatividade no Idealismo Alemão

21/06/07 Quinta-feira

10:00-12:00 Alfredo Culleton (UNISINOS): A gênese teológica do conceito de pessoa e a sua evolução filosófica com Boécio e Tomás.

15:00-16:00 Róbson Ramos dos Reis (UFSM): Identidade pessoal, reconhecimento e finitude.

16:30-17:30 Noeli Dutra Rossatto (UFSM): Identidade pessoal em P. Ricoeur: simpatia e respeito.

18:00-20:00 Conferência 2: Hélio Salles Gentil (USJT): Narrativa e reconhecimento a partir de Paul Ricoeur

22/06/07 Sexta-feira

10:00-12:00 Antônio Augusto Videira (UERJ): Prática científica e reconhecimento pessoal na trajetória de vida de Heisenberg

14:30-16:00 Albertinho Luiz Gallina (UFSM): Strawson e Descartes sobre o conceito de pessoa.

16:30-17:30 Reunião para formação de rede de pesquisadores

18:00-20:00 Conferência 3: Francisco Naishtat (UBA/Argentina)

Alteridad y reconocimiento en dos tradicciones del giro linguístico: el caso de Strawson y de Ricoeur

Inscrição

ATENÇÃO:

AS INSCRIÇÕES EM AMBAS AS MODALIDADES ESTÃO ENCERRADAS

Contato

Contato através do e-mail.

iiisif@mail.ufsm.br

Localização

Colégio Palotino

- - 0 - -

Vale Vêneto - Rio Grande do Sul