Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Discrepâncias Salariais entre Docentes são questionadas em Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN)

Na tarde de terça-feira (14), intermediadas pela Profª Lúcia Royes Nunes, as professoras aposentadas que fazem parte do Grupo de Trabalho de Seguridade Social e Assuntos de Aposentadoria (GTSSA)/SEDUFSM, Maria Julia Piaggio, Ester Nogueira e Marian Noal Moro, solicitaram à Direção do Centro de Educação ampla divulgação da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) que questiona as discrepâncias salariais entre 40h, 40h DE(Dedicação Exclusiva) em relação às 20h para trabalho igual e mesmo cargo. O movimento (que não se trata de uma ação judicial) iniciou em Santa Maria junto ao Ministério Público e já percorre o Brasil inteiro, sob forma de abaixo assinado, colhendo assinaturas. Para mais informações leia.

O pedido das professoras é que os docentes sindicalizados ou não que fazem parte do Centro de Educação, atentem às questões salariais desiguais e assinem e divulguem o abaixo assinado disponível na página da SEDUFSM link.

 

 

 

O Grupo GTSSA é aberto para participação de todos e os encontros ocorrem todas as terças-feiras às 14h na sede da Sedufsm.

 sedufsm