Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Doutoranda do CE realiza pesquisa em Escolas Rurais do Campo no município de Quevedo



Aconteceu hoje (10/05) o encontro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Formação Inicial, Continuada e Alfabetização – GEPFICA, com a prefeita de Quevedos, Neusa Nickel, secretária de educação, diretoras e coordenadoras das Escolas Rurais do Campo, juntamente com a doutoranda Elizandra Gelocha, participante do GEPFICA e natural de Quevedos.

A acadêmica do Programa de Pós Graduação em Educação (PPGE), Elizandra, a partir do conhecimento da realidade de seu município, desenvolve em sua tese de doutorado: “A formação Permanente de Professores, através de demandas do contexto investigativo”, um trabalho para ajudar a mudar a realidade apresentada.

Além de dar retorno ao Município de origem, o que também investigou foram elementos da pesquisa FRJAN que apresentou, no ano de 2016 dados relacionados a educação, em que Quevedos estava entre os 50 municípios menos desenvolvidos da região Sul. Enquanto pesquisadora, Elizandra discorda destes dados, visto que estas pesquisas, em nível macro, não consideram a realidade dos municípios.

Através do trabalho com a metodologia do círculos-dialógicos investigativos formativos, uma metodologia criada dentro da universidade pelo professor Celso Henz, Elizandra trabalha o diálogo reflexivo, investigativo e da escuta sensível. Para ela, natural de Quevedos e estudante de doutorado da UFSM, sua tese é uma forma de levar sua contribuição ao seu município de origem.

A orientadora de Elizandra e coordenadora do GEPFICA, Helenise Sangói, ressalta que esse é um trabalho que “visa dar visibilidade as classes multisseriadas que estão naquela região, atuando na formação continuada, de forma gratuita, através da extensão universitária, dando visibilidade aos professores, as escolas, a coordenação e prefeitura”.

O debate ocorrido pela manhã teve como objetivo elencar os desafios das classes multisseriadas e pensar estratégias de intervenção e políticas públicas que possam contribuir para superar esses desafios. A prefeita Neusa Nickel salientou que a parceria com Elizandra e toda a equipe da UFSM tem como objetivo a qualificação da educação no município, levando mais conhecimentos e informações, de forma a integrar teoria e prática.

Durante a tarde, os participantes visitaram a Unidade de Educação Infantil IPE Amarelo da UFSM, a fim de conhecer mais das metodologias utilizadas, dialogar com professores e professoras e analisar outras realidades.

 

Luciana Turcato – Bolsista de Jornalismo do Núcleo de Comunicação Institucional do CE



Publicações Recentes